Rodolfo Vieira finaliza Saparbek Safarov no UFC 248 e segue invicto no MMA

Brasileiro volta a dar aula de jiu-jitsu, bate russo no primeiro round e segue a trajetória rumo à elite dos médios

R. Vieira em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Mais um show de jiu-jitsu. Rodolfo Vieira provou que é uma realidade no MMA e conquistou mais uma vitória na carreira no UFC 248, realizado neste sábado 7), em Las Vegas (EUA). Na luta contra Saparbek Safarov, o brasileiro chegou a balançar com um golpe do russo, mas reverteu a situação e conquistou um triunfo com uma finalização no primeiro round.

Veja Também

Rival de Polyana Viana é hospitalizada e luta de brasileira é cancelada no UFC 248
Israel Adesanya é favorito contra Yoel Romero na luta principal do UFC 248
Cinco motivos para assistir o UFC 248 com duas disputas de cinturão, Adesanya e três brasileiros

Rodolfo subiu ao octógono com a intenção de manter sua invencibilidade na carreira. Atleta dos médios (até 83,9kg.), o brasileiro chegou à marca de sete vitórias em seu cartel como profissional nas artes marciais mistas. Esta foi a segunda apresentação do carioca na organização.

O revés para Vieira impediu que Safarov desse início a uma sequência de vitórias. O russo havia vencido em seu último compromisso quando derrotou Nicolae Negumereanu, em março do ano passado.

Após a nova conquista, o brasileiro afirmou que está pronto para qualquer oponente que o Ultimate queira lhe oferecer.

“Dana White, pode me dar o número 50 dos médios, porque eu estou pronto”, disse Vieira.

A luta

O combate começou com Safarov tomando iniciativa com um jab. O brasileiro seguia buscando a melhor distância para entrar no raio de ação do russo. Um golpe de Saparbek chegou a abalar o carioca, mas Rodolfo logo conseguiu uma boa queda e começou a transição para a finalização. Vieira chegou às costas e golpeava o oponente, que se defendia como podia. O brasileiro, então, chegou ao katagatame e obrigou que o adversário batesse em desistência.

Danaa Batgerel aplica nocaute fulminante em Guido Cannetti

D. Batgerel em vitória sobre G. Cannetti. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Buscando a primeira vitória no Ultimate, Danaa Batgerel deu um verdadeiro show na primeira luta da noite. Em luta de trocação franca, o atleta não tomou conhecimento do argentino e conquistou um nocaute fulminante aos três minutos.

Danaa havia estreado na organização em agosto do ano passado. Na ocasião, o mongol acabou batido por Heili Alateng em uma das lutas do UFC do UFC Shenzhen.

Com sete apresentações no Ultimate, Guido chegou à sua quarta derrota desde que foi contratado pela empresa. O atleta vinha de resultado negativo no combate contra Marlon Vera, em novembro de 2018.

Gerald Meerschaert finaliza Deron Winn em luta movimentada

G. Meerschaert em vitória sobre D. Winn. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Pupilo de Daniel Cormier, Deron Winn sofreu mais uma derrota pelo Ultimate. Com menor envergadura, norte-americano precisou se arriscar para entrar no raio de ação de Gerald Meershaert. Após dois rounds equilibrados, Gerald conseguiu atuar de forma superior e encaixou um mata-leão restando dois minutos para o fim do confronto.

O triunfo marcou a 31ª vitória no cartel do norte-americano, que apagou a derrota sofrida em sua última apresentação, quando foi batido por Eryk Anders, em uma das lutas do UFC Tampa, em outubro do ano passado.

Deron, agora, soma dois reveses em três apresentações pelo Ultimate. Com oito lutas como profissional no MMA, Winn sofreu o segundo resultado negativo no esporte.

Sean O’Malley dá show e nocauteia José Quiñonez

S. O’Malley em apresentação pelo Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram @sugaseanmma

Sem lutar há pouco mais de dois anos após cumprir suspensão por doping, Sean O’Malley voltou em grande estilo ao octógono. O norte-americano precisou de menos de cinco segundos para impor seu ritmo e aplicar um duro nocaute sobre José Quiñotez na última luta do card preliminar.

Além da grande apresentação, o triunfo confirmou a invencibilidade na carreira do norte-americano. Sean, hoje, soma 11 compromissos como profissional no MMA.

O revés de José impediu que o mexicano somasse seu segundo resultado positivo em sequência. O atleta vinha de vitória sobre Carlo Huachin, em combate realizado em setembro do ano passado.

Resultados do UFC 248

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 83,9kg.): Israel Adesanya derrotou Yoel Romero na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso palha (até 52,1kg.): Weili Zhang derrotou Joanna Jedrzejczyk na decisão dividida dos juízes (48-47, 48-47, 48,47) – Luta pelo cinturão

Peso leve (até 70,3kg.): Beneil Dariush derrotou Drakkar Klose por nocaute a 1m do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Neil Magny derrotou Li Jingliang na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio (até 77kg.): Alex Cowboy derrotou Max Griffin na decisão dividida dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,2kg.): Sean O’Malley derrotou José Quiñonez por nocaute técnico a 2m02s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Mark Madsen derrotou Austin Hubbard na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Rodolfo Vieira finalizou Saparbek Safarov com um katagatame a 2m58s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Gerald Meerschaert derrotou Deron Winn com um mata-lesão a 3m13s do R3

Peso palha (até 52,1kg.): Emily Whitmire x Polyana Viana – luta cancelada

Peso pena (até 65,7kg.): Giga Chikadze derrotou Jamall Emmers na decisão dividida dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Danaa Batgerel derrotou Guido Cannetti por nocaute a 3m01s do R1

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments