Cinco motivos para assistir o UFC 244, neste sábado, com disputa de cinturão inédito e três brasileiros no card

Jorge Masvidal e Nate Diaz disputam título de ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’; Johnny Walker, Vicente Luque e Jennifer Maia representam o Brasil no card

Conhecido por ser o palco de grandes embates na história das artes marciais, o Madison Square Garden receberá o maior evento do Ultimate em 2019. Neste sábado (2), Dana White e sua comitiva agitam Nova York com um espetáculo que promete agitar os entusiastas de MMA. Ao todo, 24 atletas irão se apresentar e haverá um cinturão inédito em jogo, em um dos embates.

Veja Também

O que é o cinturão BMF disputado no UFC 244 entre Jorge Masvidal e Nate Diaz?
Com a presença de ‘The Rock’, Masvidal e Diaz se encaram pela última vez antes do UFC 244
Como assistir à superluta de Boxe entre Canelo Alvarez e Sergey Kovalev

Na luta principal, os carismáticos e polêmicos Jorge Masvidal e Nate Diaz trocam forças em duelo válido pelo título ‘Filho da Mãe Mais Duro’, ou BMF na siga em inglês. Os atletas toparam o protagonismo do evento e irão travar uma verdadeira guerra para ver quem ficará com o cinturão, confeccionado exclusivamente para a ocasião.

Além do encontro entre os norte-americanos, três brasileiros representarão as cores tupiniquins no evento. No card preliminar, Jennifer Maia irá trocar forças contra Katlyn Chookagian em busca de uma chance pelo cinturão. Fechando a primeira etapa, Johnny Walker retorna ao octógono para enfrentar Corey Anderson.

Entre as lutas principais, Vicente Luque será o responsável por tentar levar o Brasil a mais uma vitória no UFC. O combatente irá enfrentar Stephen Thompson e busca entrar definitivamente no radar da categoria dos meio-médios (até 77kg.).

O evento está programado para começar às 19h15 (horário de Brasília), com as lutas do card preliminar.

Para entrar no clima, a equipe do SUPER LUTAS preparou cinco motivos para acompanhar o UFC 244. Confira:

1-Nate x Masvidal: o duelo de ‘bad boys’

J. Masvidal (esq.) enfrenta N. Diaz (dir.) por título simbólico no UFC 244. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O encontro entre Jorge Masvidal e Nate Diaz não valerá um cinturão oficial do Ultimate, mas bem que poderia. Para suprir a carência de um combate por cinturão em um evento numerado, a diretoria da empresa escolheu dois dos atletas mais carismáticos da companhia no momento.

Polêmico e desbocado, Nate construiu sua carreira sobre uma personalidade forte e com a fama de tomar suas ações sem pensar nas consequências. Com seu jeito único, o lutador conquistou um grande número de fãs e, a cada combate, se torna um dos funcionários mais comerciais do UFC.

Diaz retornou ao octógono após um hiato de três anos para enfrentar o ex-campeão dos leves (até 70,3kg.), Anthony Pettis. No confronto ocorrido em agosto, pelo UFC 241, Nate mostrou que não sentiu a falta de ritmo e dominou o compatriota por três rounds. Após o duelo, o ‘bad boy’ desafiou Masvidal ainda no octógono.

Jorge também vive uma grande fase na carreira. O norte-americano atingiu o estrelato após derrotar o antigo pupilo da empresa, Ben Askren, após aplicar um nocaute brutal em apenas cinco segundos. A ação chocou o mundo e fez com que a popularidade de Masvidal aumentasse consideravelmente, resultando na escalação do atleta para encabeçar um card pela primeira vez desde que estreou pelo UFC.

Para o confronto entre Nate e Jorge o Ultimate confeccionou um cinturão especificamente para o evento. Intitulado ‘Filho da Mãe Mais Duro do Jogo’, o objeto foi avaliado em cerca de US$50 mil (aproximadamente R$200 mil).

Para valorizar o espetáculo, o cinturão, fungido da regra, será entregue ao campeão por ‘The Rock’, um dos maiores astros de filmes de ação da atualidade.

2-O retorno de Kelvin Gastelum

K. Gastelum em preparação para luta. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Um dos atletas mais empolgantes da divisão dos médios (até 83,9kg.) estará de volta ao octógono no UFC 244. Depois de ser derrotado por Israel Adesanya em combate válido pelo cinturão interino da categoria, em um dos combates mais emocionantes de 2019, Kelvin quer retomar o caminho das vitórias para que possa tentar disputar o cinturão no futuro.

A derrota para o nigeriano interrompeu uma sequência de duas vitórias do norte-americano, que precisa do triunfo para pedir a revanche contra Israel, que hoje ostenta o título linear da divisão. Nesse intuito, Gastelum deverá estragar a festa de Darren Till, que fará sua estreia na categoria após subir dos meio-médios.

Till vive um momento conturbado na carreira. Vindo de duas derrotas seguidas, o inglês decidiu respirar novos ares entre os atletas mais pesados. Caso derrote Kelvin, Darren estreará com o pé direito e tem tudo para tomar a quarta posição no ranking dos médios ocupada pelo norte-americano.

3-Vincente Luque e sua ascensão nos meio-médios

V. Luque vem de seis vitórias seguida no UFC. Foto: Reprodução/FacebookUFC

Uma das grandes promessas do Brasil para a categoria dos meio-médios é Vicente Luque. O brasiliense, famoso por sua agressividade e por não rejeitar combates, irá encarar um grande desafio neste sábado. No card principal, Luque irá trocar forças contra Stephen Thompson, ex-desafiante do título da categoria.

O embate marca a principal luta da carreira de Luque até o momento. O brasileiro vem de grande vitória sobre Mike Perry, ocorrida no UFC Uruguai, onde os dois travaram uma verdadeira batalha no octógono.

Contra Vicente, Thompson tentará recuperar o caminho das vitórias. O norte-americano vem de dois reveses consecutivos, que somam três derrotas em suas últimas cinco apresentações.

Caso derrote Stephen, Luque poderá saltar da 14ª para a nona colocação no ranking da divisão, o que o aproximaria da elite da categoria e aumentaria o sonho de lutar pelo cinturão no futuro.

Além do triunfo, Vicente tenta aumentar seu número de vitórias para seis.

4-Johnny Walker, promessa ou realidade?

J. Walker jacredita que está a duas lutas da disputa do título. Foto: Reprodução/Instagram @johnnywalkerufc

Se existe um lutador que ganhou grande notoriedade no ano de 2019, este homem é Johnny Walker. Com apenas três apresentações pelo UFC e responsável por aplicar nocautes brutais em seus últimos oponentes, não demorou muito para que Walker caísse nas graças dos entusiastas de MMA.

Neste final de semana, o atleta de Belford Roxo (RJ) terá pela frente o maior desafio de sua carreira. O combatente irá encarar um atleta de elite entre os meio-pesados (até 93kg.) e precisará provar que é digno de todos os elogios que tem recebido.

Contra Corey Anderson, sétimo do ranking, Walker terá a oportunidade de saltar três posições no ranking e poderá se considerar, de fato, um dos candidatos para destronar o inquestionável Jon Jones, que não perde há 10 anos.

Para frear o brasileiro, Anderson poderá apostar em seu retrospecto recente na carreira. O norte-americano vem de três vitórias consecutivas e não perde há quase dois anos.

5-Jennifer Maia e o sonho de encarar Shevchenko

J. Maia (esq.) derrota R. Modafferi (esq.) no UFC San Antonio. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

A chance de lutar por um cinturão do UFC nunca esteve tão perto para Jennifer Maia. A curitibana, neste sábado, irá encarar Katlyn Chookagian, primeira colocada no ranking das moscas. Uma vitória sobre a oponente poderá colocar Maia como a próxima atleta a trocar forças com a campeã, Valentina Shevchenko.

Jennifer vem de duas boas vitórias em sua carreira; a última, em junho deste ano, quando bateu Roxane Modafferi na decisão unânime dos juízes.

Neste sábado, a curitibana realizará sua terceira luta desde que assinou seu contrato profissional com o UFC. Ao todo, a combatente conquistou duas vitórias e foi derrotada uma vez, em sua estreia, quando encarou Liz Carmouche.

Chookagia, por sua vez, se derrotar a brasileira, poderá se consolidar de vez como a principal desafiante de Valentina. A combatente vem de vitória sobre Joanne Calderwood e não perde desde que lutou contra Jessica Eye, em dezembro do ano passado, pelo UFC 231.

Ficha técnica do UFC 244

DIA: 2 de novembro de 2019

HORA: A partir das 19h15 (horário de Brasília)

LOCAL: Madison Square Garden, Nova Iorque, Nova York, EUA

COMO ASSISTIRSUPER LUTAS (as duas primeiras lutas AO VIVO) e canal Combate (todo o card)

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio (até 77kg): Jorge Masvidal  x Nate Diaz

Peso médio (até 83,9kg): Kelvin Gastelum x Darren Till

Peso meio-médio (até 77kg): Stephen Thompson x Vicente Luque

Peso pesado (até 120,2kg): Derrick Lewis x Blagoy Ivanov

Peso leve (até 70,3kg): Kevin Lee x Gregor Gillespie

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado (até 93kg): Corey Anderson x Johnny Walker 

Peso pena (até 65,7kg): Shane Burgos x Makwan Amirkhani

Peso médio (até 83,9kg): Brad Tavares x Edmen Shahbazyan

Peso pesado (até 120,2kg): Andrei Arlovski x Jairzinho Rozenstruik

Peso mosca (até 56,7kg): Katlyn Chookagian x Jennifer Maia

Peso meio-médio (até 77kg): Lyman Good x Chance Rencountre

Peso pena (até 65,7kg): Julio Arce x Hakeem Dawodu

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments