Rafael dos Anjos é favorito contra Renato Moicano no UFC 272

De acordo com números da Odds Shark, Rafael dos Anjos tem cotação de 1.58 contra 2.40 de Renato Moicano; Veja todas as odds para o evento

R. Dos Anjos em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução Facebook ufc

O fluminense Rafael dos Anjos e o brasiliense Renato Moicano fazem o duelo 100% brasileiro do programa de lutas do UFC 272, evento que acontece neste sábado (05), em Las Vegas (EUA). E, no que depender das casas de apostas, Dos Anjos, ex-campeão dos leves, é cotado como amplo favorito para o embate.  Veja os prognósticos das lutas destes atletas e não deixe de dar os seus palpites nas casas de apostas esportivas.

PUBLICIDADE:

Como apostar no UFC 272?

Para começar, você acessa a Odds Shark, escolhe uma casa de apostas e faz o seu cadastro. Depois de efetuar uma quantia, já pode começar a investir e a se divertir.

 (R$ 1,58) Rafael dos Anjos x Renato Moicano (R$ 2,40)

Esta é considerada a segunda luta mais importante do UFC 272, ficando atrás apenas de Colby Covington x Jorge Masvidal. O niteroiense Rafael dos Anjos, com 30 vitórias e 12 derrotas, vem do triunfo sobre Paul Feder, em novembro de 2020. Este resultado encerrou o jejum de duas lutas. Ele paga R$ 1,58 a cada R$ 1,00 investido por você.

PUBLICIDADE:

Do outro lado do embate, Renato Moicano, estimado em R$ 2,40, entrou de última hora no evento, no lugar de Rafael Fiziev, diagnosticado com Covid-19. O atleta brasiliense sustenta o retrospecto de 16 vitórias, quatro derrotas e um empate. A invencibilidade é de duas lutas. O duelo do fim de semana vale pelo peso casado até 72 kg e contará com cinco rounds.

(R$ 2,35) Edson Barboza x Bryce Mitchell (R$ 1,60)

No peso palha, Edson Barboza, de Nova Friburgo, entra em ação contando com o cartel de 22 vitórias e dez derrotas. Ele tenta se recuperar do revés sofrido para Giga Chikadze. Antes a sua invencibilidade era de duas apresentações, com dois triunfos. Edson está apontado como azarão, pagando R$ 2,35.

PUBLICIDADE:

 Enquanto isso, o americano Bryce Mitchell, tendo 14 resultados positivos e apenas um negativo, está embaladíssimo com cinco vitórias consecutivas. A mais recente foi em 31 de outubro de 2020, diante de Andre Fili. O gringo rende R$ 1,60 em caso de novo triunfo, de acordo com a Odds Shark.

PUBLICIDADE:

 (R$ 1,47) Sergey Spivak x Greg Hardy (R$ 2,70)

Ainda no card principal do UFC 272, só que pelo peso pesado, o moldávio Sergey Spivak tem a menor cota, de R$ 1,47 para o duelo. O cartel dele é de 13 vitórias e três derrotas. Em setembro de 2021, Sergey perdeu para Tom Aspinall. O americano Greg Hardy, por sua vez, tem um retrospecto bem mais curto e irregular, contabilizando sete vitórias e quatro derrotas. São duas derrotas seguidas nas apresentações mais recentes.

 Palpites: vitórias de Rafael dos Anjos (R$ 1,58), Bryce Mitchell (R$ 1,60) e Bryce Mitchell (R$ 1,60).

Confira as Lutas e as cotas do UFC 272:

Sábado (5 de março)

CARD PRINCIPAL

A partir da 0h, no horário de Brasília

 Peso meio-médio: (R$ 1,28) Colby Covington x Jorge Masvidal (R$ 3,65)

Peso leve: (R$ 1,58) Rafael dos Anjos x Renato Moicano (R$ 2,40)

Peso pena: (R$ 2,35) Edson Barboza x Bryce Mitchell (R$ 1,60)

Peso meio-médio: (R$ 1,32) Kevin Holland x Alex Cowboy (R$ 3,45)

Peso pesado: (R$ 1,47) Sergey Spivak x Greg Hardy (R$ 2,70)

 CARD PRELIMINAR

A partir das 20h, no horário de Brasília

 Peso leve: (R$ 1,64) Jalin Turner x Jamie Mullarkey (R$ 2,30)

Peso palha: (R$ 1,37) Marina Rodriguez x Yan Xiaonan (R$ 3,05)

Peso meio-pesado: (R$ 2,15) Nicolae Negumereanu x Kennedy Nzechukwu (R$ 1,70)

Peso mosca: (R$ 2,70) Maryna Moroz x Mariya Agapova (R$ 1,47)

Peso pena: (R$ 6,00) Brian Kelleher x Umar Nurmagomedov (R$ 11,00)

Peso mosca: (R$ 2,88) Tim Elliott x Tagir Ulanbekov (R$ 1,41)

Peso mosca: Manon Fiorot x Adversária a ser anunciada

Peso leve: (R$ 1,57) Devonte Smith x Ludovit Klein (R$ 2,41)

Peso meio-pesado: (R$ 1,52) Dustin Jacoby x Michal Oleksiejczuk (R$ 2,54)

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano