Além de Conor McGregor, Sean O'Malley também pode ficar fora de ação até 2022 | SUPER LUTAS

Além de Conor McGregor, Sean O’Malley também pode ficar fora de ação até 2022

Apesar de vitória tranquila contra estreante, O'Malley precisa descartar fraturas nas mãos, na perna e no pé antes de retornar

S. O’Malley (esq.) atropelou K. Moutinho (dir.) no UFC 264. Foto: Reprodução/Instagram

Na manhã desta terça-feira foi divulgada a lista oficial de suspensões médicas referentes ao UFC 264, realizado na noite do último sábado (10).

Veja Também

Além de Conor McGregor, que fraturou dois ossos da perna esquerda na luta principal contra Dustin Poirier e já passou por cirurgia, outros cinco atletas podem desfalcar o UFC pelo restante do ano de 2021: Sean O’Malley, Greg Hardy, Yana Kunitskaya, Ryan Hall e Omari Akhmedov.

A grande surpresa fica por conta de Sean O’Malley, que venceu o estreante Kris Moutinho com muita facilidade, mas pode ter fraturas nas mãos, na perna e no pé.

Todos os atletas citados podem evitar a suspensão máxima prevista caso apresentem laudo médico.

Vencedor da luta principal, Dustin Poirier não teve qualquer tipo de suspensão e está apto a lutar, assim como o brasileiro Gilbert Durinho, que venceu a luta co-principal da noite.

Confira a lista completa de suspensões médicas do UFC 264:

Conor McGregor: Precisa de liberação do ortopedista pela perna fraturada ou não pode lutar até o dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até o dia 25 de agosto e sem contato até o dia 10 de agosto.

Stephen Thompson: Suspenso até o dia 10 de agosto, sem contato até dia 1 de agosto.

Greg Hardy: Precisa de liberação do oftalmologista por fratura no orbital esquerdo e do otorrinolaringologista por fratura no nariz ou não pode lutar até o dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até dia 25 de agosto e sem contato até dia 10 de agosto.

Yana Kunitskaya: Precisa de liberação do otorrinolaringologista por fratura no nariz ou não pode lutar até dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até dia 25 de agosto e sem contato até dia 10 de agosto.

Sean O’Malley: Precisa de raio X nas duas mãos para descartar fratura. Precisa de raio X na tíbia esquerda e no pé direito. Precisa de liberação do ortopedista em caso de resultado positivo ou não pode lutar até dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até dia 10 de agosto e sem contato até dia 1 de agosto.

Kris Moutinho: Suspenso até 9 de setembro, sem contato até 25 de agosto.

Carlos Condit: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até 1 de agosto – corte no lábio superior.

Max Griffin: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até 1 de agosto – dor no joelho e no tornozelo esquerdos.

Niko Price: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até 1 de agosto – cotovelo esquerdo inchado.

Michel Pereira: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até 1 de agosto.

Ryan Hall: Precisa de liberação do ortopedista por fratura na mão esquerda ou não pode lutar até dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até dia 25 de agosto e sem contato até dia 10 de agosto.

Trevin Giles: Suspenso até 25 de agosto, sem contato até 10 de agosto.

Dricus Du Plessis: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até 1 de agosto.

Jessica Eye: Suspensa até 25 de agosto, sem contato até 10 de agosto – laceração na testa.

Omari Akhmedov: Precisa de liberação do otorrinolaringologista por fratura no nariz ou não pode lutar até dia 7 de janeiro; suspensão mínima sem lutar até dia 10 de agosto e sem contato até dia 1 de agosto.

Brad Tavares: Suspenso até 10 de agosto, sem contato até dia 1 de agosto

A queda do ‘Império Pitbull’ no Bellator e a prévia para o UFC 265

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments