Top 5 SUPER LUTAS: os melhores lutadores de 2014

Novos campeões e atletas invictos ao longo do ano dominaram a listagem

Lawler, Ronda e TJ estão entre os melhores de 2014 para o SUPER LUTAS. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

Lawler, Ronda e TJ estão entre os melhores de 2014 para o SUPER LUTAS. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

Veja Também

Top 5 SUPER LUTAS: os melhores nocautes de 2014
Top 5: As melhores lutas de 2014

O ano de 2014 foi marcante para vários atletas, mas entre os diversos nomes que passaram pelos ringues nestes 12 meses, alguns conseguiram maiores feitos e mereceram destaque especial. Por isso, o SUPER LUTAS elege os cinco melhores lutadores do ano de 2014.

Na lista estão três novos campeões, um atleta que se destacou por passar o ano invicto em quatro lutas e uma das maiores estrelas, senão a maior estrela, do MMA na atualidade.

Confira a lista de “Lutador do ano” do SUPER LUTAS:

1. Robbie Lawler

R. Lawler faturou o cinturão dos meio-médios em dezembro. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Lawler faturou o cinturão dos meio-médios em dezembro. Foto: Josh Hedges/UFC

Pelo conjunto da obra, era simplesmente impossível não conceder a “Ruthless” o posto de “Lutador do ano de 2014”. Após despontar como grande promessa há mais de uma década e passar por uma trajetória marcada por oscilações e muitas decepções, o veterano conquistou o cinturão dos meio-médios do UFC no momento mais improvável de sua carreira.

Com uma volta ao Ultimate praticamente impecável, Lawler despachou potenciais desafiantes para chegar a uma disputa de título e acabou derrotado de maneira contestada para Johny Hendricks em março. Enquanto o rival se recuperava de uma lesão, Robbie despachou Jake Ellenberger e Matt Brown e se credenciou para uma revanche.

Em dezembro, a reedição do duelo aconteceu e o resultado foi novamente polêmico. Desta vez no entanto, com a decisão em favor de Robbie Lawler, que garantiu o primeiro cinturão do UFC na história da renomada academia American Top Team e o primeiro lugar no nosso ranking.

2. TJ Dillashaw

Dillashaw conquistou o título ao bater Barão e defendeu-o posteriormente contra J. Soto. Foto: Josh Hedges/UFC

Dillashaw conquistou o título ao bater Barão e defendeu-o posteriormente contra J. Soto. Foto: Josh Hedges/UFC

Não fosse a reviravolta de Robbie Lawler no fim do ano, TJ Dillashaw seria barbada como o melhor atleta de 2014. Com uma evolução impressionante desde que foi vice-campeão do TUF 14, Tyler Jeffrey chocou o mundo em maio ao entrar como substituto no UFC 173 e quebrar uma invencibilidade de mais de nove anos do campeão Renan Barão.

Mostrando uma movimentação alucinante e com a confiança lá no alto, Dillashaw se tornou outro lutador ao longo de 2014 e fechou o ano no Top-10 peso por peso do Ultimate. Sem Dominick Cruz pela frente, o atleta da Team Alpha Male pode ter Barão novamente pela frente, mas também abre as portas para uma superluta contra José Aldo ou Demetrious Johnson.

3. Fabrício Werdum

Werdum exibe o cinturão interino dos pesados. Foto: Josh Hedges/UFC

Werdum exibe o cinturão interino dos pesados. Foto: Josh Hedges/UFC

Se a palavra de ordem na nossa lista é superação, Fabrício Werdum fez o dever de casa com maestria. Cinco anos após deixar o UFC pela porta dos fundos, “Vai Cavalo” chegou (quase) ao topo da categoria de pesos pesados e voltou a conquistar um novo cinturão para o Brasil, algo que não acontecia desde julho de 2012.

Com uma evolução impressionante no seu jogo em pé, o especialista em jiu-jitsu se tornou letal também na trocação e suplantou Travis Browne e Mark Hunt em 2014 com um muay thai afiadíssimo para tornar-se campeão interino da divisão até 120 kg e carimbar passaporte para um duelo contra Cain Velasquez em 2015.

4. Donald Cerrone

Cowboy Cerrone despachou quatro adversários duríssimos em 2014. Foto: Josh Hedges/UFC

Cowboy Cerrone despachou quatro adversários duríssimos em 2014. Foto: Josh Hedges/UFC

Considerado por muitos apenas como um porteiro de divisão, Cerrone mudou completamente sua trajetória no octógono ao assumir publicamente que estava endividado graças ao seu estilo de vida desregrado e que precisava lutar diversas vezes em 2014 para equilibrar suas finanças.

O resultado foi um ano mágico para o Cowboy, que foi acrescendo dificuldades a seus desafios e venceu de forma convincente Adriano Martins, Edson Barboza, Jim Miller e o ex-campeão do Bellator Eddie Alvarez. Agora, Cerrone encara Myles Jury no UFC 182 de olho em uma chance pelo antes impensável cinturão dos leves.

5. Ronda Rousey

Ronda venceu duas vezes em 2014, ambas por nocaute, e brilhou quase como estrela solitária no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda venceu duas vezes em 2014, ambas por nocaute, e brilhou quase como estrela solitária no UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Sem Anderson Silva, Georges St. Pierre, Brock Lesnar e com Chris Weidman e Jon Jones pouco atuantes em 2014, Ronda Rousey brilhou sozinha no UFC. A loira cravou os dois pés no mundo do showbusiness e foi de longe a maior estrela do MMA no ano.

Com vitórias fáceis e rápidas, que juntas não somam um minuto e meio no relógio, sobre duas de suas rivais mais perigosas até então, Ronda mostrou outro lado de seu jogo e pelo primeiro ano em sua meteórica carreira não finalizou nenhuma adversária com uma chave de braço. Pelo contrário, foram dois nocautaços para a conta da musa, sobre a medalhista olímpica no wrestling Sara McMann e a especialista em jiu-jitsu Alexis Davis.

Menções honrosas:

R. dos Anjos tornou-se o desafiante número um dos leves. Foto: Josh Hedges/UFC

R. dos Anjos tornou-se o desafiante número um dos leves. Foto: Josh Hedges/UFC

Neil Magny: dono da maior série invicta do ano, com cinco vitórias em 2014.

Rafael dos Anjos: grande evolução ao longo do ano e fechou 2014 garantido como próximo desafiante ao cinturão dos leves.

Kelvin Gastelum: ainda bastante jovem, conseguiu manter-se invicto como profissional e estabelecer-se na dura divisão peso meio-médio.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments