Amanda Nunes domina Felicia Spencer e defende cinturão no UFC 250

Brasileira não toma conhecimento de canadense e faz história ao se tornar a primeira mulher a defender dois títulos em divisões distintas

A. Nunes segue como campeã das penas e galos do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Melhor do mundo. Amanda Nunes voltou a fazer história e derrotou a valente Felicia Spencer na luta principal do UFC 250, que aconteceu neste sábado (6), em Las Vegas (EUA). Com uma performance cirúrgica , a brasileira dominou a canadense por cinco rounds e manteve o posto de campeã das penas (até 65,7kg.) do Ultimate na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

Homem aposta US$1 milhão em vitória Amanda Nunes e leva bolada
VÍDEO: Assista a vitória de Amanda Nunes sobre Felicia Spencer no UFC 250
IMAGEM FORTE: Rival de Amanda Nunes fica com rosto deformado após UFC 250
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Cody Garbrandt sobre o brasileiro Raphael Assunção

Nunes chegou para o confronto contra Spencer concentrada em manter seu título e manter sua hegemonia no MMA feminino. A atleta, então, mostrou muita técnica para anular o jogo de chão da ex-campeã do Invicta FC e, mesmo não conseguindo finalizar ou um nocaute, provou mais uma vez que é a melhor atleta mulher da história das artes marciais mistas.

Após um novo show, a baiana voltou a fazer história no UFC. A brasileira se tornou a primeira mulher a defender dois cinturões em divisões diferentes. Aos 32 anos, a ‘Leoa’ segue como campeã das galos (até 61,2kg.) e penas.

Azarona no duelo contra a ‘Leoa’, Felicia acumulou sua segunda derrota na carreira. Com o apelido de ‘Fenômeno’, Spencer, agora, tem dois revese em quatro apresentações no UFC.

A luta

O confronto começou com Amanda tomando a iniciativa com um chute frontal na linha de cintura de Spencer. A canadense respondeu com uma sequência de socos e buscou o clinch, mas a brasileira conseguiu se afastar. Nunes conectou um bom cruzado a cabeça da desafiante e seguiu golpeando com outro cruzado e um direto A ‘Leoa’ voltou a acertar o rosto da canadense, que mostrou muita capacidade para absorver o golpe. Felicia voltou a tentar o clinch, mas acabou derrubada pela baiana, que caiu em posição de vantagem. A campeã chegou tentou chegar às costas, mas a canadense seguia se defendendo. Amanda seguia golpeando a adversária de baixo para cima , enquanto a rival se protegia como podia. Sem muita ação, o round chegou o final.

Na segunda etapa, Nunes voltou bem com um contra-ataque a uma investida da canadense. A brasileira aguardava as ações da adversária e cercava a desafiante. Spencer conseguiu soltar um direto que explodiu no rosto da baiana. Amanda, no entanto, seguia caminhando para frente e tentava encontrar o nocaute. Na metade do round, Felicia voltou a tentar uma queda, mas acabou sofrendo uma queda pela baiana. A ‘Leoa’ permitiu que a rival se levantasse e o confronto voltou a ser disputado de pé. No minuto final, Amanda desferiu um soco rodado, que parou na guarda de Spencer. Restando poucos segundos para o fim, a canadense conectou um bom chute alto, mas não havia mais tempo.

O terceiro round voltou com Felicia soltando uma sequência de socos, mas os ataques foram defendidos pela baiana. Nunes respondeu com um jab e um direto e passou a se arriscar mais e tentar o nocaute. A canadense voltou a tentar uma queda, mas a campeã seguia segura nas defesas. Na metade do round, a ‘Leoa’ atingiu a adversária com um direto, que arrancou o protetor bucal da desafiante. A brasileira se soltava cada vez mais e tentava encerrar o confronto. Felicia arriscou um chute, mas teve a perna agarrada e foi derrubada pela baiana. Novamente, a brasileira permitiu que a canadense se levantasse. Nunes seguia pressionando a desafiante, que já dava sinais de cansaço. No minuto final, a campeã voltou a testar a resistência da adversária com uma sequência de jabs, cruzados e um uppercut. Amanda acuava a oponente, mas o cronômetro zerou.

No penúltimo assalto, Spencer tomou a iniciativa com um direto. Amanda absorveu bem o golpe e voltou a caminhar em direção da desafiante. Nunes conectou uma bomba de direita, que explodiu no rosto da canadense e balançou a desafiante. Mesmo em desvantagem, Spencer seguia mostrando muita resistência aos golpes impostos pela campeã. Felicia mostrava perigo quando respondia as ações da baiana, mas a ‘Leoa’ continuava muito ativa na luta. Próximo ao minuto final, Felicia voltou a tentar levar o combate para baixo, mas Nunes se protegia bem. A campeã respondeu com um cruzado no rosto da adversária, que seguia mostrando muita valentia. Nos segundos finais, Amanda partiu para cima da adversária e derrubou a canadense com uma sequência de socos e conseguiu encaixar um mata-leão, mas a desafiante foi salva pelo gongo.

O último assalto começou com a campeã desferindo uma sequência de socos seguidos de um chute baixo. Nunes enquadrava a rival nas grades, mas Felicia voltou a tentar uma queda. A ‘Leoa’ se defendeu bem e caiu em por cima da canadense. Em posição de vantagem, a brasileira tentava as transições para buscar uma finalização. Spencer tentava buscar surpreender a baiana com uma finalização, mas Amanda estava atenta. No minuto final, a luta foi interrompida para que um ferimento no rosto da canadense fosse avaliado pelos médicos. Na volta do combate, Nunes cercava a adversária e conseguiu levar a adversária ao chão por duas vezes.

Resultados do UFC 250

CARD PRINCIPAL

Peso pena (65,7kg.): Amanda Nunes derrotou Felicia Spencer na decisão unânime dos juízes (50-44, 50-44, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso galo (até 61,2kg.):  Cody Garbrandt derrotou Raphael Assunção por nocaute a 4m59s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Aljamain Sterling finalizou Cory Sandhagen com um mata-leão a 1m28s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Neil Magny derrotou Anthony Rocco Martin na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Sean O’Malley derrotou Eddie Wineland por nocaute a 1m54s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): Alex Caceres derrotou Chase Hooper na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Ian Heinisch derrotou Gerald Meerschaert por nocaute técnico a 1m14s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Cody Stamann derrotou Brian Kelleher na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Maki Pitolo derrotou Charles Byrd por nocaute técnico a 1m10s do R2

Peso mosca (até 56,7kg.): Alex Perez derrotou Jussier Formiga por nocaute técnico a 4m06s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Devin Clark derrotou Alonzo Menifield na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso casado (até 68kg.): Herbert Burns finalizou Evan Dunham com um mata-leão a 1m20s do R1

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments