UFC 228 com disputa de cinturão e inúmeras possibilidades de lucro no card principal

Faixa nobre do evento norte-americano apresenta barbadas imperdíveis

 

Woodley (esq.) encara Till (dir.)

A noite deste sábado (08) será de grandes oportunidades de lucro nas apostas online. O UFC 228, que acontece no American Airlines Center, em Dallas, nos Estados Unidos, terá duas disputas de cinturão, o aguardado duelo entre a brasileira Jessica Bate-Estaca e a polonesa Karolina Kowalkiewicz, e combates que oferecem retornos de até 700%.

Se você já conferiu as nossas dicas de apostas para o card preliminar, conheça agora as melhores formas de faturar com os combates da faixa nobre do evento através das cotas do Oddsshark.com.

Tyron Woodley x Darren Till

No principal combate da noite, o campeão Tyron Woodley e o desafiante Darren Till chegam em condição de igualdade para a disputa do cinturão dos meio-médios, pelo menos no mercado de apostas. A vitória de qualquer um dos lados devolverá o mesmo valor, R$ 1,87 por cada real investido.

Esta será a quarta defesa de título de Woodley, que se mantém invicto há seis combates e não sabe o que é perder desde 2014.  Diferentemente do que ocorreu nas outras três, o campeão desta vez não estará na plenitude de sua forma, já que retorna após um ano parado por conta de uma série de contusões.

Profissional do MMA há cinco anos, o inglês Darren Till até hoje não conheceu derrotas, e após cinco vitórias e um empate pelo UFC, ganhou o direito de disputar o cinturão da divisão dos meio-médios.

Em outra situação, o favoritismo seria do norte-americano, mas como Till está em plena forma física e subiu ao octógono há pouco mais de dois meses, o duelo torna-se equilibrado, e qualquer um dos lutadores poderá terminar a noite ostentando o cinturão.

Nicco Montaño x Valentina Shevchenko

A exemplo de seu compatriota Woodley, Nicco Montaño também retorna após um longo período de inatividade, e em sua segunda luta pelo UFC encara o desafio de provar que realmente merece ser a dona do cinturão da divisão das pesos-mosca.

A desafiante Valentina Shevchenko é mais experiente, ganhou confiança após a vitória sobre Priscila Cachoeira e desponta como franco favorita.

Caso a quirguistanesa leve a melhor, cada real investido retornará R$ 1,08, mas se o título se mantiver na mão de Montaño, o lucro será de fabulosos 700%.

Zabit Magomedsharipov x Brandon Davis

Mantendo a linha das grandes barbadas, o combate entre os pesos-pena Zabit Magomedsharipov e Brandon Davis será mais um deleite para os apostadores, que poderão optar pelo retorno baixo, mas praticamente garantido, proporcionado pela vitória do russo, ou pelo risco do investimento no norte-americano, que pode ser extremamente rentável.

A discrepância na bolsa de apostas se explica pela excelente fase vivida por Magomedsharipov, em contraponto a Brandon Davis, que passa por um momento conturbado da carreira. Enquanto o russo mantém uma sequência de 10 vitórias, e não perde desde abril de 2013, o norte-americano ainda busca seu espaço do UFC, e sofreu dois reveses nos três combates em que esteve envolvido em 2018.

Magomedsharipov está muito bem cotado, com o triunfo valendo R$ 1,08 por cada real investido, diferentemente de Brandon Davis, cuja vitória é tão inesperada que paga R$ 8,03/R$ 1,00.

Jessica Bate-Estaca x Karolina Kowalkiewicz

Pela divisão das pesos-palha, a número dois do ranking, Jessica Bate-Estaca, esbanja confiança para o combate contra a número quatro, Karolina Kowalkiewicz. Considerando a vitória como favas contadas, a brasileira tem dito que encara a polonesa como um trampolim para disputar o cinturão contra Rose Namajunas no final do ano. Ambas já tiveram suas chances de conquistar o título, mas sucumbiram diante da então campeã, Joanna Jędrzejczyk.

Kowalkiewicz mostrou ser uma lutadora perigosa quando levou a melhor sobre Namajunas em 2016, e depois de perder as duas únicas lutas da carreira, retomou a boa fase com triunfos sobre Jodie Esquibel e Felice Herrig.

Jéssica também não se abateu depois de perder a disputa pelo cinturão, e desde então já acumula duas vitórias contra Claudia Gadelha e Tecia Torres.

São duas atletas do mais alto nível, mas as cotas do Oddsshark.com indicam um considerável favoritismo para a brasileira, com retorno de 25%. Se a vencedora for a russa, o apostador embolsará o quadruplo do valor investido.

UFC 228

8 de setembro de 2018, em Dallas (EUA)

CARD PRINCIPAL (0h30, horário de Brasília)

Peso-meio-médio: (R$ 1,87) Tyron Woodley x Darren Till (R$ 1,87)

Peso-mosca: (R$ 8,00) Nicco Montaño x Valentina Shevchenko (R$ 1,08)

Peso-pena: (R$ 1,08) Zabit Magomedsharipov x Brandon Davis (R$ 8,03)

Peso-palha: (R$ 1,25) Jessica Bate-Estaca x Karolina Kowalkiewicz (R$ 4,00)

Peso-meio-médio: (R$ 1,69) Abdul Razak Alhassan x Niko Price (R$ 2,15)

CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília)

Peso-palha: (R$ 4,75) Carla Esparza x Tatiana Suárez (R$ 1,18)

Peso-galo: (R$ 1,71) Aljamain Sterling x Cody Stamann (R$ 2,10)

Peso-galo: (R$ 1,69) Jimmie Rivera x John Dodson (R$ 2,15)

Peso-médio: (R$ 1,43) Charles Byrd x Darren Stewart (R$ 2,80)

Peso-meio-médio: (R$ 2,75) Diego Sanchez x Craig White (R$ 1,44)

Peso-leve: (R$ 2,10) Jim Miller x Alex White (R$ 1,71)

Peso-galo: (R$ 1,83) Irene Aldana x Lucie Pudilova (R$ 1,90)

Peso-meio-médio: (R$ 1,54) Geoff Neal x Frank Camacho (R$ 2,50)

Peso-mosca: (R$ 1,29) Jarred Brooks x Roberto Sanchez (R$ 3,80)

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments