UFC Adelaide: De virada, Mauricio Shogun nocauteia Tyson Pedro e volta a mirar no cinturão

Em um confronto de gerações, a experiência do brasileiro se sobrepõe e Shogun nocauteia o jovem australiano a 43 segundos do terceiro round

M. Shogun (dir.) vence T. Pedro (esq.) por nocaute. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

Mauricio Shogun mostrou ao Ultimate que experiência pode vencer a juventude. O brasileiro superou um ‘sufoco’ que tomou no primeiro assalto, virou o jogo e venceu Tyson Pedro por nocaute a 43 segundos do terceiro round. O combate foi o evento co-principal do UFC Adelaide, realizado no sábado (01), na Austrália.

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute espetacular de Mauricio Shogun sobre Tyson Pedro no UFC Adelaide
UFC Adelaide: Junior Cigano nocauteia Tai Tuivasa e desafia Alistair Overeem para revanche
VÍDEO: Veja o nocaute de Junior Cigano sobre Tai Tuivassa no UFC Adelaide
UFC Adelaide: Wilson Reis vence Ben Nguyen e encerra sequência de derrotas no Ultimate

Assim, o curitibano conseguiu se recuperar de uma derrota para Anthony Smith no UFC Hamburgo em julho deste ano. A lenda do MMA conquista a 26ª sexta vitória na carreira como profissional. O jovem australiano soma a segunda derrota consecutiva de seu cartel. Em seis combates no Ultimate, Pedro tem três triunfos.

“Eu treinei muito duro para essa luta. Quero agradecer a Deus, à minha equipe e à minha família por me apoiarem. O Tyson Pedro é um cara muito bom, muito novo e completo. Mas eu topo desafios. Já luto há 16 anos e vou treinar ainda mais para voltar mais forte. Mais uma vitória e eu vou lutar pelo cinturão”, afirmou o brasileiro.

A luta

Shogun tomou a iniciativa no combate ao perseguir o rival. O primeiro contrato direto foi de Pedro que surpreendeu quando acertou um sequência de jab e direto que fizeram o brasileiro balançar. Assim, o australiano partiu pra cima, mas Maurício clinchou e aplicou um uppercut que o rival sentiu. Em resposta, Tyson conseguiu aplicar uma sequência de golpes que fizeram o curitibano ver estrelas e quase ser nocauteado. O australiano tentou a queda e o oponente consegue se recuperar.

Os meio-pesados iniciaram segundo assalto combate trocando golpes. O brasileiro conseguiu segurar o rival na grade e quedar Pedro. Shogun não largou a pegada e conseguiu ficar na posição dos 100kg. Ele travou Tyson no chão e tentou aplicar socos na cabeça e no corpo. com dificuldade o australiano conseguiu se levantar, mas foi levado para o chão pelo curitibano que o manteve grudado no solo.

Empolgado pelo bom momento na parcial anterior, Shogun voltou com tudo no início do terceiro round. Ele acertou um cruzado de direita que levou Pedro para o chão. O brasileiro partiu pra cima e atropelou Tyson com socos por cima no solo. Dessa forma, Maurício vence por nocaute técnico.

Mark Hunt é derrotado por Justin Willis em despedida do UFC

M. Hunt (esq.) foi derrotado por J. Willis (dir) por pontos. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

Com o apoio da torcida da Austrália, Mark Hunt realizadou uma entrada triunfal ao levar o ritual aborígene, ‘Haka’ para o Ultimate. No entanto, dentro do octógono o ‘Super Samoano’ demonstrou apatia em sua última luta no contrato com o UFC. Com isso, ele foi derrotado por Justin Willis na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28).

Assim, o neozelandês após oito anos no Ultimate se despede com três derrotas consecutivas na carreira. Sua última vitória foi sobre Frank Mir em março de 2016 no UFC Brisbane. Aos 31 anos, Justin Willis conquista a oitava vitória em nove combates na carreira.

O confronto entre os pesados começou estudado e cauteloso, pois os golpes que podem entrar e nocautear. Willis acertou alguns chutes no neozelandês que se defende bem. Hunt conseguiu acertar um chutaço de direita na linha de cintura do rival. Ele se manteve no ataque colocando cruzados e chutes. Um dos ataques defendidos por Justin fez a perna do ‘Super Samoano’ sangrar. Na sequência, os lutadores aplicaram golpes que passam perto, mas não acertam o oponente. Assim, o primeiro assalto chega ao fim.

Mantendo o ritmo o segundo round iniciou lento. Poucas investidas foram feitas pelos atletas até o fim do primeiro minuto. Willis buscou colocar socos que passam raspando no rosto de Hunt. Sem ataques a torcida começou a vaiar os lutadores. Assim, eles tentaram acertar diretos no adversário. A luta continuou morna até o soar do gongo.

O último assalto iniciou apático. Alguns golpes de Willis entram com efetividade e balançam Hunt. Parecendo diferente, Mark buscou se movimentar e esquivar dos golpes do rival. A torcida tentou colocar um ‘gás’ no ‘Super Samoano’ que aplicou alguns socos no oponente. Faltando 1m30s, os lutadores aceleraram o duelo. Os ataques de Justin entraram, mas os do veterano passaram no vazio. Sem mais tempo, o combate chega ao fim.

Tony Martin finaliza Jake Matthews no terceiro round

T. Martin finaliza rival com um triângulo de mão. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

Tony Martin entrou no octógono e mostrou a torcida australiana a potência e a técnica de seu jiu-jitsu. O norte-americano finalizou Jake Matthews com um triângulo de mão a 1m19s do terceiro round. Com o triunfo sobre um dos ídolos locais, ele conquistou a terceira vitória consecutiva na carreira.

A derrota em casa interrompeu a sequência de três triunfos de Matthews. O atleta que buscava se colocar entre os melhores da divisão dos meio-médios.

Com a torcida a favor, Matthews tomou a iniciativa e soltou um cruzado de direita na guarda do rival. Com o australiano se movimentando no cage, o norte-americano tentou acertar um soco, mas em resposta leva uma combinação de jab e direto. Os meio-médios buscaram acertar bons golpes que passaram no vazio. Surpreendendo, Jake aplicou alguns cruzados que fazem Tony ir ao solo. O local tentou aplicar uma guilhotina, mas a posição não está bem ajustada. Assim, adversário aplicou uma raspada e ficou por cima. Sem mais tempo o primeiro assalto chegou ao fim.

O norte-americano iniciou o segundo round tomando a iniciativa. Martin acertou um chute baixo. Mais cauteloso, o australiano estuda o rival. Tony aproveitou o momento para desferiu diretos, cruzados e chutes que caem na guarda do oponente. O combate ficou morno por os golpes dos dois meio-médios passarem no vazio. Mais um assalto chega ao fim.

O último round começou com o australiano acertando um chute na linha de cintura do rival. O norte-americano colocou um chute alto. Em resposta, Matthews buscou levar o oponente para o chão, mas levou um uppercut. Assim, o Tony encaixou e ajustou um triângulo de mão no oponente que apagou.

Suman Mokhtarian nocauteia Sodiq Yusuff no primeiro round

S. Yusuff nocauteou no primeiro round. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

Em um combate de estreantes no Ultimate, Sodiq Yusuff mostrou sua superioridade na trocação e nocauteou Suman Mokhtarian a 2m14s do primeiro round. Mesmo assim, o dono da casa reclamou da interrupção do árbitro, pois acreditava que poderia reverter o resultado.

Cria do Contender Series, o nigeriano conquista a sétima vitórias na carreira. Enquanto isso, o australiano perde a invencibilidade depois de oito combates.

O combate de estreantes iniciou movimentado. Mokhtarian dominou o centro do octógono e começou atacando o rival com um chute na linha da cintura. Em resposta, Yusuff encurtou a distância e desferiu muitos uppercuts. Buscando interromper a saraivada de golpes, Suman agarrou o adversário e o pressionou na grade do cage. O nigeriano conseguiu inverter a posição e jogou joelhadas na coxa do oponente. Buscando o nocaute, Sodiq aplicou duros cruzados no australiano que aceitou a trocação. ‘Super’ desfere muitos golpes que seu antagonista só conseguiu se cobrir e se defender. Assim, o juiz encerrou o combate.

Jim Crute vence Paul Craig e se mantém invicto

J. Crute finalizou o rival com um kimura. Foto: Reprodução/Facebook @ufcbrasil

Oriundo o Contender Series, Jim Crute mostrou ao que veio em sua estreia no Ultimate na Austrália. O dono da casa utilizou seu jiu-jitsu e finalizou Paul Craig com uma kimura a 4m51s do terceiro round. Assim, o jovem lutador acumula oito vitórias em oito lutas como lutador de MMA profissional.

Paul Craig soma a terceira derrota na carreira ao ser finalizado pelo australiano. E ainda acumula três reveses em seus últimos quatro confrontos.

O combate entre os meio-pesado iniciou movimentado. O chute de Crute passou no vazio, mas em resposta seu adversário acertou um chute à meia altura. Impondo seu jogo, o escocês conseguiu derrubar o rival com facilidade e trabalhou na guarda. Jim tentou sair de baixo do oponente com uma raspagem, mas foi impedido e somente entrou na meia-guarda. Ao sair da pegada, o australiano partiu pra cima do rival. Paul levou a luta para o solo e tentou aplicar um triângulo. No entanto, seu rival saiu e conseguiu fechar um kata-gatame, mas não conseguiu encaixar ao ponto de finalizar o adversário. O confronto voltou a ficar em pé, mas sem tempo para mais nada.

O segundo assalto iniciou com Craig levando a luta para o chão novamente. Ele pressionou o australiano na grade e aplicou cotoveladas em sua cabeça. Jim tentou se afastar do canto do cage, conseguiu se levantar e se livrar da pegada. Paul buscou algumas vezes pegar as pernas do rival até chegar a quedá-lo. ‘Bruto’ ameaçou aplicar uma kimura, mas foi raspado por Craig. Assim, chegou ao fim o segundo round.

O último assalto iniciou ainda mais quente. Crute acertou um cruzado de direita no rival que respondeu com um chute alto. O escocês manteve a estratégia e mergulhou nas pernas de Paul que escapou e caiu por cima na meia-guarda. O australiano buscou aplicar uma kimura, mas não conseguiu encaixar a posição. Aplicando sua técnica no jiu-jitsu, Jim tentou finalizar o oponente com kata-gatame, mas como estava com o quadril alto não pode fazer o escocês bater. Confiante na vitória, ‘Bruto’ atacou o Paul novamente na kimura que entrou e o fez bate. O duelo entre os meio pesados terminou aos 4m51s.

Resultados do UFC Adelaide

 

Card Principal

Peso pesado: Junior Cigano x Tai Tuivasa

Peso meio-pesado: Mauricio Shogun derrotou Tyson Pedro por nocaute técnico a 43seg. do R3

Peso pesado: Justin Willis derrotou Mark Hunt na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio: Tony Martin finalizou Jake Matthews com um triângulo de mão a 1m19s do R3

Peso pena: Sodiq Yusuff derrotou Suman Mokhtarian por nocaute técnico a 2m14s do R1

Peso meio-pesado: Jim Crute finalizou Paul Craig com uma Kimura a 4m51s do R3

Card Preliminar

Peso meio-médio: Alexey Kunchenko derrotou Yushin Okami na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-27)

Peso mosca: Wilson Reis derrotou Ben Nguyen na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Keita Nakamura derrotou Salim Touahri na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Kai Kara-France derrotou Elias Garcia na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-25, 30-26)

Peso leve: Christos Giagos derrotou Mizuto Hirota na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 30-28)

Peso leve: Damir Ismagulov derrotou Alex Gorgees na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-26, 30-26)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário