UFC volta a Goiânia com duelo entre ‘jovens veteranos’ em busca de redenção nos meio-médios

Terceiro evento do UFC no Brasil em 2015 também colocará em pratos limpos a antiga rivalidade de Charles do Bronx e Nik Lentz

Condit (esq.) e Pitbull (dir.) se enfrentam em Goiânia. Foto: Inovafoto

Condit (esq.) e Pitbull (dir.) se enfrentam em Goiânia. Foto: Inovafoto

O UFC está de volta ao Brasil neste fim de semana, para realizar, em Goiânia (GO), o terceiro evento do ano no país. Neste sábado, 30, o UFC Fight Night 67 conta com um card modesto, embora algumas lutas possam trazer importantes mudanças no cenário de categorias para um futuro próximo.

A começar pelo duelo principal da noite, entre Thiago Pitbull e Carlos Condit. Os dois, que, apesar da pouca idade (31 anos para ambos), são verdadeiros veteranos do MMA, tentarão conquistar um resultado positivo com o objetivo final de retornar “às cabeças” da divisão dos meio-médios.

Veja Também

Rivais de longa data, Charles do Bronx e Nik Lentz se estranham na pesagem do UFC Goiânia
Vídeo: no aquecimento para o UFC Goiânia, confira cinco curiosidades sobre o evento
Condit promete luta movimentada no UFC Goiânia: ‘Pitbull virá pra cima com tudo’
Thiago Pitbull esbanja confiança para luta contra Carlos Condit: ‘Sou sua criptonita’

O cearense Pitbull é lutador do UFC há quase uma década, e, em 2009, chegou perto do tão sonhado cinturão. Com sete vitórias consecutivas na época, Thiago foi escalado para desafiar o campeão, Georges St. Pierre, mas sucumbiu ao jogo frenético do canadense e perdeu na decisão dos juízes.

Desde então, Pitbull não recuperou a velha forma, e, atrapalhado por diversas lesões, vem alternando vitórias e derrotas. Em suas duas últimas lutas, saiu com resultados positivos, sobre Seth Baczynski e Jordan Mein, mas ainda assim não está perto de ocupar a posição que acredita ser capaz de ocupar. Assim, uma vitória sobre Condit poderá recolocar Pitbull na elite da divisão, rumo a uma nova chance de disputar o cinturão, que, hoje, está em posse de seu companheiro de treinos Robbie Lawler.

Condit é outro que está focado em recuperar a velha forma. O norte-americano, ex-campeão do WEC e ex-campeão interino do UFC, sofreu três derrotas nas últimas quatro lutas. Para piorar, em seu último revés, diante de Tyron Woodley, sofreu uma grave lesão no joelho, o que o deixou afastado das lutas por mais de um ano.

Ainda assim, Condit segue como um lutador respeitado no UFC, mas caso sofra mais um tropeço no octógono, poderá ver sua reputação ser posta em xeque.

O fim da rivalidade entre Do Bronx e Lentz?

Lentz (esq.) e Do Bronx (dir.) se estranham na pesagem. Foto: Reprodução

Lentz (esq.) e Do Bronx (dir.) se estranham na pesagem. Foto: Inovafoto

Na segunda luta mais importante da noite, dois lutadores top 10 da divisão dos penas medem forças no octógono. Porém, o combate terá em jogo muito mais do que uma posição de destaque na categoria. Rivais de longa data, Charles do Bronx e Nik Lentz tentarão resolver de vez suas diferenças, que chegaram a níveis de estresse no passado recente.

Os dois já se enfrentaram, em 2011, quando competiam entre os leves. Do Bronx finalizou, mas dias depois a luta teve seu resultado anulado pelo fato de o brasileiro ter aberto caminho ao golpe derradeiro com uma joelhada ilegal, quando o norte-americano ainda apoiava uma seu joelho no chão.

Desde então, muitas provocações foram feitas e a revanche foi marcada. Ela aconteceria em setembro do ano passado, mas Do Bronx passou mal logo após a pesagem e foi cortado do evento em questão. Este retrospecto causou animosidade entre os dois, que se estranharam ao descerem da balança em Goiânia. Promessa de muita ação e ânimos quentes.

Restante do card tem testes de fogo para brasileiros

Cowboy (dir.) tem teste de fogo contra Noons (esq.). Foto: Inovafoto

Cowboy (dir.) tem teste de fogo contra Noons (esq.). Foto: Inovafoto

As demais lutas que compõem o card do UFC Fight Night 67 não possuem nomes de grande destaque do cenário internacional. No entanto, o evento servirá para alguns brasileiros como teste de fogo, enfrentando adversários que teoricamente possuem uma reputação maior.

Este é o caso de Alex Cowboy. Depois de fazer luta dura com Gilbert Durinho em sua estreia no UFC, ele enfrentará o ex-campeão do elite EliteXC KJ Noons, que tem em seu currículo vitórias sobre nomes como Nick Diaz, Yves Edwards e Sam Stout.

Outro que tem parada dura pela frente é Francisco Massaranduba. O popular veterano do TUF Brasil 1 irá encarar Norman Parke, que conquistou o título do TUF Smashes. Já Francimar Bodão, ex-campeão dos meio-pesados de Shooto e WOCS, pega o carateca Ryan Jimmo.

Por fim, uma luta que surpreendente ganhou pouco destaque na programação será entre os ranqueados pesos mosca Jussier Formiga (4º) e Wilson Reis (12º).

Confira abaixo a ficha técnica completa do UFC FN 67:

DATA E HORÁRIO: 30/05/2015, a partir das 19h30 (horário de Brasília)

LOCAL: Goiânia Arena, Goiânia (GO)

TRANSMISSÃO: Canal Combate (Card completo)

CARD PRINCIPAL

Meio-médios: Thiago Pitbull (77,1 kg) x Carlos Condit (77,1 kg);
Penas: Charles do Bronx (65,3 kg) x Nik Lentz (66,1 kg);
Meio-médios: KJ Noons (77,1 kg) x Alex Cowboy (77,1 kg);
Meio-pesados: Francimar Bodão (92,9 kg) x Ryan Jimmo (93,4 kg);
Leves: Norman Parke (70,7 kg) x Francisco Massaranduba (70,7 kg);
Meio-médios: Wendell Negão (77,1 kg) x Darren Till (77,5 kg);

CARD PRELIMINAR

Penas: Rony Jason (66,1 kg) x Damon Jackson (65,7 kg);
Moscas: 
Jussier Formiga (57,1 kg) x Wilson Reis (57,1 kg);
Meio-médios: 
Elizeu Capoeira (77,5 kg) x Nicolas Dalby (77,5 kg);
Galos: 
Lucas Mineiro (65,7 kg) x Mirsad Bektic (66,2 kg);
Palhas: Juliana Lima (52,2 kg) x Ericka Almeida (52,6 kg);
Meio-médios: 
Luiz Besouro (77,1 kg) x Tom Breese (77,5 kg)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments