Amanda Nunes e Jon Jones faturam quase R$2 milhões após UFC 239

Além de manterem cinturões, atletas recebem cifras milionárias após triunfar sobre oponentes nas lutas principais deste sábado; Marreta recebe cerca de R$1,3 milhões

A. Nunes (esq. e J. Jones (dir.) com seus cinturões. Foto: Montagem SL / MMA Press

A vida não poderia estar melhor financeiramente para Amanda Nunes e Jon Jones. Após garantirem vitórias sobre os desafiantes nas lutas principais do UFC 239, no último sábado (6), em Las Vegas (EUA), e manterem seus títulos, os atletas deixarão a cidade com US$500 mil (cerca de R$1,9 milhões), cada. Os valores foram divulgados pela Comissão Atlética de Nevada.

Saiba mais

Mesmo com derrota no UFC 239, técnicos de Marreta dizem: ‘Chocou o mundo’
Lutadores apontam vitória de Marreta sobre Jon Jones no UFC 239
Após assistir derrota de Luke Rockhold, Dana aconselha atleta: ‘Deveria se aposentar’

Apesar de terem recebido a mesma quantia, Amanda e Jones não entraram no mesmo critério para o pagamento efetuado pelo Ultimate. O norte-americano possui um valor fixo para suas atuações. Ou seja, perdendo ou ganhando, o atleta receberia a mesma quantia por parte da organização. A brasileira, por sua vez, só conseguiu chegar ao valor de ‘Bones’ por ter conquistado o bônus pela vitória (US$200 mil), que foi somado à sua bolsa para atuar, que equivale a US$300 mil (cerca de R$1,1 milhão).

Além dos US$500 mil, a baiana também tem mais um motivo para sorrir. A organização, após o evento, optou por eleger a pojucana com uma das atletas que faturaram o prêmio de ‘Performance da Noite’ (US$50 mil – cerca de R$191 mil). A brasileira, então, deixa Las Vegas com US$550 mil (aproximadamente R$2,09 milhões).

Os desafiantes Thiago Marreta, que enfrentou Jon em luta válida pelo cinturão dos meio-pesados (até 93kg.) e Holly Holm, adversária da ‘Leoa’ no embate co-principal, receberam apenas o valor fixo para performar ao público. O brasileiro deixou a arena T-Mobile com US$350 mil (cerca de R$1,3 milhões), enquanto a ex-campeã das galos (até 61,2kg.) faturou US$300 mil (cerca de R$1,1 milhões).

Após vitória sobre a iraquiana com nacionalidade canadense, Randa Markos, Claudia Gadelha, a terceira atleta representante do Brasil no card deste final de semana, conquistou US$102 mil (cerca de R$387,6 mil).

Confira os valores recebidos pelos atletas após o UFC 239

Jon Jones: US$ 500 mil

Thiago Marreta: US$ 350 mil

Amanda Nunes: US$ 500 mil (US$ 300 mil + US$ 200 mil de vitória)

Holly Holm: US$ 300 mil

Jorge Masvidal: US$ 200 mil (R$ 100 mil + R$ 100 mil de vitória)

Ben Askren: US$ 210 mil

Jan Blachowicz: US$ 92 mil (R$ 46 mil + R$ 46 mil de vitória)

Luke Rockhold: US$ 200 mil

Michael Chiesa: US$ 104 mil (US$ 52 mil + US$ 52 mil de vitória)

Diego Sanchez: US$ 103 mil

Arnold Allen: US$ 64 mil (US$ 32 mil + US$ 32 mil de vitória)

Gilbert Melendez: US$ 200 mil

Marlon Vera: US$ 96 mil (US$ 48 mil + US$ 48 mil de vitória)

Nohelin Hernandez: US$ 12 mil

Cláudia Gadelha: US$ 102 mil (US$ 51 mil + US$ 51 mil de vitória)

Randa Markos: US$ 30 mil

Song Yadong: US$ 90 mil (US$ 45 mil + US$ 45 mil de vitória)

Alejandro Perez: US$ 42 mil

Edmen Shahbazyan: US$ 32 mil (US$ 16 mil + US$ 16 mil de vitória)

Jack Marshman: US$ 30 mil

Chance Rencountre: US$ 28 mil (US$ 14 mil + US$ 14 mil de vitória)

Ismail Naurdiev: US$ 14 mil

Julia Avila: US$ 20 mil (US$ 10 mil + US$ 10 mil de vitória)

Pannie Kianzad: US$ 12 mil

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário