Durinho testa positivo para COVID-19 e está fora do UFC 251

Brasileiro faria a luta principal do evento contra Kamaru Usman, pelo cinturão dos meio-médios

G. Durinho está fora do UFC 251. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

O UFC 251, evento que acontece no próximo dia 11, teve sua primeira grande baixa! O brasileiro Gilbert Durinho, que desafiaria o nigeriano Kamaru Usman pelo cinturão dos meio-médios (até 77.1 kg.) testou positivo para o COVID-19 e está fora da atração. A informação foi divulgada em primeira mão pelo site norte-americano “MMA Junkie”.

Veja Também

Empresário de Borrachinha afirma que Adesanya ‘correu’ de luta em 11 de julho
Covid-19 tira mais dois brasileiros de combates na ‘Ilha da Luta’
Pai e mentor de Khabib, Abdulmanap Nurmagomedov morre aos 57 anos, vítima de complicações da Covid-19
José Aldo critica Jon Jones por pedir aumento: ’Se não fosse o UFC, o que ele seria?’
Anderson Berinja testa positivo para Covid-19 e está fora de card do UFC na ‘Ilha da Luta’

Segundo a nota, Durinho, seu irmão e também lutador do UFC Herbert Burns, e seu técnico Greg Jones viajaram da Florida, onde moram, até Las Vegas para passarem pela bateria de exames antes de embarcarem para a ‘Ilha da Luta’, em Adu Dhabi. Entretanto, todos eles foram diagnosticados com a COVID-19 e não viajaram com a delegação. Ainda de acordo com a matéria, Kamaru Usman também não estava com voo.

Durinho e a ascensão meteórica nos meio-médios

Multicampeão no jiu-jitsu, Gilbert Durinho debutou no UFC na divisão de leves (até 70.3 kg.) e teve um início discreto. Entretanto, desde que subiu aos meio-médios, o faixa-preta teve uma ascensão meteórica, vencendo quatro lutas em apenas nove meses. Em seu último combate, GIlbert dominou o ex-campeão Tyron Woodley no UFC Las Vegas, em maio – meio a pandemia.

A série de vitórias valeu ao niteroiense o primeiro lugar do ranking da categoria e a chance de enfrentar Kamaru Usman pelo cinturão do peso. Porém, o vírus adiou o sonho do brasileiro.

4ª baixa brasileira na ‘Ilha da Luta’ por Covid

Durinho é o quarto brasileiro retirado dos eventos do UFC na ‘Ilha da Luta’. Antes dele, nesta sexta-feira (03), Anderson Berinja – que chegou a protestar contra o fechamento de academias em São Paulo, está com Covid. Além dele, Vinícius Mamute também contraiu o vírus, enquanto Marina Rodriguez deixou sua luta porque um de seus técnicos estava infectado.

UFC 251 ainda com duas disputas de cinturão

Com a saída de Durinho, até o momento, o UFC 251 passa a ter apenas duas disputas de cinturão. José Aldo encara o russo Petr Yan, pelo cinturão vago dos galos (até 61.2 kg.) enquanto Alexander Volkanovski concede a revanche a Max Holloway, pelo título dos penas (até 65.7 kg.). Confira abaixo o card do show até o momento (sujeito a alterações).

Programa de Lutas do UFC 251:

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):

Peso meio-médio: Kamaru Usman x Sem adversário

Peso pena: Alexander Volkanovski x Max Holloway – Luta pelo cinturão

Peso galo: Petr Yan x José Aldo – Luta pelo cinturão

Peso palha: Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas

Peso mosca: Amanda Ribas x Paige VanZant

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília):

Peso meio-pesado: Volkan Oezdemir x Jiri Prochazka

Peso meio-médio: Elizeu Capoeira x Muslim Salikhov

Peso pena: Makwan Amirkhani x Danny Henry

Peso leve: Léo Santos x Roman Bogatov

Peso pesado: Marcin Tybura x Alexander Romanov

Peso mosca: Raulian Paiva x Zhalgas Zhumagulov

Peso galo: Karol Rosa x Vanessa Melo

Peso galo: Martin Day x Davey Grant

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments