Assistir o UFC 259 com três disputas de cinturão | SUPER LUTAS

Cinco motivos para assistir ao UFC 259, com três disputas de cinturão

Com um dos melhore cards dos últimos anos, UFC 259 protagoniza show com 15 lutas; Show traz Blachowicz, Adesanya, Amanda Nunes, Thiago Marreta e Petr Yan

J. Blachowicz (esq.) tenta impedir que I. Adesanya (dir.) conquiste seu segundo cinturão no Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram

Chegou o grande momento. Neste sábado (6), Las Vegas (EUA) será palco de um dos maiores eventos do Ultimate dos últimos anos. No UFC 259, a organização presenteará os fãs com um super evento, que contará com três disputas de cinturão e mais 12 apresentações ao longo da noite. O espetáculo começará às 19h30 (horário de Brasília).

Veja Também

O último embate do show marcará o aguardado encontro entre Jan Blachowicz e Israel Adesanya. No confronto, o polonês tentará realizar sua primeira defesa de cinturão dos meio-pesados (até 93kg.), enquanto o nigeriano busca fazer história e conquistar seu segundo título na empresa.

Na luta co-principal, ela! Maior lutadora de todos os tempos, Amanda Nunes volta ao octógono para ‘guardar’ sua ‘coroa’ no peso pena (até 65,7kg.). Neste final de semana, a brasileira terá pela frente a perigosa Megan Anderson.

Outro confronto esperado pelos fãs é o embate entre Petr Yan e Aljamain Sterling. Após meses de provocações nas redes sociais, o russo tentará manter o cinturão dos galos (até 61,2kg.) e, para isso, deverá parar um adversário rápido e técnico.

Além das disputas dos títulos, a torcida brasileira terá mais o que acompanhar. No card principal, Thiago Marreta será a atração tupiniquim. No preliminar, Rogério Bontorin, Livinha Souza e Amanda Lemos (as compatriotas se enfrentam) representam o verde-amarelo.

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 259. Confira:

1) Superluta entre Blachowicz e Adesanya

I. Adesanya (dir.) pode se tornar mais um atleta a conquistar dois cinturões em divisões diferentes. Foto: Reprodução/Instagram

A cereja do bolo do espetáculo está no último combate. Para a empolgação dos espectadores, o Ultimate decidiu dar a chance de sua nova estrela, Israel Adesanya, conquistar um segundo título na organização.

Campeão absoluto dos médios (até 83,9kg.), o nigeriano decidiu se testar nos meio-pesados (até 93kg.) para tentar fazer história na companhia. Para conseguir tal façanha, no entanto, Israel não terá tarefa fácil. O atleta precisará superar a força física de Jan Blachowicz, que faz sua primeira defesa de título.

A força e a velocidade serão elementos que poderão definir o confronto. Enquanto o polonês tem vantagem na potência, Adesanya levará para o octógono toda sua qualidade técnica, que, ao longo dos últimos anos, vem encantando os fãs do esporte.

Caso supere Blachowicz, Israel entrará para o seleto grupo de lutadores que ostentam dois cinturões em divisões diferentes. Por outro lado, se Jan sair vencedor, ele, além de manter seu posto, se tornará o primeiro homem a derrotar o nigeriano em um confronto de MMA.

2) Amanda Nunes defende reinado

A. Nunes (esq.) fará sua segunda defesa de cinturão no peso pena. Foto: Reprodução/Instagram

Considerada, por muitos, como a melhor lutadora de todos os tempos, Amanda Nunes fará sua primeira luta desde que se tornou mãe. Invicta há mais de seis anos e lenda viva do MMA feminino, a baiana tem uma nova defesa de seu título dos penas (até 65,7kg.).

Neste final de semana, um novo duelo perigoso para a brasileira. Na luta co-principal, a campeã trocará forças contra Megan Anderson, especialista na luta em pé.

O compromisso marca a segunda defesa de título da ‘Leoa’ nesta categoria, da qual é campeã desde dezembro de 2018, quando bateu Cris Cyborg. Agora, a atleta precisará vencer mais uma rival de nível para mostrar que é, de fato, a melhor atleta do MMA em atividade.

Para ter o braço erguido no fim, a brasileira, no entanto, deverá atuar com inteligência, evitando as mãos pesadas de uma adversária que é famosa pelo poder de nocaute. A baiana, então, deverá fazer sua experiencia prevalecer, já que a combatente não perde uma luta profissional há 11 duelos.

3) Petr Yan busca se firmar na história

P. Yan (esq.) tenta se manter no topo do peso galo. Foto: Reprodução/Instagram

Assim como Blachowicz, Petr Yan também debutará no octógono como campeão do UFC. Líder do peso galo desde julho de 2020, quando bateu José Aldo, o russo terá um novo desafio de peso.

Após meses de provocações via imprensa e redes sociais, o líder da categoria colocará seu título em jogo contra o atual número um no ranking do grupo, Aljamain Sterling.

Conhecido pelo seu boxe de excelência, Yan terá pela frente uma disputa de estilos. Enquanto o russo é referência na luta em pé, Sterling é especialista no confronto agarrado.

Durante a semana do evento, o desafiante deixou claro que sua estratégia para a disputa será levar o campeão para o chão. Resta saber se, no momento do combate, Aljamain cumprirá o prometido.

Apesar do adversário ter tornado pública sua estratégia, Petr não se mostrou nervoso com a possibilidade. O russo avisou que vencerá o rival em qualquer situação que a luta transcorrer.

4) Thiago Marreta e a redenção

T. Marreta vem de duas derrotas consecutivas no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Xodó brasileiro no peso meio-pesado, Thiago Marreta está de volta. Depois de ser derrotado por Glover Teixeira na luta que marcou seu retorno ao octógono após mais de um ano de inatividade (por lesões), o tupiniquim terá mais uma oportunidade de se recuperar.

Conhecido como um dos homens que mais se aproximaram de vencer Jon Jones (em 2019), Marreta tentará retomar a trajetória rumo a uma nova disputa de cinturão. Para isso, o combatente terá de vencer Aleksandar Rakic no duelo que abre o card principal.

Vindo de duas derrotas consecutivas (uma delas para Jones), Thiago precisa provar que está 100% recuperado das graves lesões que teve nos joelhos quando enfrentou o ex-campeão. Contra Glover, o brasileiro teve bons momentos, mas acabou sucumbindo ao jiu-jitsu afiado do compatriota.

Neste sábado, Marreta deve ser submetido a um duelo de trocação franca, já que Rakic também é famoso pelo seu poder de nocaute. O vencedor da luta deve ficar em ótima condição para lutar pelo título em um futuro próximo.

5) Card preliminar de respeito

D. Cruz (esq.) participa de luta que encerra o card preliminar. Foto: Reprodução/Instagram

Para esquentar o clima das lutas principais da noite, o UFC 259 contará com um card preliminar de gala. Na primeira metade do show, estão programadas 10 pelejas, uma delas, um confronto brazuca.

No terceiro embate da noite, Livinha Souza e Amanda Lemos trocarão forças em combate promovido no peso palha (até 52,1kg.). Enquanto Souza tenta progredir no top 15 da categoria liderada por Weili Zhang, Lemos busca chegar à elite da divisão e, para isso, precisa vencer a compatriota.

O terceiro brasileiro a subir no octógono no show será Rogério Bontorin. Destaque no peso mosca (até 56,7kg.), o lutador realizará um confronto direto contra Kai Kara-France. Os atletas do top 10 precisam vencer para encostar no grupo que busca desafiar o campeão, Deiveson Figueiredo.

Vítima de Deiveson, o veterano Joseph Benavidez volta à ativa para a luta que pode selar sua trajetória no MMA. Atropelado por Figueiredo por duas vezes em 2020 (uma delas rendeu ao brasileiro o cinturão), o norte-americano enfrentará Askar Askarov. Quando foi batido pelo ‘Deus da Guerra’, Benavidez tornou público que se aposentará quando vencer o próximo compromisso.

Fechando o card preliminar, um ex-campeão. Um dos maiores nomes da história do peso galo, Dominick Cruz se apresentará depois da dura derrota sofrida para Henry Cejudo, em maio da temporada passada. O combatente enfrentará Casey Kanney e tentará voltar aos holofotes para uma nova luta pelo título.

Ficha técnica do UFC 259

Data: 6 de março de 2021

Horário: A partir das 19h30 (horário de Brasília)

Local: UFC Apex, Las Vegas, EUA

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):

Peso meio-pesado: Jan Blachowicz x Israel Adesanya – Luta por cinturão

Peso pena: Amanda Nunes x Megan Anderson – Luta por cinturão

Peso galo: Petr Yan x Aljamain Sterling – Luta por cinturão

Peso leve: Islam Makhachev x Drew Dober

Peso meio-pesado: Thiago Marreta x Aleksandar Rakic

CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):

Peso galo: Dominick Cruz x Casey Kenney

Peso galo: Song Yadong x Kyler Phillips

Peso mosca: Joseph Benavidez x Askar Askarov

Peso mosca: Rogério Bontorin x Kai Kara-France

Peso mosca: Tim Elliott x Jordan Espinosa

Peso meio-pesado: Kennedy Nzechukwu x Carlos Ulberg

Peso meio-médio: Sean Brady x Jake Matthews

Peso palha: Livinha Souza x Amanda Lemos

Peso leve: Uros Medic x Aalon Cruz

Peso galo: Mario Bautista x Trevin Jones

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments