Alex Cowboy faz luta equilibrada, mas sofre derrota para Niko Price e fica em situação crítica no UFC

Brasileiro sente o ‘sabor amargo’ de três derrotas seguidas na organização ao perder para o norte-americano na decisão unânime dos juízes

N. Price derrotou A. Cowboy na decisão dos juízes. Foto: Reprodução/Instagram UFC

Não foi desta vez que Alex Cowboy voltou a sentir o sabor da vitória no Ultimate. Neste sábado (2), em duelo de veteranos válido pelo UFC Las Vegas 38, o brasileiro foi superado por Niko Price na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28) e, agora, fica em situação delicada na franquia – com três derrotas seguidas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Cowboy, inclusive, havia entrado emocionado e celebrou ao ser anunciado por Bruce Buffer antes da luta. Com o resultado, no entanto, ele sofre seu sexto revés em oito apresentações, tendo um cartel de 22 resultados positivos, 11 negativos, um empate e dois combates ‘sem resultado’.

Já o experiente Price alivia seu momento na carreira e conquista, de quebra, seu 15º triunfo na carreira. O norte-americano tem um retrospecto de 15 vitórias, cinco derrotas e dois empates.

PUBLICIDADE:

A luta

Cowboy estudou antes de entrar em ação no primeiro minuto, enquanto Price investia nos chutes baixos. Em seguida, Niko tentou quedar, Alex reverteu a situação e seu adversário, ainda assim, acabou por cima. Por cima, o norte-americano progrediu na meia-guarda, onde esteve em boa parte do round. No intervalo, Alex Cowboy destacou que Niko Price ‘estava forte’ no duelo.

Na volta, Cowboy voltou mais atento e conseguia conectar bons chutes quando se aproximava. O brasileiro, inclusive, esquivou das iniciativas de Price e se sentia à vontade. Em um dos momentos, no meio do assalto, Alex aproveitou de um desequilíbrio de Niko e caiu por cima, onde esteve em posição de domínio e conseguiu machucar seu adversário.

PUBLICIDADE:

Em round animado e decisivo, os dois atletas partiram para o ‘tudo ou nada’ e trocaram duros golpes na curta distância. Cowboy, aliás, dominava as ações quando recebeu um cruzado no queixo. Ainda assim, ele seguiu em pé e seguia por atingir Price. Na reta final, Alex aparentava estar mais cansado que Niko, mas ainda conseguia atingir seu oponente. Com 40 segundos, o brasileiro ainda tentou a pegada por uma queda, mas o norte-americano conseguiu reverter a situação e cair por cima, posição em que ficou até o final da luta.

PUBLICIDADE:

Em estreia nos médios, Misha Cirkunov é superado por Krzysztof Jotko na decisão dividida

M. Cirkunov (esq.) é superado por K. Jotko (dir). Foto: Reprodução/Instagram UFC

Com um corte de peso severo, Misha Cirkunov não teve um bom debute na categoria dos médios (até 83,9kg.). Em duelo de três rounds, o letão sofreu com as iniciativas e jogo de pressão de Krzysztof Jotko, sendo superado na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28).

Cirkunov, desta forma, se encontra em posição difícil na carreira, já que não vence uma luta oficial há dois anos. O veterano, inclusive, sente o ‘sabor amargo’ da sétima derrota. Ele também tem 15 vitórias.

Seu oponente, Krzysztof Jotko, se recupera e soma 23 resultados positivos e cinco negativos nas artes marcais mistas.

Com nocaute brutal, Alexander Hernandez passa por Mike Breeden no card principal

Com nocaute brutal, A. Hernandez passa por M. Breeden. Foto: Reprodução/Instagram UFC

Brutal! Na abertura do card principal do UFC Las Vegas 38 deste sábado (2), válido pela categoria dos leves (até 70,3kg.), Alexander Hernandez não deu espaço e, com um estilo agressivo, nocauteou Mike Breeden em um cruzado no primeiro round.

Hernandez, agora, se recupera de uma derrota diante do brasileiro Thiago Moisés em sua última apresentação. Profissional desde 2012, ele tem um histórico de 13 triunfos e três reveses.

Por outro lado, Breeden havia pegado a luta com apenas uma semana de preparação e, depois de passagem frustrada pelo ‘Contender Series’, estreia no Ultimate com o ‘pé esquerdo’. Com apenas quatro anos no MMA, ele conta com dez resultados positivos e quatro negativos.

Resultados do UFC Las Vegas 38

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado (até 93kg.): Thiago Marreta derrotou Johnny Walker na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 48-47)

Peso médio (até 83,9kg.): Kevin Holland x Kyle Daukaus terminou Sem Resultado (No Contest) no R2 por uma cabeçada não intencional de Daukaus em Holland

Peso meio-médio (até 77kg.): Niko Price derrotou Alex Cowboy na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Krzysztof Jotko derrotou Misha Cirkunov na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Alexander Hernandez derrotou Mike Breeden por nocaute a 1m20s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): Jared Gordon derrotou Joe Solecki na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.):  Casey O’Neill derrotou Antonina Shevchenko por nocaute técnico a 4m47s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Karol Rosa derrotou Bethe Pitbull na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Jamie Mullarkey derrotou Devonte Smith por nocaute técnico a 2m51s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Douglas D’Silva derrotou Gaetano Pirrello por nocaute a 2m04s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Stephanie Egger derrotou Shanna Young por nocaute técnico a 2m22s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Alejandro Perez finalizou Johnny Eduardo com uma chave de braço a 4m13s do R2

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS