De volta no UFC 197, Jones quer provar que ainda é o melhor do mundo

Primeiro colocado no ranking peso por peso retorna depois de 15 meses afastado em duelo contra Ovince St. Preux

J. Jones (foto) fará a luta principal do UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

J. Jones (foto) fará a luta principal do UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

Ele está de volta. Considerado o melhor lutador peso por peso da atualidade e um dos maiores de todos os tempos do MMA, Jon Jones retorna ao UFC neste sábado (23), na luta principal do UFC 197, em Las Vegas (EUA). Seu adversário será Ovince St. Preux, em duelo que colocará em jogo o cinturão interino da categoria dos meio-pesados.

Veja Também

Jones confirma retorno em pesagem e promete ’a melhor performance de todas’
Jon Jones assume abuso de drogas: ‘Eu era um viciado’
‘Ritmo de luta pode me dar vantagem sobre Jones’, diz St. Preux
Acidentes, brigas e prisão: as polêmicas de Jones

O grande objetivo de Jones será mostrar ao mundo que ele ainda é o mesmo lutador que assombrou a categoria até 93 kg nos últimos anos. Isso porque o norte-americano não luta desde janeiro de 2015, quando, na ocasião, bateu Daniel Cormier para defender o cinturão da categoria.

De lá para cá, muita coisa aconteceu na vida pessoal de Jones. A mais grave delas foi em abril do ano passado, quando se envolveu em um acidente de trânsito e fugiu da cena sem socorrer uma das vítimas, uma mulher grávida. Por isso, o UFC suspendeu o norte-americano e retirou dele o título da categoria.

“Bones”, então, passou por mudanças drásticas em sua vida. O lutador confessou que era viciado em drogas, sobretudo em maconha, mas que agora já está há mais de sete meses “limpo”. Além disso, Jones revelou que agora encara sua carreira de outra forma, levando os treinos com mais seriedade do que fazia antigamente.

A retomada do cinturão? Jones St Preux 2

O plano original para o UFC 197 era de que Jones retornasse já contra o novo campeão do peso, Daniel Cormier. Porém, “DC” se lesionou, foi cortado da atração e substituído por St. Preux, em combate que agora colocará o título interino em jogo.

Não por acaso, Jones é considerado amplo favorito para o combate. O ex-campeão raramente passou por apertos dentro do octógono, mesmo tendo já enfrentado oponentes de altíssimo nível, como Cormier, Alexander Gustafsson, Lyoto Machida, Glover Teixeira, Maurício Shogun, Quinton Rampage Jackson, Rashad Evans, entre outros.

No entanto, derrotar St. Preux está longe de ser missão fácil. Nascido nos Estados Unidos, o descendente de haitianos pode ser inferior a Jones em todos os aspectos da luta, mas ainda assim representa perigo constante aos seus oponentes. “OSP”, como é conhecido, é famoso por fazer bom uso de sua envergadura e pela mão pesada, que já vitimou nomes como Maurício Shogun, Patrick Cummins e Rafael Feijão. Apesar de uma vitória sua parecer improvável, St. Preux possui ferramentas para chocar o mundo caso Jones o subestime. O ex-campeão que fique de olhos bem abertos.

Em segundo plano, Johnson tem parada dura pela frente 

DJ (foto) é o campeão dos moscas do UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

DJ (foto) é o campeão dos moscas do UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

O UFC 197 também terá um outro lutador de destaque no ranking peso por peso. Único campeão da categoria dos moscas desde que a divisão foi criada no Ultimate, Demetrious Johnson terá pela frente aquele que talvez seja o último desafio que lhe resta nos 57 kg: Henry Cejudo.

“Mighty Mouse” já enfileirou gente do calibre de Joseph Benavidez, John Dodson, Kyoji Horiguchi, John Moraga e Ali Bagautinov. Porém, Cejudo representa um desafio inédito, especialmente por conta de suas habilidades no wrestling.

“O Mensageiro” foi medalhista de ouro olímpico no wrestling em 2008 e vem mostrando boa evolução na luta em pé. Tais recursos técnicos o deixaram com um cartel invicto no MMA profissional, com dez vitórias em dez lutas. Se Cejudo terá pela frente um desafio inédito contra Johnson, o mesmo poderá ser dito a respeito do campeão.

Brasileiros em peso

E. Barboza (foto) enfrenta Pettis no UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

E. Barboza (foto) enfrenta Pettis no UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

Mesmo sem nenhum representante nas duas lutas principais do UFC 197, o Brasil estará em peso no card deste sábado. No total, cinco lutadores do país estarão em ação durante a programação, sendo que dois deles terão pela frente ex-campeões do Ultimate.

O grande destaque será Edson Barboza, que fará duelo de strikers contra o antigo detentor do cinturão dos leves Anthony Pettis. Já a mineira Juliana Lima, a “Juthai”, medirá forças contra Carla Esparza, primeira campeã da divisão dos palhas.

O peso médio Rafael Sapo terá missão complicada contra o promissor Robert Whittaker. A noite também contará com as participações de Glaico França, campeão do TUF Brasil 4 (contra James Vick) e de Marcos Pezão (diante de Clint Hester).

Confira abaixo a ficha técnica do UFC 197:

DATA E HORÁRIO: 23/04/2016, a partir das 19h30 (horário de Brasília)

LOCAL: MGM Grand Garden Arena, Las Vegas, Estados Unidos

TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL
Meio-pesados: 
Jon Jones (92,9 kg) x Ovince St. Preux (92,9 kg)
Moscas: Demetrious Johnson (56,7 kg) x Henry Cejudo (56,7 kg)
Leves: Anthony Pettis (70,7 kg) x Edson Barboza (70,3 kg)
Médios: Robert Whittaker (84,1 kg) x Rafael Sapo (84,3 kg)
Penas: Yair Rodriguez (66,0 kg) x Andre Fili (66,2 kg)

CARD PRELIMINAR
Moscas: 
Sergio Pettis (57,1 kg) x Chris Kelades (57,1 kg)
Meio-médios: Danny Roberts (77,3 kg) x Dominique Steele (77,5 kg)
Palhas: Carla Esparza (52,6 kg) x Juliana Lima (52,1 kg)
Leves: Glaico França (70,7 kg) x James Vick (70,3 kg)
Pesados: Walt Harris (115,8 kg) x Cody East (111,3 kg)
Meio-pesados: Marcos Pezão (92,9 kg) x Clint Hester (92, 9 kg)
Leves: Efrain Escudero (70,5 kg) x Kevin Lee (70,7 kg)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments