UFC Tampa: Kron Gracie é dominado por Cub Swanson; Amanda Ribas supera Mackenzie em duelo brasileiro

Filho de Rickson Gracie não foi páreo para Cub Swanson; Amanda Ribas domina Mackenzie Dern em duelo de promessas

Swanson dominou K. Gracie (Foto:Facebook UFCBrasil)

No maior teste de sua carreira, Kron Gracie sucumbiu a maior experiência de um rival que ostenta 36 lutas a mais no currículo. Na segunda atração mais importante do UFC Tampa, realizado neste sábado (12), o filho de Rickson Gracie não foi páreo para Cub Swanson, que dominou o brasileiro durante os três rounds e venceu por decisão unânime dos juízes (triplo 30×27).

Kron, que estreou no Ultimate finalizando Alex Caceres em fevereiro passado, perdeu pela primeira vez em seis combates, enquanto Swanson, que há menos de dois anos era um dos principais nomes da categoria, colocou fim ao péssimo retrospecto recente de quatro derrotas seguidas.

Saiba mais

Vídeo: Assista à derrota Kron Gracie para Cub Swanson no UFC Tampa
UFC Tampa: Deiveson Figueiredo finaliza Elliott no primeiro round e pede chance por cinturão
Joanna Jedrzejczyk dá show de trocação e bate Michelle Waterson no UFC Tampa

A luta 

Kron iniciou o duelo tentando encurtar a distância, mas Swanson se movimentava de maneira inteligente, chegando a acertar um bom cruzado enquanto andava para trás. O brasileiro seguia controlando o octógono, mas sem efetividade. Cub, então, passou a golpear mais, castigando a linha de cintura do rival com chutes e ganchos potentes. Bastante superior na trocação, Swanson terminou o round encaixando fortes golpes em Kron, que mostrou boa absorção. 

A segunda etapa começou da mesma maneira que terminou a primeira: Kron andando para frente e Swanson conectando fortes golpes de encontro. O brasileiro conseguiu pressionar na grade e tentou quedar, mas não obteve sucesso. Ciente da grande desvantagem em pé, Gracie puxou para guarda, sem sucesso. Visivelmente cansados, os dois lutadores partiram para a trocação franca no centro do octógono, com pequena vantagem para o americano.

Mesmo tendo vencido os dois primeiros assaltos, Swanson voltou agressivo para o round final, castigando Gracie com um alto volume de golpes. Mostrando muita resistência, Kron não parava de andar para frente, porém não conseguia levar perigo ao rival. Faltando 40 segundos para o fim, a luta foi para o chão pela primeira vez, mas Swanson rapidamente se levantou.

Amanda Ribas domina Mackenzie Dern

Ribas (dir) derrotou Dern (esq) por decisão unânime (Foto: Instragram UFCBrasil)

No duelo entre duas promessas do peso palha feminino (até 52,6kg), a mineira Amanda Ribas levou a melhor contra Mackenzie Dern, que voltou ao octógono somente quatro meses após dar à luz a sua primeira filha. Com uma atuação dominante do início ao fim, Amanda triunfou na decisão unânime dos juízes (triplo 30×27), emplacando sua segunda vitória em duas lutas na organização, enquanto Dern, que é nascida nos Estados Unidas e filha de pai brasileiro, perdeu sua invencibilidade no MMA após sete vitórias, sendo duas no Ultimate.

A luta

As duas começaram trocando golpes no centro do octógono, com vantagem para Amanda, que conectou dois bons golpes de encontro no rosto da rival. Em desvantagem na trocação, Dern tentou, sem sucesso, levar a luta para o solo. Em pé, Ribas seguiu levando vantagem na troca de golpes, e chegou a aplicar uma bela queda de judô, caindo dentro da guarda.

Dern voltou para a segunda etapa buscando a queda, mas novamente não obteve sucesso. Mais ágil em pé, Ribas seguiu encaixando os melhores golpes na rival, que tentava responder com overhands de direita. Sem conseguir impor seu jogo no chão, Mackenzie foi para uma queda de sacrifício e terminou por baixo. Ribas, porém, optou por levantar e, em pé, balançou Dern nos segundos finais.

Ciente da desvantagem nos rounds inicias, Mackenzie voltou mais agressiva para a etapa final, mas não conseguia encontrar Ribas no cage, que seguia levando a melhor em pé, conectando golpes que balançavam a oponente.

Niko Price apaga James Vick com pedalada brutal

Ex-peso leve, James Vick subiu para os meio-médios com o intuito de se reinventar na carreira e espantar a má fase, uma vez que vinha de três derrotas consecutivas. O resultado final, no entanto, foi mais uma vez tenebroso para o gigante do Texas. Niko Price, conhecido por ser bastante agressivo dentro do cage, foi o responsável da vez por nocautear Vick, que caiu apagado após receber uma pedalada enquanto estava por cima. Com quatro reveses em sequência – três por nocaute -, Vick fica com a corda no pescoço, enquanto Price venceu pela sexta vez no UFC, todas pela via rápida.

Matt Frevola supera Luis Peña em batalha agressiva

Conhecidos por seus estilos agressivos dentro do octógono, os pesos leves Matt Frevola e Luis Peña corresponderam à altura as expectativas dos fãs. A dupla trocou sopapos, quedas e posições no chão, durante 15 minutos eletrizantes, que terminou com Frevola tendo seu braço levantado por decisão dividida dos juízes e vencendo a segunda em quatro batalhas na casa. Penã, que reclamou bastante do resultado final, perdeu a segunda em cinco lutas.

Em duelo equilibrado, Eryk Anders vence Gerald Meerschaert por decisão dividida

Os pesos médios Eryk Anders e Gerald Meerschaert abriram o card principal com um duelo bastante equilibrado, com leve vantagem para Anders, que venceu na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28). Anders, que estava atuando na divisão dos meio-pesados, agora  soma seu quinto triunfo em nove lutas no UFC, exatamente o mesmo retrospecto de Meerschaert, que perdeu três das quatro atuações mais recentes.

Resultados do UFC Tampa

CARD PRINCIPAL

Peso palha (até 52,7kg): Joanna Jedrzejczyk derrotou Michelle Waterson por decisão unânime dos juízes (50×45, 50×45, 49×46)

Peso pena (até 65,7kg): Cub Swanson derrotou Kron Gracie por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Peso meio-médio (até 77kg): Niko Price derrotou James Vick por nocaute aos 1m44s do R1

Peso palha (até 52,7kg): Amanda Ribas derrotou Mackenzie Dern por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Peso leve (até 70,3kg): Matt Frevola derrotou Luis Peña por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

Peso médio (até 83,9kg): Eryk Anders derrotou Gerald Meerschaert por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado (até 93kg): Ryan Spann derrotou Devin Clark por finalização (guilhotina) aos 2m01s do R2

Peso leve (até 70,3kg): Mike Davis derrotou Thomas Gifford por nocaute aos 4m45s do R3

Peso meio-médio (até 77kg): Alex Morono derrotou Max Griffin por decisão unânime dos juízes (29×28, 29×27, 29×27)

Peso mosca (até 56,7kg): Deiveson Figueiredo derrotou Tim Elliott por finalização (guilhotina) aos 3m08s do R1

Peso galo (até 61,2kg): Marlon Vera derrotou Andre Ewell por nocaute técnico aos 3m17s do R3

Peso meio-médio (até 77kg): Miguel Baeza derrotou Hector Aldana por nocaute técnico aos 2m32s do R2

Peso médio (até 83,9kg): Marvin Vettori derrotou Andrew Sanchez por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Peso mosca (até 56,7kg): J.J. Aldrich derrotou Lauren Mueller por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário