Irmã de Valentina, Antonina Shevchenko bate Cortney Casey e volta a vencer no UFC Las Vegas 58

A irmã mais velha da campeã peso mosca saiu vitoriosa na decisão dividida dos juízes em luta equilibrada no card preliminar do evento

Na penúltima luta do card preliminar do UFC Las Vegas 58, neste sábado (9), válida pela divisão das moscas (até 56,7 kg), Antonina Shevchenko não deu show como sua irmã, campeã da categoria, está acostumada a fazer, mas saiu com a vitória sobre Cortney Casey na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28). A quirguiz mostrou boa técnica na luta em pé, mas pouca efetividade e passou apuros com o jogo de luta agarrada da norte-americana no assalto final, mas fez o suficiente para vencer na visão de dois dos três juízes laterais.

Veja Também

Com o resultado, Antonina Shevchenko se recupera de duas derrotas seguidas e volta a ter o braço erguido após quase dois anos sem vitórias. A irmã de Valentina tem agora quatro triunfos e quatro reveses na organização.

PUBLICIDADE:

Cortney Casey, por outro lado, vinha de vitória sobre Liana Jojua, mas soma agora três derrotas nas últimas quatro lutas.

A LUTA

Antonina Shevchenko tomou a iniciativa e soltou dois chutes baixos. Dominando o centro do octógono, a atleta do Quirguistão arriscou um chute alto, mas ficou no vazio. Cortney Casey chutou baixo, mas recebeu uma sequência de jab e direto como resposta de Antonina. Focada nos contragolpes, Shevchenko rechaçava todas as entradas da norte-americana. Casey consegue conectar um golpe de direito e inicia um sangramento no nariz de Shevchenko. A norte-americana conseguiu se aproximar novamente e tentar a queda, mas a quirguiz caiu por cima. Mesmo por baixo, Cortney Casey conseguiu uma boa sequência de cotoveladas no topo da cabeça de Antonina. Shevchenko conseguiu se levantar, mas não havia tempo para mais ação no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Com a postura lateralizada, Antonina Shevchenko apostou nos pisões laterais no início do segundo round, mas sem muita efetividade. A quirguiz teve sucesso em um bom direto de encontro, que conectou em cheio no rosto da norte-americana. Shevchenko rechaçou uma investida de Casey com rápida sequência de jab e direto. Shevchenko soltou dois chutes fortes em sequência: o primeiro na linha de cintura e o segundo nas pernas de Cortney Casey. Restando pouco mais de um minuto para o fim do round, Casey finalmente conseguiu se aproximar e colocar Shevchenko de costas na grade, mas a quirguiz rapidamente se livrou e voltou ao centro do octógono. Cortney Casey arriscou um chute alto potente, mas errou e acabou perdendo o equilíbrio. Ao se levantar, a norte-americana recebeu um chute alto de Antonina Shevchenko. Nos últimos segundos do round, as duas partiram para a trocação franca e Casey conectou um direto limpo no rosto de Antonina.

Precisando correr atrás do prejuízo, Cortney Casey começou de maneira mais agressiva o último assalto, mas logo foi afastada por Antonina Shevchenko. A quirguiz buscou um golpe giratório, mas a norte-americana esquivou e grudou no clinch. Após alguma assistência, Casey conseguiu derrubar Shevchenko e cair na meia-guarda da adversária. Após algumas cotoveladas de Casey, Shevchenko conseguiu explodir e voltar a ficar em pé. Mais confiante, Casey foi à caça, conectou bons golpes e voltou a derrubar Shevchenko, desta vez caindo praticamente montada. A norte-americana tentou atacar o braço da quirguiz, que escapou e conseguiu ficar novamente em pé, mas foi rapidamente levada novamente para o solo. Desta vez, no entanto, não havia tempo para mais nada.

Confira as estatísticas do duelo entre Antonina Shevchenko e Cortney Casey:

PUBLICIDADE:

Cody Brundage bate Tresean Gore com nocaute brutal no primeiro round

O melhor do card preliminar ficou realmente para o final. Na última luta da primeira metade do UFC Las Vegas 58, válida pela divisão dos médios (até 83,9 kg), Cody Brundage nocauteou Tresean Gore de maneira brutal ainda no primeiro round. Brundage aproveitou a brecha deixada por Gore após um chute baixo e conectou um direto limpo que levou o oponente imediatamente ao chão e completou o serviço com um “ground and pound” devastador.

A vitória sobre Tresean Gore é a segunda consecutiva de Cody Brundage no UFC. O atleta de 26 anos vinha de triunfo por finalização sobre Dalcha Lugiambula em março.

PUBLICIDADE:

Tresean Gore, por sua vez, segue sem vencer na organização. Cortado da final do The Ultimate Fighter 29 por lesão, o “Mr. Vicious” foi derrotado nas duas aparições no octógono.

David Onama ‘apaga’ Garrett Armfield com finalização no segundo round

D. Onama finalizou G. Armfield no UFC Las Vegas 58 (Foto: Instagram/UFC)

Na terceira luta da noite, válida pela divisão dos penas (até 65,7 kg), David Onama confirmou o favoritismo e superou Garrett Armfield com uma finalização no segundo round. Após um primeiro round equilibrado e disputado majoritariamente na luta em pé, o ugandês levou a luta para o solo no segundo assalto, encaixou um katagatame e colocou o norte-americano para “dormir”.

A vitória sobre Armfield foi a segunda consecutiva de David Onama do UFC. A última derrota do ugandês aconteceu justamente em sua estreia na organização, em outubro do ano passado.

Garret Armfield, por sua vez, estreia com derrota no octógono do UFC. O norte-americano, que aceitou enfrentar Onama já na semana do evento, viu encerrada a sequência de vitórias que durava três combates.

Em luta arrastada, Kennedy Nzechukwu consegue nocaute técnico sobre Karl Roberson no terceiro round

K. Nzechukwu derrotou K. Roberson no UFC Las Vegas 58 (Foto: Instagram/UFC)

Válida pela divisão dos meio-pesados (até 93 kg), a segunda luta da noite acabou com Kennedy Nzechukwu superando Karl Roberson por nocaute técnico no terceiro assalto. Em duelo entre dois atletas conhecidos pelas habilidades na luta em pé, o nigeriano surpreendeu e usou e abusou do jogo de quedas, mas sem conseguir ser muito efetivo nas tentativas de finalização. Após perder algumas posições nos dois primeiros rounds, Nzechukwu conseguiu uma boa sequência de cotoveladas no assalto final, forçando a interrupção por parte do árbitro.

Kennedy Nzechukwu volta a vencer no UFC após duas derrotas seguidas. O “Selvagem Africano”, como é conhecido, tem agora quatro triunfos e três reveses no octógono do Ultimate.

Karl Roberson, por outro lado, se vê em situação extremamente delicada após sofrer a quarta derrota seguida na organização. O norte-americano não vence desde novembro de 2019.

Saidyokub Kakhramonov domina e bate Ronnie Lawrence na abertura do card

S. Kakhramonov derrotou R. Lawrence no UFC Las Vegas 58 (Foto: Instagram/UFC)

Na primeira luta da noite, válida pela divisão dos galos (até 61,2 kg), Saidyokub Kakhramonov não tomou conhecimento de Ronnie Lawrence e saiu vitorioso na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-27). Com ótimo jogo de quedas e controle no solo, o uzebeque dominou o combate do início ao fim.

Aos 26 anos, Saidyokub Kakhramonov tem agora duas vitórias em duas lutas no UFC. O uzbeque não é derrotado desde fevereiro de 2019.

Do outro lado, Ronnie Lawrence foi derrotado pela primeira vez no UFC após vencer as duas primeiras lutas no octógono. O norte-americano não perdia um combate desde outubro de 2016.

Resultados do UFC Las Vegas 58

CARD PRINCIPAL (22h, horário de Brasília)

Peso leve (até 70,3kg.): Rafael Fiziev derrotou Rafael dos Anjos por nocaute a 18seg. do R5

Peso médio: Caio Borralho derrotou Armen Petrosyan na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso galo: Said Nurmagomedov derrotou Douglas D’Silva na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso pesado: Chase Sherman derrotou Jared Vanderaa por nocaute 3m10s do R3

Peso galo: Aiemann Zahabi derrotou Ricky Turcios na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Jamie Mullarkey derrotou Michael Johnson na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso médio: Cody Brundage derrotou Tresean Gore por nocaute técnico a 3m50s do R1

Peso mosca: Antonina Shevchenko derrotou Cortney Casey na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: David Onama finalizou Garrett Armfield com um katagatame a 3m13s do R2

Peso meio-pesado: Kennedy Nzechukwu derrotou Karl Roberson por nocaute técnico a 2m19s do R3

Peso galo: Saidyokub Kakhramonov derrotou Ronnie Lawrence na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC