Shevchenko faz luta segura, bate Carmouche e mantém cinturão das moscas no UFC Montevidéu

Campeã não se expõe, trava duelo morno contra norte-americana e vence por pontos na luta principal do UFC Montevidéu

V. Shevchenko (dir.) defende cinturão contra L. Camouche, em agosto. Foto: Reprodução / Facebook ufcbrasil

Quem está acostumado com a agressividade de Valentina Shevchenko, se decepcionou com a performance da lutadora no UFC Montevidéu, neste sábado (10), no Uruguai. A atleta defendeu, pela segunda vez, seu título das moscas (até 56,7kg.) e, em um combate morno e sem muitas ações, saiu vencedora sobre Liz Carmouce na decisão unânime dos juízes após cinco rounds de combate.

Veja Também

Ainda campeã das moscas, Valentina acredita em terceira luta contra Amanda: ‘Está além de ela querer’
Vídeo: Lutador fica com nariz deformado após joelhada de brasileiro no UFC Montevidéu
Vídeo: Assista à finalização de Rodolfo Vieira contra Oskar Piechota no UFC Montevidéu
VÍDEO: Assista os melhores momentos de Vicente Luque x Mike Perry no UFC Montevidéu

Shevchenko vinha de uma grande vitória sobre a norte-americana Jessica Eye, sobre quem a quirguistanesa aplicou um nocaute brutal com um chute na cabeça que levou a oponente a nocaute imediato. Pensando que a atuação da atleta seria semelhante, o público presente na arena em Montevidéu saiu frustrado com a luta principal da noite.

O combate representou uma revanche da campeã contra Carmouche, por quem Velentina foi derrotada há quase 10 anos. O tempo passou e Shevchenko evoluiu como atleta e voltou a encontrar a oponente como campeã do Ultimate.

No duelo de 2019, a campeã preferiu atuar no erro da oponente e evitar se arriscar para poder manter seu título sem maiores sustos. A vitória de Valentina quebrou uma sequência de dois triunfos seguidos de Liz, além de representar o quarto triunfo consecutivo da campeã.

A última derrota de Shevchenko, de 31 anos, aconteceu contra a brasileira, Amanda Nunes, em disputa válida pelo cinturão das galos (até 61,2kg.), em 2017. Um confronto entre as campeãs pode voltar a acontecer no futuro.

A luta

O combate começou com Carmouche tomando a iniciativa e aplicando dois chutes baixos em Valentina. A campeã respondeu com um cruzado que atingiu o rosto da norte-americana. Liz continuou apostando nos chutes, mas Shevchenko estava atenta e atuava no contra-ataque. A quirguistanesa economizava nos golpes, pensando na energia para um combate de cinco rounds. Sua oponente, no entanto, lançava socos e chutes e a maioria passava no vazio. O público uruguaio não estava satisfeito com o confronto sem muitas ações e começou a vaiar as atletas.

Na segunda etapa, Valentina começou a se soltar e desferir mais golpes contra Liz. A campeã encurtou a distância e buscava o contato com a sua adversária. Carmouche respeitava bastante Shevchenko e mostrava precaução para entrar na zona de ação da lutadora. O público novamente começou a se manifestar negativamente em relação ao confronto, mas depois começou a aplaudir, tentando incentivar as atletas. A luta voltou a ficar fria e as combatentes pouco apresentavam.

Como nos assaltos anteriores, as lutadoras pouco mostraram para o público. Com poucos golpes e poucas ações, as atletas permaneciam se movimentando no centro do octógono. Valentina administrava a vantagem soltando jabs que tocavam o rosto de Liz e somavam pontos para a campeã. Após três minutos de combate, um direto de esquerda de Shevchenko desequilibrou a desafiante, que foi ao chão. A campeã, no entanto, não quis encarar a oponente no chão. Após a ação, Valentina buscou as pernas da adversária e conseguiu uma boa queda. As lutadoras se golpeavam, mas a buzina soou.

Na estratégia de não se expor para não errar, Valentina permaneceu segura no combate na penúltima etapa. A quirguistanesa conseguiu uma nova queda e continuou administrando a luta. Após três minutos, o árbitro solicitou que as atletas voltassem a atuar de pé. No minuto final, Liz quase foi surpreendida por um soco giratório da campeã, mas conseguiu bloquear. O round chegou ao fim.

No assalto final, Valentina arriscou, logo no início, alguns chutes baixos. Carmouche continuava não conseguindo entrar no raio de ação da campeã. Passados dois minutos, Liz tentou buscar as pernas de Shevchenko para levar o combate para o chão. A campeã se defendeu bem e acabou revertendo a situação. No chão, a falta de ação voltou a revoltar a torcida presente no estádio de Montevidéu.

Resultados do UFC Montevidéu

CARD PRINCIPAL 

Peso mosca (até 56,7kg): Valentina Shevchenko derrotou Liz Carmouche na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 50-45)

Peso meio-médio (até 77kg): Vicente Luque derrotou Mike Perry na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena (até 65,7kg): Luiz Eduardo Garagorri derrotou Humberto Bandenay na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg): Volkan Oezdemir derrotou Ilir Latifi por nocaute a 4m31s do R2

Peso médio (até 83,9kg): Rodolfo Vieira derrotou Oskar Piechota por finalização a 4m26s do R2

Peso pena (até 65,7kg): Enrique Barzola derrotou Bobby Mofett na decisão dividia dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77,3kg): Gilbert Durinho derrotou Alexey Kunchenko na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg): Ciryl Gané derrotou Raphael Bebezão por finalização a 4m12s do R1

Peso palha (até 52,1kg): Marina Rodriguez derrotou Tecia Torres na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Peso mosca (até 56,1kg): Rogério Bontorin derrotou Raulian Paiva por nocaute técnico a 2m26s do R1

Peso galo (até 61,2kg): Chris Gutierrez derrotou Geraldo de Freitas na decisão dividida dos juízes (29-28, 27-30, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg): Alex Leko derrotou Rodrigo Kazula na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg): Veronica Macedo derrotou Polyana Viana por finalização a 1m09 do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário