Werdum ganha mais de R$ 550 mil por minuto e embolsa um dos maiores salários do UFC Ilha da Luta 3

Lutador brasileiro, que embolsou quase R$1.5 milhão para finalizar Alexander Gustafsson, no último sábado, encerrou seu vínculo contratual com o UFC

Fabrício Werdum encerrou seu contrato com o Ultimate no UFC Ilha da Luta 3, no último sábado (25). Na despedida do octógono, o peso pesado gaúcho finalizou Alexander Gustaffson em 2m30s e embolsou mais de R$ 550 mil por minuto. O valor inclui salário, bônus por vitória, incentivos e gratificação por performance.

Veja Também

Vídeo: Comentarista bate-boca com árbitro após demora em interromper luta de Massaranduba
Khabib Nurmagomedov volta a treinar duas semanas após morte do pai
Após vitória, Robert Whittaker diz não ter obsessão por título: ‘Sou campeão com ou sem cinturão’

Na relação de salários dos lutadores, levantada pelo site MMA Manifesto*, Werdum embolsou US$ 265 mil, cerca de R$ 1.37 milhão na cotação atual, e recebeu o terceiro maior salário da atração

O segundo maior pagamento também ficou para um brasileiro. Mauricio Shogun ganhou US$ 290 mil (R1.5 milhão) por derrotar o compatriota Rogério Minotouro, na decisão dividida dos juízes. Por outro lado, Minoto levou US$ 138 mil (R$ 717 mil) para casa.

O maior salário da atração ficou para Robert Whittaker. O ex-campeão dos médios, que derrotou Darren Till na luta principal, embolsou US$ 360 mil (R$ 1.87 milhão). Confira abaixo a lista completa dos salários do UFC Ilha da Luta 3:

Salários do UFC Ilha da Luta 3

Robert Whittaker: US$ 360 mil (US$ 200 mil pela exibição, US$ 150 mil em bônus pela vitória, US$ 10 mil em incentivos pela semana de luta)

Mauricio Shogun: US$ 290 mil (US$ 200 mil pela exibição, bônus pela vitória de US$ 70 mil, pagamento de incentivo de US$ 20 mil na semana da luta)

Fabricio Werdum: US$ 265 mil (US$ 100 mil pela exibição, US$ 100 mil em bônus pela vitória, US$ 50 mil em desempenho da noite, bônus de US$ 15 mil em semana de luta)

Alex Cowboy: US$ 157 mil ($ 71 mil pela exibição, bônus pela vitória de $ 71 mil, pagamento de incentivo de $ 15 mil na semana da luta)

Rogerio Minotouro: US$ 138 mil (US$ 128 mil pela exibição, US$ 10 mil em incentivos pela semana de luta)

Darren Till: US$ 135 mil (US$ 130 mil pela exibição, US$ 5 mil em incentivos pela semana de luta)

Alexander Gustafsson: US$ 135 mil (US$ 125 mil pela exibição, US$ 10 mil em incentivos pela semana de luta)

Paul Craig: US$ 135 mil (US$ 40 mil pela exibição, US$ 40 mil para bônus, US$ 50 mil para o desempenho da noite, US$ 5 mil para pagamento da semana da luta)

Carla Esparza: US$ 113 mil (US$ 54 mil pela exibição, US$ 54 mil em bônus pela vitória, US$ 5 mil em incentivo na semana da luta)

Francisco Massaranduba: US$ 98.200 (US$ 46 mil pela exibição, US$ 46 mil em bônus pela vitória, menos US$ 13.800 em multa por não bater o peso, pagamento de incentivo na semana de luta de US$ 20 mil)

Khamzat Chimaev: US$ 77.500 (US$ 12 mil pela exibição, bônus de US$ 12 mil, bônus de desempenho da noite de US$ 50 mil, pagamento de incentivo da semana da luta de US$ 3.500)

Jesse Ronson: US$ 74 mil (US$ 10 mil pela exibição, US$ 10 mil em bônus, US$ 50 mil em desempenho da noite, bônus em US$ 4 mil em incentivos pela semana de luta)

Tom Aspinall: US$ 73.500 (US$ 10 mil pela exibição, US$ 10 mil em bônus, US$ 50 mil em bônus da Performance of the Night, pagamento de incentivo na semana da luta de US$ 3.500)

Tanner Boser: US$ 44 mil (US$ 20 mil no show, US$ 20 mil em bônus pela vitória, US$ 50 mil em bônus da Performance of the Night, US$ 4 mil em incentivos na semana da luta)

Ramazan Emeev: US$ 44 mil (US$ 20 mil pela exibição, US$ 20 mil em bônus pela vitória, pagamento de incentivo de US$ 4 mil na semana da luta)

Nathaniel Wood: US$ 44 mil ($ 20 mil pela exibição, bônus pela vitória de $ 20 mil, pagamento de incentivo de $ 4 mil na semana da luta)

Bethe Pitbull: US$ 34 mil (US$ 29 mil pela exibição, US$ 5 mil em incentivos pela semana de luta)

Pannie Kianzad: US$ 32 mil (US$ 14 mil pela exibição, US$ 14 mil em bônus pela vitória, US$ 4 mil em incentivos pela semana de luta)

Movsar Evloev: US$ 31.500 (US$ 14 mil pela exibição, US$ 14 mil em bônus pela vitória, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

Peter Sobotta: US$ 29 mil (US$ 24 mil pela exibição, US$ 5 mil em incentivos pela semana de luta)

Jai Herbert: US$ 27.300 (US$ 10 mil pela exibição, US$ 13.800 de Trinaldo por perder peso, US$ 3.500 em incentivo à semana da luta)

Jake Collier: US$ 25 mil (US$ 20 mil pela exibição, US$ 5 mil em incentivos pela semana de luta)

Marina Rodriguez: US$ 24 mil (US$ 20 mil pela exibição e US$ 4 mil pagamento de incentivo na semana da luta)

Gadzhimurad Antigulov: US$ 24 mil (US$ 20 mil pela exibição, US$ 4 mil em incentivos pela semana de luta)

Nicolas Dalby: US$ 17 mil (US$ 12 mil pela exibição, US$ 5 mil em incentivos pela semana de luta)

Mike Grundy: US$ 15.500 (US$ 12 mil pela exibição, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

Raphael Bebezão: US$ 15.500 (US$ 12 mil pela exibição, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

Rhys McKee: US$ 13.500 (US$ 10 mil pela exibição, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

Niklas Stolze: US$ 13.500 (US$ 10 mil pela exibição, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

John Castaneda: US$ 13.500 (US$ 10 mil pela exibição, US$ 3.500 em incentivos pela semana de luta)

  • Comissão Atléticas fora dos Estados Unidos não divulgam os salários oficiais. Mas o site usou a última apresentação de cada atleta nos EUA para fazer o levantamento dos salários.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments