UFC Londres: Anderson Silva retorna ao octógono em busca de redenção

Brasileiro, que não vence desde 2012 e vem de suspensão por doping, tenta dar a volta por cima no UFC Londres

Sob pressão, Anderson tenta dar a volta por cima. Foto: Josh Hedges/UFC

Sob pressão, Anderson tenta dar a volta por cima. Foto: Josh Hedges/UFC

Considerado amplamente um dos maiores lutadores de MMA de todos os tempos, Anderson Silva tentará dar a volta por cima e espantar antigos fantasmas em seu retorno ao UFC, neste sábado (27), na luta principal do evento em Londres, na Inglaterra.

TEMPO REAL: Siga o UFC Londres e a volta de Anderson Silva AO VIVO

PUBLICIDADE:

Afinal, o duelo contra Michael Bisping será o primeiro do brasileiro desde que passou por um dos momentos mais difíceis de sua carreira, quando foi reprovado em uma série de exames antidoping em janeiro do ano passado. De lá para cá, o “Spider”, campeão dos pesos médios entre 2006 e 2013, foi obrigado a passar um ano inteiro afastado, enquanto cumpria suspensão.

Veja Também

Aos 40 anos de idade, Anderson tem como obstáculo não somente a inevitável aproximação da aposentadoria, mas também a possível danificação de seu legado. O brasileiro ficou com a reputação seriamente manchada depois de ser flagrado com substâncias anabolizantes na luta contra Nick Diaz, o que aumenta ainda mais a pressão sobre seus ombros no combate na “Terra da Rainha”.

PUBLICIDADE:

A espiral negativa do ex-campeão, no entanto, já é de longa data. Antes de cair no doping, Anderson passou por uma longa fase de recuperação da traumática fratura na perna sofrida em dezembro de 2013, quando tentava retomar o título diante de Chris Weidman. Assim, mais uma vez Anderson chega a um combate com a necessidade de dar a volta por cima e jogar a pressão para longe.

Para se ter uma ideia, Anderson Silva não vence um combate no UFC desde o longínquo outubro de 2012. “Spider”, na ocasião, despachou o meio-pesado Stephan Bonnar, que inclusive estava aposentado das lutas antes de ser convocado para o duelo contra o brasileiro no Rio de Janeiro. O último triunfo de grande destaque de Anderson foi em julho de 2012, quando bateu Chael Sonnen em defesa de cinturão.

PUBLICIDADE:

De lá para cá, o brasileiro perdeu o título para Chris Weidman, sendo duramente criticado por sua postura provocativa durante a luta. Na revanche, sofreu a grave lesão na perna. Depois disso, voltou contra Diaz e venceu, mas teve o triunfo cassado pelo exame antidoping positivo.

Por isso, Anderson sabe bem que está com as costas na parede no UFC Londres, pois um novo revés poderá colocar uma pá de cal em seu sonho, hoje distante, de retomar o título da categoria.

O rival pode complicar?

Veterano Bisping quer há tempos enfrentar Anderson. Foto: Dean Mouhtaropoulos/Zuffa LLC

Veterano Bisping quer há tempos enfrentar Anderson. Foto: Dean Mouhtaropoulos/Zuffa LLC

PUBLICIDADE:

No duelo, Anderson Silva verá outro veterano do lado oposto do octógono. Atleta do Ultimate desde 2006, Michael Bisping é um dos atletas mais bem sucedidos da história do UFC que nunca chegou a ter uma chance de lutar pelo cinturão.

O inglês também tem muita pressão sobre os seus ombros. Além de lutar em casa, diante de seus compatriotas, o “Conde” quer espantar o estigma de sempre ser derrotado quando enfrenta lutadores de alto calibre dentro da jaula.

Foi assim contra Rashad Evans, Dan Henderson, Wanderlei Silva, Chael Sonnen e Luke Rockhold. O próprio inglês reconheceu que uma vitória sobre Anderson Silva seria o suficiente para “validar” sua carreira e espantar qualquer rótulo negativo.

No auge do “Spider”, dificilmente alguém seria maluco em apostar em algo que não fosse uma vitória tranquila do brasileiro. Mas o tempo de inatividade de Anderson (fez só uma luta de 2014 para cá), mais a sua idade mais avançada (40 a 36) até favorecem o lado de Bisping na balança.

Não é segredo que Bisping apostará em sua trocação com ritmo incessante para anular o brasileiro. O inglês possui boa movimentação, varia bem os golpes e dificilmente se cansa. Será o suficiente para sobrepujar ? A resposta só dentro do octógono.

Vídeo: confira cinco curiosidades sobre Anderson Silva x Michael Bisping:

Confira abaixo a ficha técnica do UFC Fight Night 84:

DATA E HORÁRIO: 27/02/2016, a partir das 14h45 (horário de Brasília)

LOCAL: The O2 Arena, Londres, Inglaterra

TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 84 kg): Michael Bisping (84,3 kg) x Anderson Silva (84,3 kg)
Peso médio (até 84 kg): Gegard Mousasi (83,9 kg)  x Thales Leites (84,3 kg)
Peso meio-médio (até 77 kg): Tom Breese (77,5 kg) x Keita Nakamura (77,1 kg)
Peso galo (até 61 kg): Brad Pickett (61,7 kg) x Francisco Rivera (61,7 kg)

CARD PRELIMINAR 

Peso pena (até 66 kg): Mike Wilkinson (65,9 kg) x Makwan Amirkhani (65,9 kg)
Peso galo (até 61 kg): Davey Grant (61,7 kg) x Marlon Vera (61,2 kg)
Peso médio (até 84 kg): Scott Askham (83,9 kg) x Chris Dempsey (83,9 kg)
Peso pena (até 66 kg): Arnold Allen (65,9 kg) x Yaotzin Meza (65,3 kg)
Peso médio (até 84 kg): Brad Scott (84,3 kg) x Krzysztof Jotko (83,6 kg)
Peso leve (até 70 kg): Norman Parke (70,3 kg) x Rustam Khabilov (70,3 kg)
Peso pesado (até 120 kg): Daniel Omielanczuk (115,2 kg) x Jarjis Danho (118,4 kg)
Peso leve (até 70 kg): Teemu Packalen (70,7 kg) x Thibault Gouti (70,3 kg)
Peso leve (até 70 kg): David Teymur (70,3 kg) x Martin Svensson (69,4 kg)

Rivalidade à vista? McGregor provoca ex-campeão e leva resposta pesada

Leia Mais sobre: , ,


Comentários

Deixe um comentário

Confira todos os resultados do UFC Las Vegas 92 Resultados do UFC St. Louis Resultados do UFC 301 Resultados do UFC Las Vegas 91 Resultados do UFC 300