Confiante, Conor McGregor diz que venceria Cerrone ‘até gripado’ no UFC 246

Irlandês, que não vence uma luta no UFC desde 2016, não perdeu a confiança e o velho hábito de provocar os rivais

C. McGregor provoca Cerrone. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Conor McGregor não vence uma luta desde 2016, mas, mesmo com o longo jejum, o irlandês não perde a confiança e seu tradicional hábito de provocar o rival. Escalado para abrir a temporada de eventos do Ultimate em 2020, no próximo sábado (18), contra Donald Cerrone, o irlandês garantiu que venceria o Cowboy ‘até gripado’.

Saiba mais

VÍDEO: Lutador tenta finalizar árbitro após quase ser nocauteado
Marlon muda tom sobre Aldo após desafio de manauara a Cejudo: ‘Não tenho mais respeito’
Após especulações, Ultimate confirma revanche entre Rose Namajunas e ‘Bate-Estaca’ para o UFC 249

Em entrevista à ESPN dos EUA, McGregor foi questionado porque subiu de peso e resolveu encarar Cerrone entre os meio-médios (até 77.1 kg.), já que ele é ex-campeão dos leves e o norte-americano tem uma longa carreira na categoria. O irlandês, no entanto, disse que só subiu de divisão porque o rival não se apresenta bem até 70.3 kg.

“Eu simplesmente acho que ele não parece bem lutando nos leves. Ele é um atleta dos meio-médios. Na verdade, eu o venceria em qualquer divisão, até mesmo se eu estivesse com gripe”, disparou Conor.

O irlandês ainda deu a entender que, em caso de vitória, poderia fazer a superluta contra Jorge Masvidal pelo cinturão BMF (O Filho da Mãe mais duro do UFC, em tradução livre).

“Mas estou feliz onde estou, a categoria até 77kg é emocionante e gosto do que está acontecendo aqui no momento. Tem Jorge Masvidal com esse cinturão (“Maior Casca-Grossa do UFC”) e tem os outros caras lutando pelo cinturão linear (pertencente a Kamaru Usman). Então, só quero entrar lá, lutar e abrir todas as minhas opções”, completou.

Apesar de não ter uma vitória no octógono desde 2016, quando derrotou Eddie Alvarez e conquistou o cinturão dos leves, o irlandês garante que que vive um grande momento na carreira e promete fazer ‘mágica no octógono’.

“Para mim, no momento atual da minha vida, esse é o caminho certo a seguir (sem causar tumulto antes da luta). É um momento especial, estou feliz em voltar e ter Donald Cerrone como adversário no início da temporada. Estou ansioso por esse encontro. Vai ser uma boa noite e vou brilhar no dia 18 de janeiro. Vou fazer mágica no octógono, como já fiz muitas vezes antes. Mas, dessa vez, vai ser algo especial”,encerrou.

UFC 246

O combate entre Conor McGregor e Donald Cerrone será a luta principal do UFC 246, evento que abre a temporada do Ultimate em 2020. O show acontece no próximo sábado (18), em Las Vegas (EUA). Confira abaixo o card completo da atração (sujeito a alterações).

Programa de lutas do UFC 246

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):

Peso meio-médio: Conor McGregor x Donald Cerrone

Peso galo: Holly Holm x Raquel Pennington

Peso pesado: Alexey Oleinik x Maurice Greene

Peso palha: Claudinha Gadelha x Alexa Grasso

Peso leve: Anthony Pettis x Carlos Diego Ferreira

CARD PRELIMINAR (20h15, horário de Brasília):

Peso mosca: Roxanne Modafferi x Maycee Barber

Peso pena: Andre Fili x Sodiq Yusuff

Peso leve: Drew Dober x Nasrat Haqparast

Peso pena: Chas Skelly x Grant Dawson

Peso meio-pesado: Aleksa Camur x Justin Ledet

Peso mosca: Tim Elliott x Askar Askarov

Peso galo: Brian Kelleher x Ode Osbourne

Peso mosca: Sabina Mazo x JJ Aldrich

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário