Renzo Gracie é condenado a prestar serviços comunitários após briga em boate em 2014 | SUPER LUTAS

Renzo Gracie é condenado a prestar serviços comunitários após briga em boate em 2014

Veterano do PRIDE e UFC chegou a ser preso no ano passado acusado de agredir segurança em Nova York (EUA)

Renzo (foto) terá de pagar serviço comunitário. Foto: Divulgação

Renzo (foto) terá de pagar serviço comunitário. Foto: Divulgação

Veterano do MMA, Renzo Gracie foi condenado a prestar de 10 a 15 dias de serviços comunitários devido à briga na qual se envolveu em frente a uma boate no ano passado.

Veja Também

Em maio de 2014, o lutador brasileiro, de 47 anos de idade, ao lado de seu primo Igor e mais cinco pessoas, participaram de uma grande confusão em frente à boate 1-Oak, em Nova York (EUA). O grupo teria agredido o segurança Craig Molesphini, que, na época, afirmou que Renzo e seus amigos “fizeram movimentos de MMA” nas pessoas no local. O brasileiro chegou a ser preso, mas foi solto logo em seguida após pagar fiança de US$ 10 mil.

Renzo afirmou que todo o episódio não passou de um mal-entendido. De acordo com ele, Molesphini estava insultando todos os clientes da boate, mas, quando foi confrontado pelo grupo de lutadores, “se acovardou”. Outro que estava presente no local é o lutador André Gusmão, primeiro adversário de Jon Jones no UFC.

Renzo, é um dos nomes mais famosos da lendária família Gracie, tendo já atuado em eventos como PRIDE e UFC contra nomes como Dan Henderson, Matt Hughes, Kazushi Sakuraba e BJ Penn.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments