Moicano e Marreta vencem no UFC 227; Polyana perde para americana

No card principal do evento em Los Angeles neste sábado (04), o exército brasileiro conquistou dois triunfos e uma derrota

R. Moicano (dir.) e T. Marreta (esq.) levam a melhor no card principal. Foto: Montagem SL MMA Press

Em um card principal no UFC 227 com três participações brasileiras, o Brasil encerrou sua participação no show, realizado neste sábado (04), em Los Angeles (EUA), com duas vitórias e uma derrota. Renato Moicano finalizou Cub Swanson a 4m15s do primeiro round. Thiago Marreta superou o estreante norte-americano Kevin Holland na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-26). Enquanto isso, a Dama de Ferro, Polyana Viana perdeu para JJ Aldrich por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27).

No programa preliminar, os atletas brasileiros já haviam feito bonito econquistado três vitórias com: Sheymon Moraes, Ricardo Carcacinha e Pedro Munhoz.

[relacionada]

Moicano finaliza Swanson e pede chance por cinturão

R. Moicano finalizou o adversário no primeiro round. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Em sua maior luta na carreira, o brasileiro Renato Moicano finalizou o experiente Cub Swanson a 4m15s do primeiro round. Ao superar o rival, o brasiliense conquista sua segunda vitória consecutiva no Ultimate. Depois de colocar um jab que derrubou e quase nocauteou o norte-americano, o brasileiro aplicou um mata-leão que encerrou o duelo. Ainda no octógono, o atleta da American Top Team pediu uma revanche contra Brian Ortega, responsável pelo único revés de sua carreira, pelo cinturão interino da categoria.

O primeiro round iniciou com uma trocação franca entre os atletas. Enquanto Swanson chutava baixo, Moicano colocava o direto em cima. Devido a sua experiência, o norte-americano buscava se impor sobre o brasileiro que reagiu com chute baixo, chute alto e direto. Mesmo parecendo melhor no combate, Swanson recebeu um jab e foi ao solo quase apagado. Ao ver isso, o Renato partiu para cima com golpes no ground and pound, mas o rival conseguiu escapar e ficar de pé. Para não perder a vantagem, O brasileiro aplicou a queda, fez a transição para as costas, e em seguida encaixou o estrangulamento com um mata-leão.

 

Em luta agarrada, Marreta leva a melhor

T. Marreta é o primeiro lutador brasileiro no card principal. Foto: Reprodução/Facebook UFC

O experiente Thiago Marreta em sua 15ª luta pelo Ultimate superou o estreante norte-americano Kevin Holland. O brasileiro conquistou uma vitória na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-26). O ex-TUF Brasil soma ao seu cartel mais um triunfo e contabiliza 18 exitos e cinco derrotas. Após o duelo, o carioca avisou o Ultimate que estará pronto para o UFC em Nova York em novembro caso algum peso médio se machuque.

Desde os primeiros momentos, os rivais mostraram coragem e arriscaram chutes baixos. O brasileiro, acertou um chute forte no norte-americano. Holland tentava aplicar pedaladas em Marreta que buscava as quedas para se defender. Mesmo com a pressão de Kevin, Thiago mostrou velocidade e potencia. Durante o combate, os oponentes chegaram a trocar algumas palavras. Com o fim do período inicial, Thiago conseguiu acerta um soco na cintura do adversário e agarrá-lo nas costas.

O segundo round começou com dois chutes de Marreta acertando Holland. Ao chutar um ao outro, o brasileiro acertou as partes íntimas do rival e o som foi ouvido em todo estádio. Na sequência, Thiago quedou o oponente, trabalhou na meia-guarda e montou no oponente. Mantendo a posição, o carioca levou Kevin para longe da grade, mesmo assim ele conseguiu pegar impulso e voltou a ficar em pé. Provocando o brasileiro, o norte-americano fazia cara de desprezo ao ser golpeado, mas quando Marreta acertou forte um chute em sua cintura ele não teve como disfarçar. Com o seu conhecimento no Muay Thai, o ex-participante do TUF Brasil colocou o rival na grade e jogou joelhadas na coxa. Holland conseguiu girar e deixou o brasileiro em apuros ao laçar seu pescoço que saiu e aguardou o segundo tempo acabar.

Com um grande adversário, a tática de Marreta foi acertar a cabeça e o corpo de Holland no terceiro assalto. Thiago quedou e golpeou na meia-guarda o oponente que também cedia as costas. O carioca tentou encaixar o kata-gatame, mas a torcida ficou impaciente pelo jogo de chão. A luta voltou a ficar em pé, e os rivais permaneceram em uma trocação franca. Até que Marreta que acertou fortes cruzados, enquanto Kevin não conseguia achar o brasileiro. Ao final do embate, Thiago colocou luta no solo e consegui bater no oponente no ground and pound. O brasileiro conseguiu laçar o pescoço de Holland, jogou o quadril de lado e encaixa o kata-gatame que é defendido pelo norte-americano a 40 segundos do fim do combate.

Dama de ferro perde a primeira no UFC

P. Viana foi a única brasileira que foi derrotada no evento. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Depois de uma estreia impressionante, Polyana Viana foi superada por JJ Aldrich no card principal do UFC 227 neste sábado. A brasileira fez um bom primeiro round, mas expos suas falhas e a norte-americana se aproveitou disso para virar o jogo. Assim, a peso mosca venceu por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27).

No primeiro round, Polyana controlou a distância para a oponente nos primeiros momentos. A brasileira conseguia se esquivar dos golpes de Aldrich que tentava chutes na linha de cintura e combinações de jab e direto sem efetividade. Em desvantagem, a norte-americana encurtou a distancia e puxou a brasileira para seu clinche. Com isso, foi derrubada. Faltando pouco para terminar o primeiro tempo, Viana tentou uma guilhotina que não encaixou, mas conseguiu vantagem, pois a rival caiu dentro de sua guarda. Ela buscou um ataque no braço, mas não havia mais tempo.

Tentando evitar a estratégia de JJ, Polyana ficou no centro do cage. A brasileira colocava os melhores golpes, mas deixou a norte-americana encurtar a distância e trabalhou o clichê na grade. Polyana conseguiu sair da pegada, mas recebeu duros golpes.

Um direto de esquerda entrou no rosto da brasileira que sentiu, mas resistiu. Em seus ataques, a Viana mantinha a guarda baixa e era vítima dos diretos de Aldrich. Nos segundos finais, a Dama de Ferro foi para a queda, ficou meia-guarda e, ao tentar sair no braço, caiu por baixo.

No último round, a norte-americana voltou ainda mais confiante. Em pé, Aldrich acertava o rosto de brasileira no contragolpe. A brasileira desistiu da trocação e puxou para a guarda, mas não conseguiu reverter o jogo. Com a luta em pé novamente, JJ conectou um direto no rosto da brasileira. Viana não conseguiu mais levar perigo para a rival.

Resultados UFC 227

DATA E HORÁRIO: 04/08/2018, a partir das 19h15 (horário de Brasília)

LOCAL: Staples Center, Los Angeles (EUA)

TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL

Peso galo: TJ Dillashaw x Cody Garbrandt

Peso mosca: Demetrious Johnson x Henry Cejudo

Peso pena: Renato Moicano venceu Cub Swanson por finalização com um mata-leão a 4m15s do R1

Peso mosca: JJ Aldrich derrotou Polyana Viana na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-27)

Peso médio: Thiago Marreta venceu Kevin Holland na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-26)

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Pedro Munhoz derrotou Brett Johns na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 29-26)

Peso galo: Ricky Simon venceu Montel Jackson na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso galo: Ricardo Carcacinha derrotou Kyung Ho Kang na decisão dividida dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Sheymon Moraes venceu Matt Sayles na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Alex Perez derrotou José Torres por nocaute 3m46s do R1

Peso palha: Weili Zhang venceu Danielle Taylor na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Marlon Vera derrotou Wuliji Buren por nocaute técnico 4m53s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário