Reveja as declarações mais marcantes do falastrão Chael Sonnen no MMA

O agora ex-lutador norte-americano marcou história no esporte por suas frases polêmicas dirigidas aos rivais

Sonnen (foto) foi protagonista de diversas polêmicas no MMA. Foto: Divulgação/UFC

Sonnen (foto) foi protagonista de diversas polêmicas no MMA. Foto: Divulgação/UFC

Mais do que por suas habilidades dentro do octógono, Chael Sonnen marcou história no MMA por suas diversas declarações provocativas. Em seus 17 anos de carreira, o norte-americano disparou contra vários rivais, sendo muitos deles brasileiros, como aconteceu com Anderson Silva, Wanderlei Silva, Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro.

LEIA TAMBÉM:

Sonnen testa positivo em exame antidoping e sai do UFC 175

Sonnen admite doping e culpa mudança nas regras 

Chael Sonnen anuncia aposentadoria do MMA

Sonnen agradece a Anderson: ‘Não chegaria até aqui sem você’

Carreira de Sonnen se encerra com várias polêmicas; relembre

Por isso, o SUPER LUTAS separou algumas das declarações mais marcantes do “Gângster de West Lynn”, que anunciou sua aposentadoria do MMA nesta semana. Confira!

Confira as frases mais marcantes de Chael Sonnen*:

“Não gosto muito desse negócio de jiu-jitsu. Não pega bem para um republicano ter outro homem no meio de suas pernas”.

“Faço Anderson ficar de costas no chão mais rápido do que uma atriz pornô com problemas financeiros”.

Wanderlei Silva jamais seria campeão se eu tivesse lutado no PRIDE. Não tive oportunidade. Dizem que você deve sempre estudar seu oponente, saber o que ele está pensando. Eu sei exatamente o que ele está pensando. Ele está sentando e se perguntando: ‘Ah, existe algum número maior do que onze?’

“Eu bateria em Lyoto Machida no meu caminho para o octógono para vencer Anderson. E chutaria a bunda de Nogueira no estacionamento, na festa após a vitória”.

“Quero sempre lutas fáceis. Anderson SilvaWanderlei Silva. Qualquer Silva. Antônio Pezão Silva. Me dê um Silva e vocês verão o que acontece”.

“Quando criança, falava sobre inovações tecnológicas com meus amigos, enquanto Anderson e outras crianças do Brasil brincavam na lama”.

“Já fui diversas vezes até a casa de Anderson sem ele estar lá. Dei um tapa no traseiro da esposa dele e pedi para ela me fazer um filé ao ponto”.

“Bati mais de 300 vezes em Anderson Silva na primeira vez que nos enfrentamos. E ele ficou com as pernas em volta do meu pescoço por alguns segundos, não foi nada demais”.

“Gosto da torcida brasileira, eles fazem o certo, que é torcer por um compatriota. Nos EUA, os atletas não são tão apoiados. Conheço norte-americanos que torceram para eu perder para o Anderson. Em nenhum outro país você vê isso”.

Anderson Silva vem sempre com aquela bobagem de se curvar para cumprimentar. Isso não pode ser feito no Brasil. Já estive lá e sei que se você abaixar a cabeça te roubam a carteira na hora”.

“Presenciei quando os irmãos Nogueira chegaram pela primeira vez aos Estados Unidos. Minotouro quis alimentar um ônibus com uma cenoura e o outro o acariciava como se fosse um cavalo. Acho que nunca tinham visto algo parecido na vida”.

“Ele tem uma faixa preta dada pelos irmãos Nogueira. Eu acho que ter uma faixa preta dos Nogueira é como dizer: “ganhei um brinquedo grátis no McLanche Feliz”.

“Eu nunca vou enfrentar Jones, OK? Ele nunca vai me enfrentar. Ele está cercado por um monte de ‘homens sim’. Quando ele pergunta a eles, ‘Chael é melhor do que eu?’, eles dizem a ele ‘sim’. Quando ele pergunta a eles, ‘Chael ganharia de mim?’, eles dizem a ele ‘sim’. Quando ele pergunta a eles, ‘Chael tiraria meu título?’, eles dizem a ele ‘sim’”

“Minha impressão de Jon mudou em 30 segundos. Ele é um cara legal, um cara do bem. Ouço as pessoas insultando-lhe muito, mas ele é um campeão mundial. Ele já conquistou aquilo que todo mundo sempre sonhou. As pessoas deveriam copiá-lo muito mais do que tentar corrigi-lo.”

“A coisa toda não era realmente sobre os lutadores brasileiros. Eu estava indo atrás de Anderson Silva. Eu tinha somente um cara em mente. Quando aquela bomba estourou, muita gente se sujou, mas era tudo direcionado ao Anderson.”

“Eis o que temos que entender: eu peguei ele [Shogun], foi sorte. Eu tive sorte. Se lutássemos mais dez vezes, eu jamais o pegaria outra vez daquele jeito. Mas ele nunca disse isso. Ele nunca veio a público e disse isso. Ele deixou que eu tivesse meus 15 minutos de fama. Ficou calado e deu o fora. Se as coisas tivessem acontecido de maneira contrária e ele tivesse me vencido, eu faria a mesma coisa. Diga o que quiser antes da luta, mas depois que acabou, aceite o resultado”.

“Quero também agradecer ao oponente mais importante que já tive. Eu não podia ter chegado até aqui sem o meu parceiro de dança, e isso, obviamente, é você, Anderson Silva. Obrigado pela oportunidade. Obrigado pelas memórias, e obrigado pelo convite ao churrasco, mesmo que eu não tenha aceitado”.

“Momentos ruins não duram por muito tempo, mas caras malvados sim.”

*Fonte: Site oficial do UFC/Arquivo SUPER LUTAS

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments