Assistir UFC 261 com três disputas de cinturão | SUPER LUTAS

Cinco motivos para assistir ao UFC 261; evento deste sábado promove três disputas de cinturão

Em um dos grandes espetáculo de 2021, Usman, Zhang e Shevchenko tentam manter os cinturões diante de Masvidal, Namajunas e Bate-Estaca; show marca a volta do público nas arenas

K. Usman (esq.) e J. Masvidal (dir.) encabeçam o UFC 261. Foto: Reprodução/Instagram

Um evento histórico para o Ultimate. Após mais de um ano sem a presença do público, por conta da pandemia da Covid-19, a empresa abre as portas e volta a receber a torcida em um show. Para receber os fãs, a organização preparou um espetáculo com três disputas de cinturão. No UFC 261, que acontece neste sábado (24), em Jacksonville (EUA), Kamaru Usman, Weili Zhang e Valentina Shevchenko tentarão manter seus títulos diante de Jorge Masvidal, Rose Namajunas e Jéssica Bate-Estaca, respectivamente.

Veja Também

Além das disputas de cinturão, o card deste fim de semana trará mais 10 combates para os espectadores. O público brasileiro, além de torcer para Bate-Estaca, terá a presença de Ariane Sorriso e Alex Cowboy, que se apresentam no card preliminar.

O confronto que encerra o evento marcará o reencontro entre Kamaru Usman e Jorge Masvidal. Menos de um ano após trocarem forças na ‘Ilha da Luta’, os combatentes voltam a trocar forças. Campeão dos meio-médios (até 77kg.), o nigeriano busca atropelar o rival antes do quinto round, enquanto o norte-americano quer um desfecho diferente do primeiro embate.

De volta ao octógono depois de vencer uma verdadeira batalha diante de Joanna Jedrzejczyk, em março de 2020, Weili Zhang está pronta para mais um desafio. Desta vez, a chinesa também terá pela frente uma ex-campeã das palhas (até 52,1kg.). Para manter seu título, a atleta precisará passar por Rose Namajunas, que promete um embate movimentado na luta co-principal.

O Brasil estará representado no primeiro embate por título da noite. Ex-campeã na divisão até 52,1kg., Jéssica Andrade, a Bate-Estaca, poderá fazer história e conquistar o segundo cinturão em sua trajetória no Ultimate. Agora, nos moscas (até 56,7kg.), a paranaense terá uma tarefa difícil. Na intenção de chegar ao topo absoluto do grupo, a tupiniquim precisa superar a dominante Valentina Shevchenko, que nunca perdeu na divisão.

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 261. Confira:

1) Usman x Masvidal: Parte II

K. Usman (esq.) J. Masvidal (dir.) farão a luta principal do UFC 261. Foto: Reprodução/Instagram

Mesmos personagens, mas contextos diferentes. Em julho de 2020, Kamaru Usman tinha compromisso marcado contra Gilbert Durinho para a luta principal do UFC 251. O brasileiro, no entanto, acabou testando positivo para Covid-19 e foi forçado a deixar o evento. Restando menos de uma semana para o show, Masvidal aceitou o desafio de se testar diante do campeão.

No confronto, Jorge acabou não conseguindo anular a estratégia do nigeriano. Dominante por cinco rounds, Usman foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Menos de um ano depois, Kamaru busca sua segunda defesa de título apenas em 2021. Depois de, enfim, enfrentar – e vencer – Durinho, em fevereiro, agora, o campeão optou por dar mais uma chance a Masvidal, que não luta desde o revés para o líder do grupo.

Com uma preparação adequada, o ‘Jesus das Ruas’ quer provar que tem condições de ostentar um cinturão oficial na organização. Com estilo agressivo, o lutador tentará anular o jogo contundente do ‘Pesadelo Nigeriano’, que evolui a cada desafio.

2) Weili x Namajunas: promessa de ‘guerra’

W. Zhang (esq.) voltla ao octógono após mais de um ano e enfrenta ex-campeã, R. Namajunas (dir.) Foto: Reprodução/Instagram

Depois de suportar e vencer uma verdadeira batalha contra Joanna Jedrzejczyk, em março da temporada passada, muito se espera de Weili Zhang. Protagonista de um das melhores apresentações na história do MMA feminino, a chinesa terá mais um duro compromisso pela frente.

No córner oposto, novamente uma ex-campeã das palhas. Depois de perder o cinturão para Jéssica Bate-Estaca no UFC 237, a norte-americana reencontrou o caminho das vitórias e quer retomar a coroa na categoria.

As duas atletas são conhecidas pela intensidade e movimentação. Os fãs, então, podem esperar muita ação de ambas as partes.

Caso supere Namajunas, Zhang chegará à sua segunda defesa de cinturão.

3) Bate-Estaca encara lenda

J. Bate-Estaca (dir.) tenta fazer história e destronar V. Shevchenko (esq.). Foto: Reprodução/Instagram

‘Nunca duvide dela!’. Esta frase poderia estar na ponta da língua de muitos fãs brasileiros. Conhecida por sua força física descomunal, Jéssica Bate-Estaca tem uma nova oportunidade de fazer história no Ultimate.

Ex-campeã das palhas, a atleta, que agora integra o peso mosca, tentará conquistar seu segundo título pela companhia, mas, como sempre, não terá tarefa fácil. Para ganhar o novo cinturão, a paranaense deverá desbancar o favoritismo da perigosa Valentina Shevchenko, que nunca foi derrotada na divisão.

Em sua terceira categoria de peso diferente desde que chegou ao UFC, Jéssica chegou à categoria até 56,7kg. em 2020. Logo na sua estreia, um show. Diante de Katlyn Chookagian, Andrade ignorou a maior envergadura da adversária e saiu vitoriosa com um nocaute no primeiro round. O triunfo garantiu à brasileira a chance de desafiar a campeã.

Campeã dos moscas desde 2018, Shevchenko faz sua quinta defesa de cinturão. Carrasco de Jessica Eye, Liz Carmouche, Katlyn Chookagian, a quirguistanesa vem de vitória sobre a também brasileira, Jennifer Maia, em novembro de 2020. Agora, a lutadora busca se manter no topo da categoria e se firmar como uma das maiores representantes do MMA feminino de todos os tempos.

4) Mais Brasil

A. Cowboy (esq.) e A. Sorriso (dir.) representam o Brasil no card preliminar do UFC 261. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Se no card principal tem disputas de cinturão, os brasileiros têm motivos de sobra para acompanhar o preliminar. Ao todo, o país contará com dois representantes, que prometem lutas agressivas diante de seus adversários.

Logo na primeira luta da noite, Ariane Sorriso tenta sua primeira vitória pela organização. Derrotada na estreia, a paulista quer mostrar ao público sua principal qualidade: a trocação. A atleta enfrentará a debutante Na Liang e busca o nono nocaute em sua carreira como profissional no MMA.

Antigo conhecido dos tupiniquins, Alex Cowboy está de volta. Vivendo um momento instável na companhia, o lutador de Três Rios (RJ) busca se recuperar da derrota sofrida em seu último desafio, em outubro de 2020. Neste fim de semana, o combatente vai encarar o experiente Randy Brown, no embate que encerra a primeira metade do espetáculo.

5) A volta dos fãs

O público volta aos eventos do Ultimate após mais de um ano. Foto: Reprodução/Twitter ufc

Demorou, mas chegou. Mais de um ano após o fechamento dos portões do Ultimate para eventos com público, por conta da pandemia da Covid-19, a torcida está de volta.

Disposto a receber um público inflamado, Jacksonville, nos Estados Unidos, foi a cidade escolhida para o espetáculo. Os ingressos para o show foram colocados à venda em 26 de março e, em poucos minutos, o presidente do UFC, Dana White, informou que os tickets esgotaram em questão de minutos.

A expectativa é de casa cheia na VyStar Veterans Memorial Arena. Segundo o mandatário, 15 mil espectadores estarão presentes. Assim, quem assistir de casa, poderá matar a saudade dos gritos de incentivo aos atletas que dividem o octógono.

Ficha técnica do UFC 261

Data: 24 de abril de 2021

Horário: A partir das 19h (horário de Brasília)

Local: VyStar Veterans Memorial Arena, Jacksonville, Estados Unidos

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso meio-médio: Kamaru Usman x Jorge Masvidal – Luta pelo cinturão

Peso palha: Zhang Weili x Rose Namajunas – Luta pelo cinturão

Peso mosca: Valentina Shevchenko x Jéssica Andrade – Luta pelo cinturão

Peso médio: Uriah Hall x Chris Weidman

Peso meio-pesado: Anthony Smith x Jimmy Crute

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso meio-médio: Alex Cowboy x Randy Brown

Peso meio-médio: Dwight Grant x Stefan Sekulic

Peso médio: Karl Roberson x Brendan Allen

Peso pena: Patrick Sabatini x Tristan Connelly

Peso galo: Danaa Batgerel x Kevin Natividad

Peso leve: Kazula Vargas x Rongzhu

Peso mosca: Aoriqileng x Jeffrey Molina

Peso palha: Na Liang x Ariane Sorriso

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments