UFC 234: Anderson Silva e Adesanya recebem 180 dias de suspensão médica

Para serem autorizados a retornar ao octógono antes dos seis meses, os protagonistas da luta principal precisam ser liberados por oftalmologistas

Adesanya (esq.) e Anderson (dir.) receberam suspensões prévias de até seis meses. Foto: Reprodução / Instagram @ufc

Anderson Silva e Israel Adesanya recebem 180 dias de suspensão médica após o grande embate no UFC 234 em Melbourne. Os protagonistas da luta principal precisam ser liberados por um oftalmologista para que seus ganchos sejam reduzidos. O brasileiro sofreu um ferimento no olho direito e o nigeriano no olho esquerdo durante duelo.

Veja Também

Anderson Silva faz grande luta, perde para Israel Adesanya no UFC 234, mas é ovacionado pela torcida
VÍDEO: Assista os melhores momentos de Anderson Silva x Israel Adesanya no UFC 234
Anderson Silva e Israel Adesanya levam prêmio de ‘Luta da Noite’ no UFC 234

No caso de serem liberados por seus médicos: Anderson vai ter que cumprir um gancho de 30 dias, sendo 21 sem treinos com contato físico. Enquanto, Adesanya terá uma suspensão de apenas uma semana.

Cinco lutadores também levaram o gancho médicos de 180 dias: Ricky Simon, Dong Hyun Ma, Shane Young, Kai Kara-France e Jonathan Martinez. Todos precisam de liberação médica para retornar ao Ultimate antes dos seis meses.

Rani Yahya recebeu um gancho de 60 dias depois de ser derrotado por Ricky Simon em decisão unânime. Raulian Paiva foi suspenso 45 dias por laceração no supercílio esquerdo no combate com Kara-France. Marcos Mariano terá que ficar afastado uma semana após ser finalizado por Lando Vannata.

Lista completa de suspensões médicas do UFC 234

Israel Adesanya: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um oftalmologista para o olho esquerdo; suspenso pelo período mínimo de sete dias

Anderson Silva: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um oftalmologista para o olho direito; suspenso por no mínimo 30 dias, sendo 21 dias sem treino com contato físico

Ricky Simon: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um médico por lesões no ombro e mão direitos; suspenso por no mínimo 45 dias, sendo 30 dias sem treino com contato físico

Rani Yahya: suspenso 60 dias, sendo 45 dias sem treinos com contato físico

Montana de la Rosa: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Nadia Kassem: suspensa 30 dias, sendo 21 dias sem treinos com contato físico

Jim Crute: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Sam Alvey: suspenso 45 dias, sendo 30 dias sem treinos com contato físico por ter sofrido um nocaute

Devonte Smith: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Dong Hyun Ma: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um raio-x da canela esquerda; suspenso por no mínimo 45 dias, sendo 30 dias sem treino com contato físico

Shane Young: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um raio-x do pé direito; suspenso por no mínimo 30 dias, sendo 21 dias sem treino com contato físico

Austin Arnett: suspenso 30 dias sendo 21 dias sem treino com contato físico

Kai Kara-France: suspenso 180 dias ou até ser liberado por ressonância magnética do seu pulso direito; suspenso por no mínimo 30 dias, sendo 21 dias sem treino com contato físico

Raulian Paiva: suspenso 45 dias por laceração no supercílio esquerdo e 30 dias sem treinos com contato físico

Kyung Ho Kang: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Teruto Ishihara: suspenso 60 dias, sendo 45 dias sem treinos com contato físico por ter sofrido um nocaute

Lando Vannata: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Marcos Mariano: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Jalin Turner: suspensão mínima obrigatória de sete dias

Callan Potter: suspenso 60 dias, sendo 45 dias sem treinos com contato físico por ter sofrido um nocaute

Jonathan Martinez: suspenso 180 dias ou até ser liberado por um ortopedista por lesão no cotovelo esquerdo; suspenso por no mínimo 30 dias, sendo 21 dias sem treino com contato físico

Wuliji Buren: suspenso 30 dias sendo 21 dias sem treino com contato físico por laceração no dedão direito

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário