Jared Cannonier vira sobre Derek Brunson, vence por nocaute e exige luta por cinturão no UFC 271

Número três no ranking leva sufoco na primeira etapa, mas se aproveita de cansaço de adversário e atropela em confronto no peso médio

J. Cannonier (esq.) nocauteou D. Brunson (dir.) no UFC 271. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Em confronto importante para o peso médio (até 83,9kg.) do Ultimate, Jared Cannonier mostrou que paciência é importante dentro do MMA. No confronto contra Derek Brunson, realizado neste sábado (12), em Houston (EUA), no UFC 271, o atleta não teve vida fácil, mas mostrou calma para lidar com uma desvantagem clara no primeiro round. Se aproveitando do desgaste visível do veterano, o número três do ranking fez uso de sua força bruta e conquistou um duro nocaute na segunda etapa.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com a vitória, Jared fica perto de realizar o grande sonho dentro da organização. Número três no ranking, o combatente fica em ótima condição para uma disputa de cinturão nos médios.

Em alto e bom tom, após o anúncio oficial, Cannonier se direcionou para Dana White e exigiu uma luta pelo título. Hoje, dentro do top 5, o norte-americano é o único que não foi derrotado pelo atual campeão, Israel Adesanya.

PUBLICIDADE:

Veterano no Ultimate, Derek chegou perto de vencer no primeiro round, mas acabou vítima do próprio fôlego. Depois de quase finalizar o oponente, que foi salvo pelo gongo, o combatente se cansou e acabou sofrendo o duro nocaute.

Com o tropeço, Brunson, que, na semana do embate, confirmou que está perto da aposentadoria, praticamente se despede do embate pelo cinturão do grupo.

PUBLICIDADE:

A luta

Logo nos segundos iniciais, Cannonier lançou um chute baixo, mas Brunson descontou com um direto, que raspou o rosto do rival. Ainda no primeiro minuto, Derek tentou encurtar e partiu para a tentativa de queda. Jared se defendeu, mas o veterano seguia ‘grudado’ ao oponente. Restando pouco mais de três minutos para o fim da etapa, Derek conseguiu derrubar. Cannonier conseguiu ‘explodir’ e ficou de pé, se afastando do adversário. No centro do octógono, o veterano voltou a partir para a queda, mas o oponente, desta vez, se defendeu. Perto do minuto final, Brunson voltou a levar o rival para o chão, e buscava a montada. Por cima, o veterano golpeava, enquanto Jared tentava travar o duelo. Novamente, Cannonier conseguiu ficar de pé e atacou Derek com uma sequência de chute alto e direto. Jared se descuidou, sentiu um ataque e foi à lona. O veterano partiu para cima, encaixou um mata-leão, mas Cannonier acabou salvo pelo gongo.

PUBLICIDADE:

No segundo round, Brunson rapidamente partiu para as pernas e derrubou o oponente. Derek ganhou a meia-guarda e tinha muito tempo para desenvolver sua estratégia. Jared fez força, se levantou e encaixou um cruzado, que balançou Brunson. O veterano se recuperou e trocava golpes com o oponente no centro do octógono. Restando pouco mais de três minutos para acabar a etapa, Cannonier conectou um direto limpo no rosto do adversário. Dererk tentava fintar ataques e buscava entrar nas pernas, mas Jared se defendia bem. Com um direto, Jared voltou a balançar o veterano. Com o desenrolar do confronto, Brunson dava sinais de cansaço, mas continuava caminhando para frente. Percebendo o ‘gás’ do oponente, Jared começou a crescer no confronto e levava a melhor na trocação. No minuto final, Cannonier abalou o veterano com uma combinação de socos e chutes, que fizeram Brunson cambalear pelo octógono até desabar. Jared se aproveitou do bom momento, seguiu golpeando até que o árbitro interrompeu.

Resultados do UFC 271

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Israel Adesanya derrotou Robert Whittaker na decisão unânime dos juízes (50-45, 48-47, 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Derrick Lewis por nocaute a 1m40s do R2

Peso médio: Jared Cannonier derrotou Derek Brunson por nocaute técnico a 4m29s

Peso leve: Renato Moicano derrotou Alexander Hernandez por finalização (mata-leão) aos 1m23s do R2

Peso leve: Bobby Green derrotou Nasrat Haqparast na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso pesado: Andrei Arlovski derrotou Jared Vanderaa na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Casey O’Neill derrotou Roxanne Modafferi  na decisão dividida dos juízes (29-28,28-29,29-28)

Peso galo: Kyler Phillips derrotou Marcelo Rojo por finalização (chave de braço) aos 1m48s do R3

Peso meio-pesado: Carlos Ulberg derrotou Fabio Cherant na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

Peso galo: Ronnie Lawrence derrotou Mana Martinez na decisão unânime dos juízes (29-27,29-28,29-28)

Peso médio: Jacob Malkoun derrotou  AJ Dobson na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso galo: Douglas D’Silva derrotou Sergey Morozov por finalização (mata-leão) aos 3m24s do R2

Peso meio-médio: Jeremiah Wells derrotou Blood Diamond por finalização (mata-leão) aos 4m38s do R1

Peso pesado: Maxim Grishin derrotou William Knight na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano