Cinco motivos para assistir ao UFC 268, com revanches históricas em confrontos por cinturões

Neste sábado, Usman e Covington trocam forças pelo trono dos meio-médios, enquanto Namajunas e Zhang se enfrentam pelo título das palhas

K. Usman (esq.) e C. Covington (dir.) fazem revanche histórica no UFC 268. Foto: Reprodução/Instagram

Chegou o grande momento. Logo no primeiro fim de semana de novembro, o Ultimate entrega aos fãs o maior evento do mês. Neste sábado (6), em Nova York (EUA), a organização apresentará ao público um espetáculo com duas disputas de cinturão, representadas pelas revanches históricas. Nas lutas principais, Kamaru Usman defende o título dos meio-médios (até 77kg.) contra Colby Covington, enquanto Rose Namajunas tenta manter seu reinado dos palhas (até 52,1kg.) contra Weili Zhang.

PUBLICIDADE:

Veja Também

O protagonismo do show ficará por conta da reedição de uma das melhores lutas de 2019. Pouco menos de dois anos depois de uma verdadeira batalha no UFC 245, Kamaru Usman e Colby Covington voltam a levar a rivalidade para o octógono em confronto pelo topo absoluto do grupo até 77kg.

Antes, Rose Namajunas tentará provar que a vitória relâmpago sobre Weili Zhang, em abril, não foi obra do acaso. A norte-americana faz sua primeira defesa de título contra a chinesa, que ocupava o trono até o início de 2021.

PUBLICIDADE:

Além dos confrontos por títulos, um duelo representará muito para a divisão liderada por Charles do Bronx. Candidatos a uma futura luta pelo cinturão, Justin Gaethje e Michael Chandler farão um duelo que pode garantir ao vencedor uma oportunidade de desafiar o campeão dos leves (até 70,3kg.).

No fim de semana, o Brasil contará com três representantes. Lenda do kickboxing, Alex Poatan fará sua aguardada estreia no UFC e trocará forças contra Andreas Michailidis, nos médios (até 83,9kg.). Bruno Souza também debuta na empresa e enfrenta Melsik Baghdasaryan. Na busca pelo primeiro resultado positivo pelo Ultimate, John Allan troca forças com Dustin Jacoby.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o 268. Confira:

PUBLICIDADE:

1) Usman x Covington 2: promessa de guerra

K. Usman (esq.) e C. Covington (dir.) fazem revanche histórica no UFC 268. Foto: Reprodução/Instagram

O encontro entre Usman e Covington não configura uma disputa de cinturão qualquer. Rivais confessos, os atletas trocam forças pela segunda vez em suas carreiras e buscam reeditar o duelo de sucesso que agitou os fãs há quase dois anos.

No primeiro embate, vitória para Kamaru. Para manter seu cinturão, conquistado no início daquela temporada, o nigeriano não teve vida fácil. Foram quase 25 minutos de agressividade, com os dois atletas buscando o desfecho na via rápida a todo custo.

Em constante evolução, Usman acabou levando a melhor. Restando pouco menos de um minuto para que o confronto fosse levado à decisão dos juízes, o nigeriano conseguiu levar o adversário a nocaute, mantendo o título.

No UFC 268, os combatentes voltam a dividir o octógono. Enquanto Kamaru se manteve ativo, defendendo seu cinturão por mais três vezes, Covington precisou de uma vitória convincente sobre Tyron Woodley para retomar a condição de desafiante.

2) Namajunas x Zhang 2: a hora da verdade

R. Namajunas defende cinturão dos palhas contra W. Zhang. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de protagonizar uma das melhores lutas na história do MMA feminino em março de 2020, Weili Zhang acabou não tendo sucesso naquela que marcou sua segunda defesa de cinturão nos palhas. No UFC 261, a chinesa, conhecida pela constância e agressividade, acabou não fazendo frente à antiga campeã do grupo, Rose Namajunas, e sucumbiu com um nocaute relâmpago, se despedindo momentaneamente do trono.

Neste fim de semana, Namajunas terá o dever de provar que seu triunfo brutal não foi obra do acaso. Conhecida pelo seu boxe de excelência, a norte-americana voltará a dividir o octógono com a chinesa, que, durante a semana, prometeu não repetir os mesmos erros.

Uma eventual vitória de Namajunas poderá dar seguimento à divisão dos palhas. No entanto, caso Weili recupere o título, uma trilogia pode ser negociada em breve.

3) Gaethje x Chandler: olho no cinturão

J. Gaethje (esq.) e M. Chandler (dir.) se enfrentam no UFC 268. Foto: Reprodução/Instagram

Antigo campeão interino dos leves, Justin Gaethje está de volta ao octógono. Sem lutar desde a dura derrota sofrida contra o lendário Khabib Nurmagomedov, em outubro da temporada passada, o norte-americano está perto de uma nova chance de chegar ao cinturão. Para assumir a condição de desafiante, o atleta precisará passar por uma aposta do Ultimate.

Contratado no fim de 2020 junto ao Bellator, o ex-campeão pela concorrente quer fazer valer o investimento feito pelo UFC. Derrotado por Charles do Bronx na luta pelo título vago, em maio, o norte-americano não pode pensar em falhar.

Destaques da categoria liderada por Do Bronx, os atletas precisam dar um verdadeiro show para convencerem a diretoria do Ultimate a conceder um desafio ao campeão.

4) A estreia de Poatan

A. Poatan estreia no Ultimate no UFC 268. Foto: Reprodução/Instagram

Considerado um ícone do kickboxing, o duplo campeão do GLORY, enfim, fará sua estreia no UFC. Promessa dos médios da organização, o atleta chega para tentar fazer sombra ao reinado de Israel Adesanya, antiga vítima fora do MMA.

Para estrear com o pé direito, o brasileiro precisará passar pelo perigoso Andreas Michailidis. O duelo encerrará o card preliminar do show.

Caso supere o rival no primeiro embate, Poatan poderá olhar mais de perto o topo da categoria liderada pelo adversário ao qual bateu duas vezes nas regras do kickboxing.

5) Mais Brasil

J. Allan (esq.) e B. Souza (dir.) se apresentam no UFC 268. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Atleta dos meio-pesados, John Allan está pronto para seu primeiro compromisso na atual temporada. Sem lutar desde dezembro de 2020, o paranaense tem um adversário duro. Para conquistar a primeira vitória com as luvas do UFC, o tupiniquim precisa passar por Dustin Jacoby.

Pupilo de Lyoto Machida, Bruno Souza também é nome de destaque no card preliminar. Atleta dos penas (até 65,7kg.), o brasileiro será o primeiro lutador a levar o verde amarelo para o UFC 268. Em seu debute, nada de moleza. Melsik Baghdasaryan foi o escolhido para tentar estragar a festa do paraense.

Ficha técnica do UFC 268

Data: 06 de novembro de 2021

Horário: A partir das 19h (horário de Brasília)

Local: Madison Square Garden, Nova York, Estados Unidos

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso meio-médio: Kamaru Usman x Colby Covington – Luta pelo cinturão

Peso palha: Rose Namajunas x Weili Zhang – Luta pelo cinturão

Peso galo: Frankie Edgar x Marlon Vera

Peso pena: Shane Burgos x Billy Quarantillo

Peso leve: Justin Gaethje x Michael Chandler

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso médio: Alex Poatan x Andreas Michailidis

Peso leve: Al Iaquinta x Bobby Green

Peso médio: Phil Hawes x Chris Curtis

Peso médio: Edmen Shahbazyan x Nassourdine Imavov

Peso meio-médio: Ian Garry x Jordan Williams

Peso pesado: Gian Villante x Chris Barnett

Peso meio-pesado: Dustin Jacoby x John Allan

Peso pena: Melsik Baghdasaryan x Bruno Souza

Peso mosca: CJ Vergara x Ode Osbourne

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS