Cinco motivos para assistir ao UFC 254, com Khabib e Gaethje unificando os títulos dos leves

Na manhã deste sábado, os dois campeões da categoria trocam forças e definem quem vai ser o líder absoluto da divisão; ‘Whittaker x Connonier’ e Alex Cowboy também são atrações

K. Nurmagomedov (esq.) e J. Gaethje (dir.) unificam cinturão dos leves no UFC 254. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Chegou o grande momento. Depois de meses de espera, a luta entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje está mais perto do que nunca. Na manhã deste sábado (24), pelo UFC 254, em Abu Dhabi, o russo e o norte-americano trocam forças no confronto válido pela unificação do cinturão dos leves (até 70,3kg.) da companhia.

Veja Também

Como assistir o UFC 254, com Khabib x Gaethje, AO VIVO pela televisão e internet
Khabib é favorito para manter o cinturão diante de Gaethje no UFC 254
Vídeo: Especialista respeitado no MMA acusa Khabib de não bater peso para o UFC 254: ‘Erro que pode custar milhões’

Campeão linear da categoria, Khabib assume novamente o protagonismo de um card e retorna ao octógono após mais de um ano para mais uma luta valendo o cinturão. O russo também defende uma invencibilidade de 28 compromissos invictos.

Disposto a fazer história, Gaethje chega à apresentação mais importante de sua carreira. Azarão no duelo contra o russo, o norte-americano, que é dono do título interino, quer voltar a calar os críticos e escrever seu nome na história da organização.

Na luta co-principal, um confronto importante para a categoria dos médios (até 83,9kg.). Ex-campeão do grupo, Robert Whittaker enfrentará o perigoso Jared Cannonier. O vencedor pode ser o próximo desafiante ao título de Israel Adesanya, que recentemente derrotou Paulo Borrachinha.

Neste final de semana, o Brasil terá apenas um representante. Alex Cowboy chega à Abu Dhabi para sua terceira apresentação no ano e terá o compromisso de estragar a estreia de Shavkat Rakhmonov na companhia.

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 254. Confira:

1) Unificação dos títulos dos leves

K. Nurmagomedov (esq.) e J. Gaethje (dir.) fazem última encarada antes do UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Campeão linear da divisão desde 2018, Khabib será colocado mais uma vez à prova. Neste sábado, o russo vai encarar um dos lutadores mais completos e perigosos da categoria.

Gaethje carimbou o passaporte para enfrentar o líder do grupo em maio, quando chocou o mundo e nocauteou o temido Tony Ferguson, em confronto válido pelo cinturão interino. Conhecido pela agressividade com que conduz seus desafios, Justin terá que superar o estilo previsível – mas eficiente – de Nurmagomedov para fazer história na organização e unificar o cinturão.

Famoso pelo wrestling de excelência, que acumula vítimas desde sua estreia no MMA, Khabib tentará impor seu ritmo e sacramentar mais um triunfo em seu cartel vitorioso. Esta será a 29ª apresentação do russo no esporte.

2) Khabib: a um passo da glória eterna

K. Nurmagomedov em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Twitter @ufc

Conhecido como um dos atletas mais eficientes da história recente do esporte, Khabib está muito perto de se consolidar como um dos maiores nomes do esporte.

O lutador, no entanto, chega para o duelo em um cenário diferente. O russo passou por uma tragédia pessoal no início de julho, quando perdeu o pai, Abdulmanap Nurmagomedov, vítima de complicações da Covid-19.

Para os que acompanham a trajetória de Khabib no esporte, o pai foi o principal motivador do russo no esporte. Como treinador e mentor, Abdulmanap conduziu o filho ao estrelato e deixou um enorme legado para ser carregado.

Pela primeira vez sem o pai na sua preparação, o ‘Águia’ tentará alcançar a impressionante marca de 29 triunfos consecutivos. Caso supere Gaethje, o russo poderá ultrapassar Jon Jones no ranking dos peso por peso e se tornar o melhor atleta entre todas as categorias masculinas.

3) Gaethje e a chance de calar o mundo

K. Nurmagomedov (esq.) e J. Gaethje (dir.) fazem um dos embates mais aguardados dos últimos anos. Foto: Reprodução/Instagram

Todo e qualquer atleta que suba no octógono contra Khabib tem a chance de fazer história. Diante de um oponente com alto grau de combatividade, contundência e volume de luta, todos os que tentaram, falharam – até agora.

Diferente de muitos, Justin se apoia na humildade para tentar superar o adversário. Fã confesso do campeão linear, o norte-americano já chegou a declarar publicamente que não sabia se seria capaz de vencer o russo. Gaethje, no entanto, nunca escondeu o desejo de querer tentar.

Desde que atropelou Ferguson, a popularidade de Justin aumentou. Com uma atuação sólida e eficiente contra o ‘Bicho Papão’, Gaethje provou que é o adversário mais perigoso para Khabib no momento e pode fazer frente a um dos melhores da história.

Com wrestling de excelência e uma potência descomunal nos punhos, Justin pode apostar na versatilidade para superar Nurmagomedov e deixar Abu Dhabi com o título tão sonhado.

4) Whittaker x Cannonier: de olho em Adesanya

R. Whittaker (esq.) e J. Cannonier (dir.) fazem encarada antes do UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Responsáveis pela luta co-principal da noite, dois dos principais representantes do peso médio se colocarão à prova neste final de semana. Ex-campeão da categoria, Robert Whittaker tenta dar seguimento à sua escalada rumo a uma chance de recuperar seu antigo cinturão.

Em grande fase, Cannonier, que já está na mira de Israel Adesanya, quer frear o ímpeto do ex-líder e chegar à sua quarta vitória consecutiva. Em sua última apresentação, Jared não tomou conhecimento do rival e atropelou o promissor Jack Hermansson, em setembro do ano passado.

Atualmente na primeira posição no ranking do grupo, Robert subirá ao octógono sem a certeza de que receberá uma revanche contra Israel, por quem foi derrotado em outubro do ano passado, e que lhe custou o cinturão da divisão. No entanto, uma vitória esmagadora sobre o norte-americano pode recolocá-lo no radar da empresa para uma nova luta contra o nigeriano.

Cannonier, recentemente, ultrapassou Paulo Borrachinha o ranking da categoria e assumiu a segunda posição no grupo. Caso triunfe contra o australiano, uma chance de encarar o atual campeão estará praticamente garantida.

5) Alex Cowboy, o Brasil no UFC 254

A. Cowboy (foto) será o único brasileiro a se apresentar no UFC 254. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de aceitar a luta de última hora, Alex Cowboy provou mais uma vez que não tem tempo ruim para se apresentar. Neste sábado, o combatente de Três Rios (RJ) aceitou substituir o compatriota Elizeu Capoeira no duelo contra o estreante Shavkat Rakhmonov.

Além de tentar estragar a festa do adversário, para vencer, Cowboy deverá encerrar a invencibilidade do oponente na carreira. Até o momento, Rakhmonov segue sem perder em 12 compromissos no MMA.

A fase de Alex, porém, joga a seu favor. O combatente se afastou de um retrospecto negativo de três reveses e, agora, soma duas vitórias consecutivas. Caso saia vitorioso, Cowboy já avisou que desafiará o ex-campeão dos leves, Anthony Pettis, visando chegar ao top 15 dos meio-médios (até 77kg.).

Ficha técnica do UFC 254

Data: 24 de outubro de 2020

Horário: A partir das 12h (horário de Brasília)

Local: UFC Fight Island, Abu Dhabi, Emirados Árabes

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (15h, horário de Brasília)

Peso leve: Khabib Nurmagomedov x Justin Gaethje – Luta pela unificação dos cinturões

Peso médio: Robert Whittaker x Jared Cannonnier

Peso pesado: Alexander Volkov x Walt Harris

Peso médio: Jacob Malkoun x Phil Hawes

Peso mosca: Lauren Murphy x Liliya Shakirova

Peso meio-pesado: Magomed Ankalaev x Ion Cutelaba

CARD PRELIMINAR (12h, horário de Brasília)

Peso pesado: Stefan Struve x Tai Tuivasa

Peso casado (até 63,5kg): Casey Kenney x Nathaniel Wood

Peso meio-médio: Alex Cowboy x Shavkat Rakhmonov

Peso meio-pesado: Sam Alvey x Da Un Jung

Peso mosca: Liana Jojua x Miranda Maverick

Peso leve: Joel Alvarez x Alexander Yakovlev

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments