Em luta de nocauteadores, Tai Tuivasa leva a melhor e apaga Derrick Lewis de forma brutal no UFC 271

Australiano passa por maus momentos, mas se recupera e impõe dura derrota ao antigo desafiante ao cinturão dos pesados

T. Tuivasa nocauteou D. Lewis no UFC 271. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Na luta mais importante de sua carreira, até o momento, Tai Tuivasa sobreviveu a uma verdadeira batalha contra Derrick Lewis. Em luta de nocauteadores, no confronto co-principal do UFC 271, realizado neste sábado (12), em Houston (EUA), o australiano mostrou poder de reação e, de virada, conquistou uma vitória de forma brutal no segundo round. Após trocação franca, o combatente levou a melhor e ‘apagou’ o rival, promovendo uma cena forte.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Diante de um dos atletas mais perigosos dos pesados (até 120,2kg.), Tuivasa teve sucesso em seu maior teste desde sua estreia do Ultimate. Com o resultado positivo, o australiano ampliou o bom momento, chegando a cinco vitórias consecutivas.

Promessa da organização, Tai subiu ao octógono como 11º no ranking da categoria liderada por Francis Ngannou. Agora, depois de atropelar o ex-desafiante ao cinturão, o combatente deve saltar para o top 5 do grupo.

PUBLICIDADE:

Famoso por massacrar adversários no octógono, Derrick acabou provando de seu próprio veneno no Ultimate. Com o tropeço, o ‘gigante’ se afasta de uma nova luta pelo título e não consegue chegar à segunda vitória consecutiva.

A luta

O confronto começou com os atletas se estudando no centro do octógono. Tuivasa tomou a iniciativa com dois chutes baixos, enquanto Lewis economizava nos ataques. Quando Derrick lançou o primeiro golpe, Tuivasa encurtou e passou a pressionar o ‘gigante’ contra as grades. Sem muita ação, o árbitro afastou as estrelas e o duelo voltou a ser disputado no centro do octógono. Passados dois minutos, o norte-americano lançou um cruzado, que desequilibrou o oponente. Na sequência, Lewis se aproximou e passou a tentar uma queda. Tai se defendia bem e conseguiu reverter a posição, pressionando o adversário contra as grades. Em nova reviravolta, Derrick conseguiu a queda e ficou em posição de vantagem sobre o oponente. O australiano conseguiu ficar de pé, mas recebeu uma combinação de ‘bombas’ do rival. Tuivasa aceitou a trocação e respondia na mesma moeda. Após o momento de agressividade, Derrick voltou a derrubar o adversário. Novamente, o australiano se levantou e pressionava o oponente contra as grades, mas não havia mais tempo.

PUBLICIDADE:

No segundo round, Lewis desequilibrou o oponente ainda no primeiro minuto, com uma sequência de socos. Derrick encurtou e voltou a tentar a queda. Tuivasa conseguiu se afastar e os atletas voltaram para a trocação franca. Com ataques potentes, Tai levou a melhor e conseguiu um nocaute brutal, apagando o ex-desafiante ao cinturão dos pesados.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC 271

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Israel Adesanya derrotou Robert Whittaker na decisão unânime dos juízes (50-45, 48-47, 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Derrick Lewis por nocaute a 1m40s do R2

Peso médio: Jared Cannonier derrotou Derek Brunson por nocaute técnico a 4m29s

Peso leve: Renato Moicano derrotou Alexander Hernandez por finalização (mata-leão) aos 1m23s do R2

Peso leve: Bobby Green derrotou Nasrat Haqparast na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso pesado: Andrei Arlovski derrotou Jared Vanderaa na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Casey O’Neill derrotou Roxanne Modafferi  na decisão dividida dos juízes (29-28,28-29,29-28)

Peso galo: Kyler Phillips derrotou Marcelo Rojo por finalização (chave de braço) aos 1m48s do R3

Peso meio-pesado: Carlos Ulberg derrotou Fabio Cherant na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

Peso galo: Ronnie Lawrence derrotou Mana Martinez na decisão unânime dos juízes (29-27,29-28,29-28)

Peso médio: Jacob Malkoun derrotou  AJ Dobson na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso galo: Douglas D’Silva derrotou Sergey Morozov por finalização (mata-leão) aos 3m24s do R2

Peso meio-médio: Jeremiah Wells derrotou Blood Diamond por finalização (mata-leão) aos 4m38s do R1

Peso pesado: Maxim Grishin derrotou William Knight na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27,30-27)

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276