Alexandre Pantoja é derrotado por Askar Askarov e se afasta da disputa de cinturão

Brasileiro trava confronto equilibrado com russo, mas acaba perdendo na decisão unânime dos juízes no UFC Ilha da Luta 2

A. Pantoja (dir.) foi derrotado por A. Askarov (dir.) no UFC Ilha da Luta 2. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

No confronto que abriu o card principal do UFC Ilha da Luta 2, realizado neste sábado (18), em Abu Dhabi, Alexandre Pantoja travou um embate duro contra Askar Askarov e acabou derrotado na decisão unânime dos juízes. O revés afasta o brasileiro de uma disputa imediata do cinturão dos moscas (até 56,7kg.).

Veja Também

UFC encaminha luta entre Paulo Borrachinha e Israel Adesanya para 19 de setembro
Carlos Boi e Davi Ramos perdem lutas no UFC Figueiredo x Benavidez
Deiveson Figueiredo dá show, apaga Benavidez e conquista o cinturão do UFC

Pantoja chegou aos Emirados Árabes com compromisso de enfrentar Askarov, mas também era o reserva oficial para a luta principal entre Deiveson Figueiredo e Joseph Benavidez na luta pelo título. Embora estivesse preparado para três eventuais oponentes, o atleta acabou deixando escapar a chance de desafiar o novo campeão.

Com o triunfo sobre Pantoja, Askarov deve chegar ao top 5 da categoria e assumir a quarta posição, que era ocupada por Alexandre. Com o novo resultado positivo, Askar manteve a invencibilidade na carreira, que agora conta com 12 triunfos e um empate.

A luta

O combate começou com Pantoja partindo para cima do adversário e, no contato, arriscou uma guilhotina. O russo tentava se defender, mas o brasileiro insistia na tentativa de finalização. Askar conseguiu soltar o braço e golpeava Alexandre de cima para baixo. Pantoja mostrava muita técnica e conseguiu se levantar. Askarov conseguiu derrubar o brasileiro, mas Alexandre conseguiu uma bela transição e chegou às costas do russo. O brasileiro ensaiou um estrangulamento, mas não havia mais tempo.

O segundo assalto começou com Alexandre desferindo um chute na linha de cintura de Askarov. Pantoja chutou mais uma vez, mas teve a perna segurada por Askar, que respondeu com uma sequência de socos. Na metade do round, o russo conseguiu derrubar o brasileiro, mas Alexandre mostrava perigo nas tentativas de finalização. Pantoja conseguiu se levantar, mas Askarov permanecia apostando na luta agarrada. Próximo ao minuto final, Askar conectou uma boa sequência de diretos e voltou a derrubar o brasileiro. Pantoja conseguiu reverter a posição, chegou às costas e tentou encaixar o mata-leão. O russo se defendeu e o cronômetro zerou.

No primeiro minuto, Alexandre surpreendeu o russo com um direto, que levou o oponente ao chão. Pantoja permitiu que Askar se levantasse e o duelo voltou a ser disputado no centro do octógono. Askarov seguia pontuando com jabs e diretos, mas o brasileiro tentava tirar a diferença com chutes na linha de cintura. Nos segundos finais, os moscas passaram a economizar nos golpes e evitavam um erro que poderia ser fatal naquela altura. O combate acabou com os lutadores na trocação franca.

Ariane Lipski dá show contra Luana Dread em duelo brazuca

A. Lipski conecta chave de tornozelo em L. Dread. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Na única luta entre brasileiras da noite, Ariane Lipski deu um verdadeiro show contra Luana Dread. Em confronto disputado entre as moscas, a paranaense precisou de menos de dois minutos para desbancar a paulista e conquistar uma bela finalização (chave de joelho) no primeiro round.

Lipski chegou para o confronto na intenção de vencer para se estabilizar dentro do UFC. A atleta realizava sua quarta luta pela organização e buscava a segunda vitória consecutiva. Na entrevista após o triunfo, Ariane pediu à diretoria pelo bônus de performance.

Com o revés para a paranaense, Luana sofreu sua primeira derrota desde sua estreia no Ultimate. A paulista havia sido batida apenas uma vez na carreira e, agora, aguarda o próximo compromisso para tentar voltar a vencer.

Gastelum é finalizado por Jack Hermansson e perde terceira seguida

J. Hermansson finaliza K. Gastelum no UFC Ilha da Luta 2. Foto: Reprodução/Instagram

Na luta co-principal da noite, Jack Hermansson voltou a vencer e confirmou a má fase de Kelvin Gastelum dentro do UFC. No confronto entre os médios (até 83,4kg.) o sueco fez valer a fama de seu jiu-jitsu e finalizou o norte-americano em menos de dois minutos.

O duelo contra Kelvin representava muito para Jack. O atleta precisava se recuperar da dura derrota sofrida para Jared Cannonier, em setembro do ano passado para voltar a sonhar com uma disputa de cinturão. Após o resultado positivo, o sueco pediu uma luta contra o vencedor do embate entre Darren Till e Robert Whittaker, que se enfrentam no dia 25 de julho.

Ex-desafiante ao cinturão interino da categoria, Gastelum definitivamente não vive um bom momento na carreira. O lutador vinha de duas derrotas consecutivas e precisava vencer para provar que pode atuar em alto nível contra atletas do topo da divisão. O revés para Hermansson confirmou o terceiro resultado negativo em sequência e o sexto em sua carreira como profissional no MMA.

Resultados do UFC Ilha da Luta 2

CARD PRINCIPAL

Peso mosca: Deiveson Figueiredo finalizou Joseph Benavidez com um mata-leão a 4m48s do R1- Luta pelo cinturão

Peso médio: Jack Hermansson finalizou Kelvin Gastelum com uma chave de calcanhar a 1m19s do R1

Peso leve: Rafael Fiziev derrotou Marc Diakiese na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Ariane Lipski finalizou Luana Dread com uma chave de joelho a 1m28s do R1

Peso mosca: Askar Askarov derrotou Alexandre Pantoja na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Roman Dolidze derrotou Roman Dolidze por nocaute a 4m15s do R1

Grant Dawson derrotou Nad Narimani na decisão unânime dos juízes (30-27,30-26, 29-27)

Joel Alvarez finalizou Joe Duffy com uma guilhotina a 2m25s do R1

Brett Johns derrotou Montel Jackson na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo: Amir Albazi finalizou Malcolm Gordon com um triângulo a 4m42s do R1

Peso leve: Arman Tsarukyan derrotou Davi Ramos na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso pesado: Sergey Spivak derrotou Carlos Boi na decisão majoritária dos juízes (29-27, 28-28, 29-27)

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments