Em luta de tirar o fôlego, Robert Whittaker supera Jared Cannonier por pontos no UFC 254

Ex-campeão dos médios e norte-americano fazem duelo emocionante na luta co-principal, e australiano se mantém no topo da divisão

R. Whittaker (esq.) superou J. Cannonier (dir.) por pontos no UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Um pena não ter público. Na luta co-principal do UFC 254, realizado neste sábado (24), em Abu Dhabi, Robert Whittaker e Jared Cannonier deixaram tudo no octógono. Em um duelo marcado pela técnica e agressividade, o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) voltou a se sair bem e deixa os Emirados Árabes com uma vitória na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

Estreante rouba a cena e finaliza Alex Cowboy no primeiro round, no UFC 254
Khabib apaga Justin Gaethje, unifica cinturão no UFC 254 e anuncia a aposentadoria no MMA

Com o resultado, Whittaker se mantém intacto na primeira posição no ranking liderado pelo seu último algoz, Israel Adesanya. Depois do duelo, o australiano evitou desafiar o campeão, mas segue como um dos nomes mais fortes da categoria.

O revés acabou interrompendo a ótima fase de Cannonier. O norte-americano, que vinha de três vitórias consecutivas, foi para o duelo com a afirmação de que, caso conquistasse o resultado positivo, enfrentaria o atual líder da divisão. Agora, o atleta se afasta momentaneamente do sonho de disputar o título.

A luta

Cannonier tomou a iniciativa no duelo com um chute baixo. Whittaker media a distância e tentava, aos poucos, entrar no raio de ação do rival. Jared conseguiu derrubar Robert com um novo chute baixo, mas o ex-campeão se levantou rápido e contra golpeou com um chute alto. O norte-americano seguia apostando nos ataques com os pés, que começavam a marcar a perna esquerda do australiano. Na metade do round, Whittaker começou a se soltar atacava o rival com combinações de socos e chutes. Próximo ao fim do assalto, os lutadores trocavam ataques no centro do octógono, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, Cannonier seguia magoando a perna esquerda do ex-campeão. Whittaker, no entanto, pontuava com jabs e chutes na linha de cintura, mas sem muita contundência. Na metade do assalto, Jared quase surpreendeu o oponente com uma sequência de socos, mas Robert caminho para trás e bloqueou com a guarda. Com quase quatro minutos decorridos, o ex-campeão arriscou uma queda, mas o norte-americano se defendeu bem e conseguiu se desvencilhar do adversário. Nos segundos finais, Whittaker conectou um jab e um direto, que entraram limpos no rosto de Jared, mas o cronômetro zerou.

O último assalto começou com Robert conectando abalando Cannonier com um direto. Cannonier cambaleou e o ex-campeão partiu para cima com uma combinação de socos, que levaram o rival ao chão. O norte-americano se recusava a desistir e Whittaker foi para o chão com o oponente. O australiano seguia abafando o adversário, conseguiu chegar às costas e passou a ensaiar uma finalização. Jared mostrou muita valentia e conseguiu se levantar. Pressionando o ex-campeão contra as grades, Jared tentava se recuperar o prejuízo. De volta na luta, Cannonier desferiu um chute alto, mas o golpe não abalou o australiano. Nos segundos finais, Jared conseguiu balançar Whittaker com um cruzado e tentou o nocaute. Com um final emocionante, o assalto chegou ao fim.

Volkov aplica duro nocaute em Walt Harris

Mais uma vitória para o extenso cartel de Alexander Volkov. Em uma das últimas lutas da noite, o russo, que fez aniversário no dia do card, fez valer o favoritismo e nocauteou o rival no segundo round, após uma intensa sequência de golpes.

Com o resultado, Alexander chega à sua 32ª vitória na carreira e retoma sua trajetória rumo ao sonho de disputar o cinturão no peso pesado (até 120,2kg.). Em seu último compromisso, o russo havia perdido para Curtis Blaydes. Depois do embate, Alex desafiou o ex-campeão da categoria, Júnior Cigano.

Enquanto Volkov comemora, Harris segue sem conseguir triunfar após passar por uma tragédia pessoal no ano passado, quando perdeu a enteada. Agora, o norte-americano tem dois reveses consecutivas.

Phil Hawes atropela Jacob Malkoun em 18 segundos

P. Hawes atropelau J. Malkoun com um nocaute em 18s de lutas no UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Não deu nem para suar. Candidato a um dos bônus de ‘Performance da Noite’, Jacob Malkoun não anotou a placa de Phil Hawes, que atropelou o rival com um nocaute em 18 segundos, no card preliminar, em luta válida na divisão dos médios.

Hawes não poderia ter mais motivos para sorrir. O embate no UFC 254 marcou a estreia do norte-americano na organização. Phil conseguiu seu contrato com o Ultimate na passagem pelo ‘Dana White’s Contender Series’.

Malkoun, que também fazia seu debute na organização, acabou conhecendo a derrota da pior forma possível. O atleta vinha invicto em quatro apresentações no MMA.

Ankalaev vence acerto de contas com Cutelaba com novo nocaute

M. Ankalaev atropelou I. Cutelaba no UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de quase oito meses, os fãs de MMA puderam assistir o acerto de contas entre Magomed Ankalaev e Ion Cutelaba, na divisão dos meio-pesados (até 93kg.). Após um resultado polêmico em fevereiro deste ano, desta vez, o roteiro foi escrito sem deixar dúvidas. Com um nocaute brutal, o russo superou o oponente no fim do primeiro round.

No primeiro encontro entre os atletas, Ankalaev acabou deixando o octógono com uma vitória contestada, pois um erro do árbitro, Kevin MacDdonald, fez com que Ion fosse declarado derrotado por um nocaute que não existiu.

Agora, sem deixar dúvidas, Magomed confirma a boa fase e chega ao quinto resultado positivo em sequência. Cutelaba, por sua vez, tem o terceiro revés nas últimas cinco apresentações.

Resultados do UFC 254

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Khabib Nurmagomedov finalizou Justin Gaethje com um triângulo a 1m34s do R2 – Luta pela unificação dos cinturões

Peso médio: Robert Whittaker derrotou Jared Cannonnier na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado: Alexander Volkov derrotou Walt Harris por nocaute técnico a 1m15s do R2

Peso médio: Phil Hawes derrotou Jacob Malkoun por nocaute a 18s do R1

Peso mosca: Lauren Murphy finalizou Liliya Shakirova com um mata-leão a 3m31s do R2

Peso meio-pesado: Magomed Ankalaev derrotou Ion Cutelaba por nocaute a 4m19s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Stefan Struve por nocaute a 4m59s do R1

Peso casado (até 63,5kg): Casey Kenney derrotou Nathaniel Wood na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso meio-médio: Shavkat Rakhmonov finalizou Alex Cowboy com uma guilhotina a 4m40s do R1

Peso meio-pesado: Sam Alvey e Da Un Jung empataram na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 28-28)

Peso mosca: Miranda Maverick derrotou Liana Jojua por nocaute técnico (interrupção médica) a 5m do R1

Peso leve: Joel Alvarez finalizou Alexander Yakovlev com uma chave de braço a 3m do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments