Glover Teixeira quase sofre nocaute, se recupera, e vence adversário por finalização no segundo round

Em duelo eletrizante, brasileiro mostra muito coração e derrota em Ion Cutelaba em uma grande virada na terceira luta do card principal

G.Teixeira realiza virada histórica e vence no UFC Fort Lauderdale. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

Glover Teixeira foi protagonista de uma virada impressionante no UFC Fort Lauderdale, na noite deste sábado (27). O brasileiro, que quase sofreu um nocaute no primeiro round, mostrou raça e conseguiu uma ótima finalização em Ion Cutelaba no fim do segundo round.

Veja Também

Aos 39 anos, após o fim da luta, Teixeira se dirigiu ao presidente do UFC, Dana White, e disse que ainda tem condições de lutar em alto nível. Glover passou por um momento instável na companhia. Em suas últimas quatro lutas, saiu derrotado em duas ocasiões. Com a vitória, o brasileiro volta a se destacar na categoria dos meio-pesados (até 93kg.).

A luta

Ion começou a luta tomando a iniciativa e acertando um bom chute alto na cabeça de Glover. O brasileiro, porém, absorveu bem o golpe e tentou levar a luta para o chão. Cutelaba, no entanto, estava bem preparado nas defesas de queda. Os golpes de Ian começaram a entrar no rosto do brasileiro, que começou a acusar os ataques do adversário. Aos dois minutos, Cutelaba acertou uma cotovelada que entrou no queixo de Glover, que foi ao chão. O brasileiro conseguiu se levantar do sufoco e passou a administrar a luta para se recuperar.

Apesar de ser um ótimo trocador, Glover estava em desvantagem contra o atleta da Maldávia. Os golpes de Cutelaba entravam sempre com perigo no rosto do brasileiro. O brasileiro começou a alternar entre a trocação e as tentativas de quedas, mas Ion se manteve eficiente nas defesas. Aos dois minutos, Cutelaba tentou um soco e se desequilibrou. Glover se aproveitou do momento e foi para a guarda do adversário. Glover, em sua especialidade, buscou as costas de Ion, desferiu alguns golpes e conseguiu a finalização em uma grande virada.

Alex Cowboy realiza luta equilibrada, mas é derrotado nos pontos por Mike Perry

Alex Cowboy logo no início da luta tentou aplicar um chute rodado em Perry, mas o golpe passou no vazio. Os dois começaram na trocação franca. Alex tentou levar a luta para o chão, mas o norte-americano se defendeu bem. A luta retornou para o centro do octógono com os dois atletas desferindo golpes e tentando o nocaute. O brasileiro conseguiu conectar dois bons diretos no rosto do adversário, que começou a sangrar. Mike, porém, acertou um bom golpe de encontro no rosto do brasileiro que acusou o ataque. No fim do round, Alex acertou uma direita potente no rosto de Perry, que sentiu. Porém, não havia mais tempo.

No segundo round, os dois lutadores continuaram a desferir golpes perigosos mantendo a tensão no duelo. Em um momento, Cowboy se desequilibrou e foi ao chão, mas conseguiu se levantar. O norte-americano mostrava muito respeito pelo brasileiro, mas sempre se mostrava perigoso ao conectar seus ataques. Alex tentava atrair o adversário lutando de guarda baixa, e conseguiu, no fim, levar a luta para o chão. A iniciativa do brasileiro, porém, não foi favorável, pois Perry caiu por cima e conseguiu atingir o rosto de Cowboy. No fim do assalto, uma preocupação. O dedo do pé de Alex saiu de deslocou, mas a equipe do atleta o recolocou no lugar, possibilitando o brasileiro a continuar no combate.

O último assalto foi para o desempate. Alex permaneceu lutando de guarda baixa buscando atrair Mike para seu jogo. Perry, no entanto, estava com a trocação afiada e conseguiu atingir o rosto do brasileiro por algumas vezes. No meio do round, Cowboy parecia ter perdido o gás. Os golpes já não atingiam o adversário como antes. Perry atingiu Alex na ponta do queixo e balançou o brasileiro, que foi para a grade. Cowboy sofreu diversos golpes, mas conseguiu voltar a luta para o centro do octógono. O brasileiro mostrava muita resistência ao absorver os golpes do norte-americano. No minuto final, só o nocaute interessava para o brasileiro, que teve que ir para a luta franca. Os golpes do brasileiro, no entanto, não surtiram efeito no oponente.

Esta foi a segunda derrota consecutiva de Cowboy na organização.O brasileiro havia sido derrotado por Gunnar Nelson em dezembro do ano passado, no UFC231.

John Lineker mostra raça, quase finaliza, mas é derrotado por pontos

O brasileiro John Lineker começou a luta tentando manter a distância de seu adversário, que apresentava uma envergadura visivelmente maior. Ao mesmo tempo em que se mantinha afastado, o Lineker soltava alguns golpes no corpo do norte-americano, que contra-atacava imediatamente. Por duas vezes, Cory tentou acertar John com uma joelhada voadora, porém, o brasileiro defendeu com eficiência. Os atletas passaram a trocar golpes no centro do octógono tentando um eventual nocaute, porém as esquivas e defesas de ambos pareciam afiadas. Durante todo o round, Sandhagen conectou mais golpes no brasileiro, porém, os ataques de Lineker pareciam surtir mais efeito no oponente.

No segundo round, John partiu para cima de Cory logo no início. O norte-americano, no entanto, se mostrava eficiente no contra-ataque. O combate permaneceu equilibrado. Linker permaneceu soltando golpes mais contundentes, mas Sandhagen acertava mais ataques. No fim da etapa, o brasileiro conseguiu uma queda importante em seu adversário, que conseguiu se levantar rapidamente.

No último assalto, Lineker tinha que ir para o tudo ou nada. O brasileiro precisava tirar o prejuízo sofrido nos últimos rounds e partir para cima do adversário. Com dificuldades para encontrar a distância, John acabou se tornando refém da diferença de tamanho em comparação ao norte-americano. Por diversas vezes, o paranaense soltou golpes com potência, mas que passaram longe do rosto do oponente. Mesmo em desvantagem, o brasileiro se mostrou valente e quase conseguiu uma finalização no fim da luta. O norte-americano, porém, foi salvo pelo fim do embate.

J. Lineker mostra raça, mas é derrotado no UFC Fort Lauderdale

Greg Hardy derrota Dmitry Smoliakov com facilidade em nocaute fulminante

O duelo entre os gigantes começou bem tenso, com Hardy tentando cercar Smoliakov, que tentou, logo no início, levar a luta para o chão. Greg estava claramente afim de lutar de pé contra Dimitry. Hardy, em um momento, conectou um bom golpe no adversário, que sentiu e foi para o chão. O norte-americano, então, só teve o trabalho de continuar goleando seu adversário até a interrupção do árbitro.

Esta é a segunda luta de Hadry no UFC. Em seu primeiro embate, o norte-americano saiu derrotado após desferir uma joelhada ilegal em Allen Crowder, em janeiro deste ano.

Resultados do UFC Fort Lauderdale

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Jack Hermansson derrotou Ronaldo Jacaré na decisão unânime dos juízes (48-47, 49-46, 48-47)

Peso pesado: Greg Hardy derrotou Dmitry Smoliakov por nocaute técnico a 2m15s do R1

Peso meio-médio: Mike Perry derrotou Alex Cowboy na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-pesado: Glover Teixeira finalizou Ion Cutelaba com um mata-leão a 3m37s do R2

Peso galo: Cory Sandhagen derrotou John Lineker na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 28-29)

Peso leve: Roosevelt Roberts derrotou Thomas Gifford na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR 

Peso meio-médio: Takashi Sato derrotou Ben Saunders por nocaute técnico a 1m18s do R2

Peso pesado: Augusto Sakai derrotou Andrei Arlovski na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso palha: Carla Esparza derrotou Virna Jandiroba na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso leve: Gilbert Durinho finalizou Mike Davis com um mata-leão a 4m15 do R2

Peso leve: Jim Miller finalizou Jason Gonzalez com um mata-leão a 2m12 do R1

Peso palha: Angela Hill derrotou Jodie Esquibel na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Dhiego Lima derrotou Court McGee na decisão dividida dos juízes (30-27,28-29, 29-28)

Podcast #034: A volta de Borrachinha ao UFC e a possível aposentadoria de Fedor

Comentários

Deixe um comentário