Kamaru Usman deixa rivalidade de lado, elogia Colby Covington e não descarta trilogia no futuro

Após segunda vitória sobre Covington, o campeão não fechou as portas para a possibilidade de enfrentar o rival novamente

K. Usman em coletiva de imprensa após o UFC 268 (Foto: Reprodução/Youtube)

Assim como em 2019, Kamaru Usman e Colby Covington protagonizaram mais uma grande luta valendo o cinturão meio-médio (até 77 kg) no UFC 268, no último sábado (06).  O duelo terminou novamente com vitória do nigeriano, dessa vez na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

K. Usman e R. Namajunas UFC 268

Em entrevista coletiva após o evento, o campeão deixou a forte rivalidade de lado, elogiou o adversário e traçou um paralelo com dois dos maiores nomes da história do boxe mundial.

“Não estou desapontado. Esse cara é muito, muito duro. Vamos ser sinceros, (Muhammad) Ali precisava do (Joe) Frazier. Você pode ser o melhor, mas sempre vai ter um cara que te leva ao limite. Ele é esse cara. Por mais que fora do octógono a maioria das pessoas, incluindo eu, não goste dele, temos que respeitá-lo como competidor”, disse Usman.

PUBLICIDADE:

Ainda na coletiva de imprensa, Kamaru Usman não descartou a possibilidade de uma trilogia contra Colby Covington no futuro.

“Não sei, o cara é duro. Acho que ele bate a maioria dos lutadores dessa divisão. Vamos ver, depende dele. Se ele estiver disposto a trabalhar duro e voltar ao topo e se eu ainda estiver aqui, vamos fazer acontecer”, prometeu o nigeriano.

PUBLICIDADE:

RESULTADOS DO UFC 268

Data: 06 de novembro de 2021

PUBLICIDADE:

Local: Madison Square Garden, Nova York, Estados Unidos

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Colby Covington na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 49-46)

Peso palha: Rose Namajunas derrotou Weilli Zhang na decisão unânime dos juízes (47-48, 48-47, 49-46)

Peso galo: Marlon Vera derrotou Frankie Edgar por nocaute (chute) aos 3m50s do R3

Peso pena: Shane Burgos derrotou Billy Quarantino na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Justin Gaethje derrotou Michael Chandler na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Alex Poatan derrotou Andreas Michailidis por nocaute técnico (joelhada) aos 0m18s do R2

Peso leve: Bobby Green derrotou Al Iaquinta por nocaute técnico (socos) aos 2m25s do R1

Peso médio: Chris Curtis derrotou Phil Hawes por nocaute (socos) aos 4m27s do R1

Peso médio: Nassourdine Imavov derrotou Edmen Shahbazyan por nocaute técnico (cotoveladas) aos 4m42s do R2

Peso meio-médio: Ian Garry derrotou Jordan Williams por nocaute a 4m59s do R1

Peso pesado: Chris Barnett derrotou Gian Villante por nocaute técnico 2m23s do R2

Peso meio-pesado: Dustin Jacoby derrotou John Allan na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pena: Melsik Baghdasaryan derrotou Bruno Souza na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Ode Osbourne derrotou CJ Vergara na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?