De olho no cinturão de Jon Jones, Corey Anderson e Jan Blachowicz se enfrentam na luta principal do UFC Rio Rancho

Norte-americano e polonês travam duelo que pode determinar o próximo desafiante ao título dos meio-pesados

C. Anderson (esq.) e J. Blachowicz (dir.) se encaram antes do UFC Rio Rancho. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Após Jon Jones manter seu título dos meio-pesados (até 93kg.), em combate contra Dominick Reyes realizado no último final de semana, o Ultimate está próximo de realizar um confronto que pode ser decisivo na categoria reinada pelo norte-americano. Neste sábado (15), pelo UFC Rio Rancho, que acontece nos Estados Unidos, Corey Anderson e Jan Blachowicz se enfrentam por uma chance de desafiar ‘Bones’ pelo cinturão da categoria.

Veja Também

Corey Anderson e Jan Blachowicz garantem peso e confirmam luta principal do UFC Rio Rancho
Israel Adesanya minimiza força física de Yoel Romero: ‘É só um humano’
Derrotado por Derrick Lewis, Ilir Latifi critica juízes por luta no UFC 247: ‘Estão brincando com atletas’

O norte-americano e o polonês estão escalados para a luta principal do evento e tentam se aproveitar do momento de instabilidade de Jones – que derrotou Dominick Reyes em decisão contestada por parte dos fãs e imprensa especializada – para tentar o posto do campeão, que não perde há mais de 10 anos.

Ao todo, 26 atletas irão lutar e buscar suas vitórias para seguirem suas trajetórias rumo às melhores posições em suas respectivas categorias.

Diferente do UFC 247, o qual não contou com nenhum representante brasileiro, neste sábado, três atletas serão responsáveis por levar o ‘verde e amarelo’ para dentro do octógono.

Corey Anderson x Jan Blachowicz

A luta principal do UFC Rio Rancho será marcada pelo encontro de dois dos atletas que mais têm se destacado na entre os meio-pesados. Atualmente na quinta colocação no ranking, Corey chega ao card para defender uma sequência de quatro triunfos consecutivos. O atleta vem de uma grande vitória sobre Johnny Walker, que era considerado um dos candidatos a enfrentar Jones pelo título.

Mesmo com uma atuação apagada em sua última apresentação, quando bateu Ronaldo Jacaré por decisão dividida no UFC São Paulo, em novembro, Blachowicz, vem em uma sequência de dois triunfos consecutivos. Além de derrotar o brasileiro, o atleta conquistou um grande triunfo sobre o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.), em julho, pelo UFC 239, frustrando os planos do norte-americano em recuperar a boa fase no esporte.

Além da possibilidade de o vencedor poder lutar pelo cinturão em seu próximo compromisso, o duelo representa a reedição de um confronto de 2015, quando Corey derrotou Jan na decisão unânime dos juízes pelo UFC 191.

A volta do ‘Paraense Voador’

Após uma atuação desastrosa no UFC Vancouver, realizado em setembro do ano passado, quando acabou batido por Tristan Connelly (escalado de última hora para o confronto), Michel Pereira precisa recuperar o status de grande lutador conquistado em sua estreia pelo Ultimate.

O atleta, que deu show em seu debute na vitória sobre Danny Roberts, em maio de 2019, está próximo de realizar um ‘teste de fogo’. Neste sábado, o lutador terá um duro compromisso contra o veterano Diego Sanchez, que vem de derrota para Michael Chiesa e precisa retomar o caminho das vitórias.

Confiante como sempre, o paraense espera dar um novo show para o público e precisa evitar um novo revés para não se complicar dentro da organização.

Mais Brasil

Além de Pereira, o card principal do evento terá mais um representante tupiniquim. Invicto desde que estreou pelo Ultimate, Rogério Bondorin terá seu combate mais duro desde seu debute pela companhia. O paranaense terá o dever de bater o experiente Ray Borg e entrar de vez no radar dos moscas (até 56,7kg.).

O duelo entre os atletas chegou a ser ameaçado após o norte-americano falhar no corte de peso para o confronto. O brasileiro, no entanto, optou por aceitar o combate mesmo com o adversário pesando quase 1kg acima do limite estabelecido.

Responsável por entreter o público na primeira luta da noite, Raulian Paiva terá mais uma chance de buscar sua primeira vitória pelo UFC. Com duas apresentações e sem triunfar na empresa, o amapaense de 24 anos fará a ‘luta de sua vida’ contra Mark De La Rosa, que também vem de dois reveses em sequência.

Cientes da responsabilidade e das consequências de um novo resultado negativo, os combatentes precisam manter a concentração para terem o braço levantado ao fim do confronto.

Ficha técnica do UFC Rio Rancho

DATA: 15 de fevereiro de 2020

HORÁRIO: A partir das 18h50 (horário de Brasília)

LOCAL:  Santa Ana Star Center in Rio Rancho, New Mexico (EUA)

COMO ASSISTIR: As duas primeiras lutas serão reproduzidas pelo SUPER LUTAS. Acompanhe o restante do card em nosso ‘Tempo Real’ e no Canal Combate.

CARD PRINCIPAL (22h, horário de brasília)

Peso meio-pesado (93kg.): Corey Anderson x Jan Blachowicz

Peso meio-médio (77 kg.): Michel Pereira x Diego Sanchez

Peso mosca (56,7kg.): Mara Romero Borella x Montana De La Rosa

Peso leve (70,3kg.): Kazula Vargas x Brok Weaver

Peso mosca (56,7kg.): Rogério Bontorin x Ray Borg

Peso leve (70,3kg.): Yancy Medeiros x Lando Vannata

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso meio-médio (77kg.): Tim Means x Daniel Rodriguez

Peso galo (61,2kg.): John Dodson x Nathaniel Wood

Peso leve (70,3kg.): Scott Holtzman x Jim Miller

Peso meio-pesado (93kg.): Devin Clark x Dequan Townsend

Peso galo (61,2kg.): Merab Dvalishvili x Casey Kenney

Peso galo (61,2kg.): Macy Chiasson x Shanna Young

Peso mosca (56,7kg.): Mark De La Rosa  x Raulian Paiva

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments