Herbert Burns começa bem, mas sente antiga lesão e acaba derrotado por Bill Algeo no UFC Long Island

Brasileiro vive drama no octógono e perde por nocaute técnico no segundo round do card preliminar

B. Algeo (dir.) comemora vitória sobre H. Burns. Foto: Reprodução/Instagram

Destaque brasileiro no card preliminar do UFC Long Island, realizado neste sábado (16), Herbert Burns foi do céu ao inferno em seu retorno ao MMA. De volta à ativa após quase dois anos fora por lesão, o niteroiense teve um bom começo de confronto contra Bill Algeo, mas acabou sentindo uma contusão no joelho. Após tentar resistir, o atleta não teve condições de seguir na disputa, sendo declarado nocaute técnico no segundo assalto.

PUBLICIDADE:

Com a derrota, Burns teve frustrada a tentativa de voltar ao caminho das vitórias no Ultimate. Agora, o atleta acumula dois tropeços consecutivos.

Vitoriosos no embate, Algeo soube se aproveitar do drama do brasileiro. O atleta, agora, consegue sua primeira sequência de vitórias dentro da organização.

PUBLICIDADE:

Visivelmente abalado, Herbert deixou o octógono aos prantos. O lutador era amparado pelo irmão, Gilbert Durinho.

A luta

O confronto começou com Burns encurtando a distância logo nos segundos iniciais. O brasileiro pressionava o adversário contra as grades e buscava a queda. Ainda no primeiro minuto, Algeo reverteu a posição, mas, ainda assim, acabou derrubado. Por cima, Burns ameaçou o triângulo, enquanto Bill buscava ‘sobreviver’. O brasileiro dava show de técnica e promovia um verdadeiro pesadelo para o rival. Quase na metade da etapa, Bill mostrou resistência e acabou se livrando das investidas do tupiniquim, e ficou por cima. O norte-americano agredia no ground and pound e tentava reparar o prejuízo inicial. O niteroiense dava sinais de sentir os ataques do adversário e Algeo tentava se aproveitar. Nos segundos finais, Bill permitiu que o brasileiro se levantasse e Burns dava sinais claros de exaustão. O niteroiense acabou salvo pelo gongo.

Na segunda etapa, Burns conseguiu uma queda logo nos segundos iniciais, mas acabou caindo por baixo. Por cima, Bill voltou a agredir. Algeo voltou a ficar de pé, mas Burns acusou lesão e não tinha mais condições de seguir no confronto.

PUBLICIDADE:

Puna Soriano atropela Dalcha Lungiambula

P. Soriano (dir.) nocauteou D. Lungiambula (esq.). Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Na luta que encerrou o card preliminar, novo desfecho na via rápida. Conhecido pelo poder de nocaute, Puna Soriano fez valer a fama da força dos punhos e atropelou Dalcha Lungiambula. O triunfo aconteceu após um primeiro round movimentado.

PUBLICIDADE:

Com a vitória, Soriano respira aliviado na organização. O atleta somava dois reveses consecutivos.

Massacrado no UFC Long Island, Lugiambula tem motivos para se preocupar. O tropeço fez com que o lutador chegue ao seu quarto resultado negativo nas últimas cinco apresentações.

Ricky Simón dá show e tira invencibilidade de promessa

R. Simón em vitória no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em disputa de promessas dos galos (até 61,2kg.), melhor para Ricky Simón. Após um primeiro round equilibrado contra Jack Shore, o norte-americano se encontrou no confronto e conseguiu uma vitória em grande estilo. Com um katagatame, na segunda etapa, o atleta obrigou o adversário a bater em desistência.

Aplaudido pelo campeão dos galos, Aljamain Sterling, que estava na plateia, Simón ampliou seu bom momento na organização. Agora, o lutador soma cinco triunfos consecutivos.

Em entrevista ainda no octógono, Ricky fez um novo desafio. Em alto e bom tom, o combatente desafiou Sean O’Malley.

Superado no evento, Shore amargou sua primeira derrota na carreira. Promessa da organização, o lutador somava 16 triunfos consecutivos.

Luta de nocauteadores termina em atropelo

D. Jacoby massacra D. Jung no UFC Long Island. Foto: Reprodução/Instagram

Promessa dos meio-pesados (até 93kg.), Dustin Jacoby levou a melhor no confronto de nocauteadores. Adversário do perigoso Da Un Jung, o norte-americano precisou de pouco mais de três minutos para passar pelo rival. Com um golpe singular, o atleta foi capaz de ‘desligar’ o sul-coreano e somar mais um triunfo na organização.

Com o resultado positivo, Jacoby defendeu a 15ª posição na divisão liderada por Jiri Prochazka. Além do triunfo, o combatente também ampliou o bom momento, chegando a sete apresentações sem perder na organização.

Duramente superado no evento, Jung acabou sofrendo a primeira derrota na companhia. O tropeço também encerrou uma série de 15 compromissos sem reveses.

Dustin Stoltzfus vence por pontos e respira no UFC

D. Stoltzfus crava D. Grant na lona em luta pelo UFC Long Island. Foto: Reprodução/Twitter @ufc

Representante dos médios (até 83,9kg.), Dustin Stoltzfus pode respirar mais aliviado no UFC. Adversário de Dwight Grant, o atleta subiu no octógono pressionado por um resultado positivo e conseguiu anular a agressividade do adversário. Após superioridade na maior parte da peleja, o atleta foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Com o triunfo, Dustin encerra um verdadeiro pesadelo. Antes de subir no octógono pelo UFC Long Island, o atleta amargava três derrotas consecutivas.

Se de um lado Stoltzfus sorri, o sinal de alerta foi ligado para Grant. O tropeço no fim de semana fez com que o lutador atingisse a marca de três lutas sem vencer.

Estreante bate ex-desafiante a cinturão dos palhas

E. Ducote (dir.) derrotou J. Penne (esq.) no UFC Long Island. Foto: Reprodução/Instagram

A luta que abriu o evento apresentou Emily Ducote aos fãs do UFC. Ex-campeã do Invicta FC, a combatente de 28 anos teve atuação estratégica e superou a ex-desafiante ao cinturão dos palhas (até 52,1kg.), Jessica Penne. Após controlar a adversária por grande parte do confronto, a debutante foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes.

Com a vitória, Ducote estreia com o pé direito na organização. A lutadora, que não teve sustos durante o embate espera seu próximo desafio para continuar a escalada rumo ao topo da divisão liderada por Carla Esparza.

Desafiante ao título dos palhas em 2015, Penne teve apresentação discreta. Aos 39 anos, volta a tropeçar e viu ser encerrada uma sequência de dois triunfos.

Estatísticas do UFC Long Island

Resultados do UFC Long Island

CARD PRINCIPAL (15h, horário de Brasília)

Peso pena (até 65,7kg.): Brian Ortega x Yair Rodriguez

Peso palha (até 52,1kg.): Michelle Waterson x Amanda Lemos

Peso meio-médio (até 77kg.): Li Jingliang x Muslim Salikhov

Peso mosca (56,7kg.): Matt Schnell x Su Mudaerji

Peso pena (até 65,7kg.): Shane Burgos x Charles Jourdain

Peso mosca (até 56,7kg.): Lauren Murphy x Miesha Tate

CARD PRELIMINAR (12h, horário de Brasília)

Peso médio (até 83,9kg.): Puna Soriano derrotou Dalcha Lungiambula por nocaute técnico a 28s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Ricky Simón finalizou Jack Shore com um katagatame a 3m28s do R2

Peso pena (até 65,7kg.): Bill Algeo derrotou Herbert Burns por nocaute técnico a 1m50s do R2

Peso meio-pesado (até 93kg.): Dustin Jacoby derrotou Da Un Jung por nocaute a 3m13s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Dustin Stoltzfus derrotou Dwight Grant na decisão unânime dos juízes (29,28, 29-28, 29-28)

Peso palha (até 52,1kg.): Emily Ducote derrotou Jessica Penne na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30,27)

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC