AO VIVO

Siga o UFC Las Vegas 57 com três brasileiros. AO VIVO

Impiedoso, Gregory Robocop brilha e aniquila adversário com nocaute devastador no UFC Austin

Brasileiro volta a dar show no octógono, bate Julian Marquez e se recupera de derrota controversa na organização

G. Robocop encaixa sequência de golpes em J. Marquez no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

Simplesmente impiedoso. Promessa brasileira nos médios (até 83,9kg.), Gregory Robocop deu um verdadeiro show no UFC Austin, realizado neste sábado (18). Adversário de Julian Marquez, o brasileiro não tomou conhecimento do rival e protagonizou um verdadeiro massacre no octógono. Afiado na trocação, o rondoniense chegou ao resultado positivo com um nocaute ainda no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Com a vitória, Robocop se recupera do revés controverso sofrido contra Armem Petrosyan (decisão dividida), em fevereiro de 2022. Agora, o tupiniquim retoma a escalada rumo ao topo da divisão liderada por Israel Adesanya.

Atropelado no UFC Austin, Marquez, pela primeira vez, amarga um nocaute na carreira. O tropeço diante de Gregory também encerra uma sequência de dois triunfos do norte-americano.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Robocop tomando a iniciativa com um jab. O brasileiro balançou o adversário com uma sequência de cruzados seguida de um direto. Gregory seguia levando vantagem na trocação e derrubou o oponente com um direto de esquerda. Por cima, o tupiniquim seguia golpeando. Julian conseguiu ficar de pé, mas o brasileiro seguia pressionando. Restando pouco mais de dois minutos para o fim da etapa, Robocop castigava o oponente próximo às grades. Marques cambaleava pelo octógono e, após um novo direto, o norte-americano desabou, obrigando o árbitro a interromper a peleja.

Kevin Holland finaliza Tim Means e segue invicto nos meio-médios

K. Holland finaliza T. Means no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Estrela na luta co-principal, Kevin Holland voltou a brilhar. Em nova realidade nos meio-médios (até 77kg.), o ‘falastrão’ deu um verdadeiro show contra o veterano Tim Means e ampliou sua invencibilidade na categoria. Mesmo afiado na trocação, o norte-americano chegou à vitória com uma finalização no segundo round.

PUBLICIDADE:

Com a vitória, Holland atinge a marca de dois resultados positivos e um ‘no contest’ na divisão. Assim, o lutador passa a sonhar com um lugar na elite do grupo liderado por Kamaru Usman.

Veterano o MMA, Means teve seu bom momento encerrado. O combatente de 38 anos acumulava três triunfos consecutivos.

‘Homem Nocaute’ dá show e massacra russo

A. Duraev (esq.) foi superado por J. Buckley (dir.) no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

Conhecido pelo desfecho histórico no octógono em 2020, Joaquin Buckley voltou a dar show no Ultimate. Adversário de Albert Duraev, o norte-americano teve atuação de gala e anulou a ‘luta agarrada’ do russo, mostrando a agressividade de sempre. Afiado e contundente, o combatente saiu vitorioso com um nocaute técnico (interrupção médica) no segundo round.

Com a vitória, Buckley ampliou o bom momento na organização. Agora, o atleta soma três vitórias consecutivas.

Surpreendido pelo norte-americano, Duraev acabou perdendo sua invencibilidade dentro do UFC. Além do primeiro revés com as luvas da empresa, o russo também teve encerrada uma sequência de 10 triunfos.

Ismagulov vence ‘guerra’ contra Kutateladze

D. Ismagulov derrotou G. Kutateladze no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

Representante dos leves (até 70,3kg.), Damir Ismagulov passou por um dos seus maiores desafios de sua carreira. Promessa da divisão liderada por Charles do Bronx, o combatente viveu uma verdadeira batalha contra Guram Kutateladze. Após três rounds de confronto ‘lá e cá’, o lutador foi declarado vencedor na decisão majoritária dos juízes.

Com o resultado, Ismagulov tem motivos de sobra para comemorar. O triunfo no UFC Austin ampliou a série invicta do atleta para 19 apresentações.

Superado na decisão majoritária, Damir não entregou vida fácil ao oponente. O combatente, porém, teve interrompida uma sequência de nove resultados positivos.

Confira as estatísticas do UFC Austin

Resultados do UFC Austin

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7kg.): Josh Emmett derrotou Calvin Kattar na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso meio-médio (até 77kg.): Kevin Holland derrotou Tim Means por finalização (triãngulo) aos 1m28s do R2

Peso médio: Joaquin Buckley derrotou Albert Duraev por nocaute técnico (interrupção médica) no R3

Peso leve (até 70,3kg.): Damir Ismagulov derrotou Guram Kutateladze na decisão majoritária dos juízes (28-28, 29-28, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.):  Gregory Robocop derrotou Julian Marquez por nocaute (socos) aos 3m18s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.):  Adrian Yanez derrotou Tony Kelley por nocaute técnico (socos) aos 3m49s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso mosca (até 56,7kg.): Natália Silva derrotou Jasmine Jasudavicius na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Peso meio-médio (até 77kg.): Jeremiah Wells derrotou Court McGee por nocaute aos 1m34s do R1

Peso pena (até 65,7kg.): Ricardo Carcacinha derrotou Danny Chavez por nocaute aos 1m12s do R1

Peso palha (até 52,1kg.): Maria Oliveira derrotou Glorinha de Paula na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Cody Stamann derrotou Eddie Wineland por nocaute técnico (socos) aos 59s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Phil Hawes derrotou Deron Winn por nocaute técnico (socos) aos 4m25s do R2

Peso médio (até 83,9kg.): Roman Dolidze derrotou Kyle Daukaus por nocaute aos 1m13s do R1

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano